Seguir o O MINHO

Braga

Rota das Colheitas regressa a Vila Verde com mais de 50 iniciativas em 26 freguesias

Cultura

em

‘Na Rota das Colheitas’ regressa a Vila Verde após dois anos de interregno devido à covid-19, “com mais de 50 eventos ligados aos sabores e saberes das tradições e da atividade agrícola”, foi hoje anunciado.

A programação da XI edição ‘Na Rota das Colheitas’, que vai decorrer entre agosto e novembro, em 26 freguesias do concelho, foi hoje apresentada pela presidente da Câmara de Vila Verde, Júlia Fernandes, na Quinta de Mouriz, na vila de Pico de Regalados.

“São mais de 50 eventos ligados aos sabores e saberes das tradições e da atividade agrícola que marcam a identidade do concelho e das suas freguesias. É um roteiro turístico-cultural que está de regresso, depois de dois anos de interregno devido à crise pandémica, e que marca a agenda do concelho durante os próximos quatro meses, de agosto a novembro”, refere o município.

Criado há 13 anos pela autarquia, o evento prevê este ano a realização, nomeadamente, de 17 iniciativas gastronómicas, de uma dezena de demonstrações de práticas agrícolas e de seis atividades ligadas ao desporto/natureza.

“A malhada de centeio, a espadelada de linho, a desfolhada de milho, a vindima e pisada de uvas, a apanha da azeitona, os trajes da época, as alfaias agrícolas, as merendas fartas e a alegria da música popular” são algumas das atrações.

A autarquia destaca ainda “os arraiais à moda do Minho, as festas e as romarias, as iniciativas de índole gastronómica, os espetáculos musicais e a beleza das paisagens verdejantes”, associados “à riqueza da cultura popular e à excelência do património natural e edificado”.

“As tradições são recriadas com rigor e minúcia, garantindo a representação fiel dos hábitos e costumes de outrora. Com esse intuito foram estabelecidas parcerias estratégicas com diversos agentes (como casas de lavoura, produtores agrícolas, artesãos, associações culturais e sociais, centros paroquiais, restaurantes, casas de turismo rural, juntas de freguesia, instituições e comércio local) que a dar corpo a um programa que se estende ao longo de quatro meses”, sublinha o município.

Para a presidente da Câmara de Vila verde, Júlia Fernandes (PSD), o evento “representa também uma importante mais-valia para o setor económico da região, reavivando tradições que se vão afirmando como novos motivos de atração turística, promovendo os diferentes agentes de turismo associados e consolidando a divulgação e comercialização de produtos regionais”.

A ‘XXX Feira Mostra de Produtos Regionais’, que decorre de 05 a 09 de outubro, é um dos momentos altos, onde os visitantes podem apreciar o que Vila Verde e a região “têm de melhor para oferecer”, com destaque para a “tradição agrícola, a música popular, a gastronomia regional e o artesanato local”.

“É uma aposta clara na valorização das tradições rurais e dos hábitos do povo vilaverdense, perpetuando-os através dos tempos e assegurando, assim, a preservação de uma herança cultural de riqueza ímpar. Uma programação ampla e diversificada, que incide na preservação, divulgação e valorização das tradições genuínas e da riqueza da cultura popular do Minho”, frisa a Câmara de Vila Verde.

Populares