Seguir o O MINHO

Região

Protestos hoje junto às lojas Pingo Doce de Braga e Arcos de Valdevez

Contra referendo sobre banco de horas

em

Foto: CGF / Arquivo

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) promove hoje ações de denúncia por todo o país contra a realização de um referendo no Pingo Doce/Jerónimo Martins para a criação de um banco de horas grupal.


Os protestos vão decorrer junto a lojas Pingo Doce de Santa Maria da Feira (Aveiro), Braga, