Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga eliminado da Liga Europa

Afastado pelo Rangers

em

Foto: Divulgação / SC Braga

O SC Braga perdeu hoje com o Rangers, 1-0, e foi eliminado nos 16 avos de final da Liga Europa de futebol, num jogo em que foi incapaz de mostrar argumentos para se impor.

O único golo da partida surgiu aos 61 minutos, com Kent a concluir uma das várias oportunidades de que o Rangers dispôs, inclusivamente uma grande penalidade defendida por Matheus no final da primeira parte.

Os minhotos fizeram a pior exibição da ‘era’ Rúben Amorim, mostrando-se sem ideias para contrariar um adversário muito coeso e combativo, mas que, na primeira mão, foi inferior e dominado pelo Braga durante grande parte do jogo.

Nesse jogo em Glasgow, na passada quinta-feira, o SC Braga esteve a ganhar por 2-0 até meio da segunda parte, mas permitiu a reviravolta no marcador em apenas 15 minutos (derrota por 3-2).

O Rangers de Steven Gerard parece ter aprendido a lição e não deu espaço a jogadores fundamentais na construção do jogo ‘arsenalista’, como Fransérgio e Trincão.

Sem Wallace, lesionado, e Bruno Wilson (não inscrito), Rúben Amorim fez regressar à equipa Raul Silva, Esgaio, Palhinha, Fransérgio, Trincão e Paulinho, enquanto no Rangers a grande baixa foi o avançado colombiano Morelos, castigado.

O SC Braga iniciou o jogo pressionante, a defender muito longe da sua baliza e a tentar chegar ao golo. O risco era assumido e a equipa escocesa fez por explorá-lo: aos 09 minutos, Kent fugiu por entre os centrais bracarenses e isolou Kamberi que, com tudo para marcar, atirou contra Matheus.

Os homens da frente do Rangers podem não ser os mais virtuosos tecnicamente, mas são exímios na entrega e desgaste da defesa contrária e, quando a isso se alia algum nervosismo da defesa contrária, está feito o ‘caldo’ de lances perigosos.

Aos 20 minutos, uma má abordagem de Raul Silva permitiu a Hagi roubar-lhe a bola, o romeno passou depois por David Carmo e serviu Kent que fez a bola rasar o poste direito de Matheus.

O Braga respondeu aos 26 minutos: Trincão criou espaço na esquerda onde apareceu Sequeira a cruzar com conta, peso e medida para um cabeceamento de Paulinho, que obrigou McGregor a defesa para canto.

Pouco depois, novamente Sequeira a centrar, Paulinho fez o primeiro desvio e a bola ainda embateu em Fransérgio e quase traía MacGregor (30).

No último lance antes do intervalo, o tal lance do penálti defendido por Matheus: Raúl Silva cortou a bola com a mão após um canto e, na grande penalidade respetiva, o guardião brasileiro fez uma grande defesa, com a mão esquerda, ao remate forte de Hagi (45+1).

Rúben Amorim fez entrar João Novais após o intervalo para o lugar de Palhinha e, aos 53 minutos, lançou Galeno tirando Raúl Silva, mas sem quaisquer efeitos e foi mesmo o Rangers o primeiro a criar perigo, com Kent a atirar por cima (55).

Contudo, seis minutos depois, o avançado inglês não perdoou quando surgiu isolado na cara de Matheus e fez o único golo da partida.

Rúben Amorim apostou tudo ao tirar o central David Carmo e a meter o avançado Abel Ruiz (64), mas a equipa não conseguia ligar uma jogada com princípio, meio e fim.

Aos 71 minutos, Paulinho, de cabeça, após centro de João Novais, desperdiçou a melhor ocasião dos bracarenses que, até ao final, não mais ameaçaram com semelhante perigo a baliza escocesa.

Os ‘arsenalistas’, que precisavam de recuperar da derrota por 3-2 sofrida no jogo da primeira mão, não conseguiram inverter o rumo da eliminatória e falham o acesso aos oitavos de final da competição.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Municipal de Braga.

SC Braga – Rangers, 0-1.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

0-1, Ryan Kent, 61 minutos.

Equipas:

– SC Braga: Matheus, Bruno Viana, David Carmo (Abel Ruiz, 64), Raúl Silva (Galeno, 53), Esgaio, Palhinha (João Novais, 46), Fransérgio, Sequeira, Trincão, Ricardo Horta e Paulinho.

(Suplentes: Tiago Sá, Vítor Tormena, André Horta, João Novais, Galeno, Rui Fonte e Abel Ruiz).

Treinador: Rúben Amorim.

– Rangers: Allan McGregor, James Tavernier, Connor Goldson, George Edmundson, Borna Barisic, Steven Davis, Scott Arfield, Ryan Jack, Ianis Hagi (Joe Aribo, 72), Ryan Kent e Florian Kamberi (Sheyi Ojo, 78).

