Seguir o O MINHO

Barcelos

Centenas a consumir álcool na rua em Barcelos. Agente da PSP acabou agredido

Estado de Alerta

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Um agente da esquadra da PSP de Barcelos teve de receber tratamento hospitalar depois de ter sido agredido com uma garrafa de vidro, esta madrugada, na zona ribeirinha da cidade.


Fonte do comando distrital da PSP disse a O MINHO que o agente foi atingido com uma garrafa quando se encontrava a proceder a uma ação de sensibilização para que um grupo de centenas de jovens desmobilizasse da zona ribeirinha, onde se encontravam a consumir álcool.

“A polícia foi chamada devido a uma concentração numerosa de pessoas na zona ribeirinha, algo que tem acontecido noutros dias. No local, procedeu à tentativa de sensibilizar à desmobilização das pessoas, dada a elevada concentração, e nessa sequência, terá havido alguém que reagiu de uma forma menos indicada, agredindo o agente”, disse a fonte.

No momento da agressão gerou-se grande aparato, levando a que o agressor conseguisse dissimular-se por entre os restantes jovens. Por esse motivo, não foi possível identificar o autor na hora. No entanto, diz o comando distrital que estão a ser encetadas diligências para encontrar o agressor.

O MINHO sabe que o agente em questão teve de ser transportado ao Hospital de Barcelos para receber tratamento.

Apesar de estarem a infringir a lei, não há registo de detenções nem de autos de contraordenação.

Este tipo de concentração na zona ribeirinha de Barcelos não é novidade. Durante o confinamento, a PSP teve de atuar por diversas vezes para dispersar aglomerados que se encontravam a consumir álcool naquela zona.

Recorde-se que estão proibidos aglomerados de mais de 20 pessoas, assim como o consumo de álcool na via pública. A partir desta terça-feira, o limite máximo de ajuntamentos passa a ser de 10 pessoas, face ao agravamento registado no último mês da pandemia de covid-19.

Anúncio

Barcelos

Covid fecha um dos maiores restaurantes de Barcelos

Pérola

em

Foto: Restaurante Pérola / Facebook

O restaurante Pérola, em Barcelos, vai encerrar temporariamente, a partir desta terça-feira, devido a caso suspeito de covid-19, anunciou hoje o estabelecimento na sua página de Facebook.

“Informamos os nossos clientes que a partir de terça-feira dia 27, iremos temporariamente cessar todos os nossos serviços (sejam presencialmente ou em take away). Infelizmente foi detetado um possível caso positivo de covid-19 na nossa equipa de colaboradores (cujo resultado ainda não sabemos) e como medida de precaução as autoridades competentes determinaram o encerramento temporário do espaço para testar a equipa e detetar possíveis contágios”, refere a publicação.

O restaurante, localizado na Avenida D. Nuno Álvares Pereira, um dos maiores e concorridos da cidade de Barcelos, salienta, para “descansar” os clientes e fornecedores, que “o colaborador possivelmente infetado já está isolado há mais de uma semana, sendo que no âmbito das suas responsabilidades profissionais não mantém qualquer contacto direto com os clientes e/ou fornecedores”.

“Estamos em contacto com as autoridades competentes e em nenhum momento nos foi indicado para notificar nem clientes nem fornecedores que possam ter tido algum contacto de perigo. É uma medida preventiva que desde o início sugerimos e apoiamos”, realça o Pérola, garantindo: “Tão breve que nos seja dada autorização para retomar a nossa atividade, assim o faremos”.

Continuar a ler

Barcelos

Barcelos investe 1,3 milhões na remoção de amianto em 15 escolas

Concurso público aprovado

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Barcelos aprovou o lançamento do concurso público, por 1,3 milhões de euros, para a remoção do amianto em 15 escolas do concelho, anunciou hoje o município.

Em comunicado, o município refere que a empreitada deverá ser dividida em cinco lotes, com prazos de execução que oscilam entre os 180 e os 360 dias.

Os estabelecimentos a intervencionar são jardins de infância e escolas básicas do 1.º ciclo em Tamel S. Veríssimo, Galegos S. Martinho, Galegos Santa Maria, Vila Frescaínha S. Martinho, Abade de Neiva, Silva, Perelhal, Areias de Vilar, Pousa, Remelhe, Moure, Cambeses, Milhazes, Carvalhal e Cristelo.

Na reunião de 23 de outubro, o executivo municipal aprovou um conjunto de subsídios a 13 freguesias, no valor global de 234.279,45€, destinados a comparticipar na realização de obras em escolas, alargamento, requalificação e repavimentação de ruas, construção de muros, construção de sistemas de drenagem de águas pluviais e obras em cemitérios.

Continuar a ler

Barcelos

Escola primária e pré-escolar em Barcelos encerrados após dois casos de covid-19

Creixomil

em

Foto: Google Maps

A escola primária e pré-escolar de Creixomil, em Barcelos, encerraram após terem sido detetados dois casos positivos em crianças. O ATL também fechou, porque os funcionários apresentaram sintomas. Estão em isolamento profilático cerca de 50 alunos.

As duas crianças em causa são irmãs, presumindo-se que a infeção tenha tido origem em contexto familiar e não escolar.

Um caso foi registado numa sala da escola primária (que tem duas turmas mistas) e outro no pré-escolar (apenas uma sala). À turma que não teve nenhum caso também foi decretado o isolamento profilático devido à possibilidade de haver contacto entre os alunos no transporte escolar.

“O ATL fechou também, porque as funcionárias durante o fim de semana queixaram-se de alguns sintomas”, adiantou a O MINHO o presidente da Junta da União de Freguesias de Creixomil e Mariz, Luís Vilas Boas, que foi informado da situação pela direção do Agrupamento Escolar de Vila Cova.

A situação está a ser acompanhada pelas autoridades de saúde e a autarquia salienta que está “disponível para colaborar no que for necessário”.

“Desde o início, estivemos sempre disponíveis para garantir as melhores condições para que as escolas funcionassem da melhor forma”, realça Luís Vilas Boas.

Continuar a ler

Populares