(Suplentes: Wes Foderingham, Nicola Katic, Glen Kamara, Joe Aribo, Andy Halliday, Sheyi Ojo e Greg Stewart).

Treinador: Steven Gerrard.

Árbitro: Andreas Ekberg (Suécia).

Ação disciplinar: cartão amarelo para David Carmo (47), Florian Kamberi (73), Esgaio (89) e Abel Ruiz (90+4).

Assistência: 18.113 espetadores.

(notícia atualizada às 19h22)

Anúncio

Futebol

Sporting vai doar 120 mil máscaras e 80 mil pares de luvas às misericórdias

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / Arquivo

O Sporting anunciou hoje que vai entregar 120 mil máscaras cirúrgicas e 80 mil pares de luvas à União das Misericórdias, para ajudar no combate à pandemia da covid-19.

“O Sporting Clube de Portugal disponibilizou-se para oferecer a todas as instituições da União das Misericórdias que albergam e cuidam de pessoas com deficiência profunda e de pessoas com outras deficiências ou perturbação mental, o equipamento necessário para garantir a segurança de todos pelo período de um mês, perfazendo um total de 120 mil máscaras cirúrgicas e 80 mil pares de luvas, a serem entregues brevemente”, refere o clube em comunicado.

Os ‘leões’ explicam que com esta doação, através da Fundação Sporting, pretendem ajudar, depois de um alerta do presidente da União das Misericórdias, Manuel Lemos, sobre as “consequências gravíssimas” que a falta de material de proteção individual estava a causar aos milhares de trabalhadores.

Manuel Lemos afirmou que esta doação será “muito importante para a proteção e bom funcionamento” dos utentes e dos colaboradores das instituições e mostra que a sociedade portuguesa é “empreendedora e generosa”.

“Infelizmente, as nossas necessidades não se esgotam aqui. Precisamos do apoio de todos para a proteção das instituições que acolhem os idosos”, alertou.

Pela Fundação Sporting, Maria Serrano garantiu que vão continuar a fazer tudo para “ajudar os que mais precisam”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000. Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 119 mortes e 5.962 casos de infeções confirmadas. Dos infetados, 486 estão internados, 138 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Continuar a ler

Futebol

Presidente da FPF consternado com morte de adolescente de 14 anos

Futsalista

em

Foto: DR / Arquivo

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, mostrou-se hoje consternado com a morte de um jovem jogador de futsal de 14 anos, que tinha covid-19.

“É com profunda consternação que envio as minhas condolências a familiares, amigos e colegas do Vitor Rafael Bastos Godinho, jovem futsalista do CCRM – Centro Cultural e Recreativo de Maceda. Nesta hora de profunda dor para todos os seus entes queridos, também envio uma palavra de conforto a toda a família do futebol no distrito de Aveiro que partilha connosco a tristeza de um tão precoce desaparecimento”, lê-se numa mensagem publicada no site da FPF.

A morte do jovem, de 14 anos, residente em Ovar, foi revelada pelo vice-presidente da Câmara local, com a diretora-geral da Saúde a dizer que é necessário avaliar “com cautela, do ponto de vista clínico”, o que aconteceu ao jovem nas últimas 24 horas que antecederam a morte.

“Esta criança tem uma situação complexa do seu estado clínico habitual e do seu estado agudo, ou seja, do que aconteceu nas últimas 24 horas, e apesar de ter um teste que diz que é covid positivo, a sintomatologia com que foi admitido ao hospital pode indicar outro tipo de patologia. De facto, tem covid, o que não impede de ter outras situações igualmente graves e infecciosas que estão a ser investigadas. Além disso, tinha um quadro de base que podia levar a uma alguma imunossupressão”, afirmou Graça Freitas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000. Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 119 mortes e 5.962 casos de infeções confirmadas.

Continuar a ler

Futebol

Covid-19: Antigo treinador do Vitória infetado

René Simões

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador de futebol brasileiro René Simões, que passou pelo Vitória SC, anunciou hoje que está infetado com covid-19, e que está em isolamento desde 16 de março.

“Fui ao hospital e testaram-me. Por precaução, mesmo não sabendo o resultado, fiquei em isolamento no meu quarto. Não sai dele e tinha tudo separado para mim dentro de casa. Tudo era higienizado e ninguém entrava no quarto. Somente hoje recebi o resultado que foi positivo. Como o vírus demora a manifestar-se, mesmo tendo mais de 14 dias, seguirei na prevenção e só sairei no dia 30 do isolamento”, escreveu René Simões na sua página oficial da rede social Instagram.

Atualmente com 67 anos, Simões passou por vários clubes brasileiros e treinou o Vitória SC na época de 87/88. A nível de seleções, o treinador ‘canarinho’ esteve à frente da Costa Rica, da Jamaica, da Honduras e de Trinidad e Tobago.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000. Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 119 mortes e 5.962 casos de infeções confirmadas. Dos infetados, 486 estão internados, 138 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Continuar a ler

Populares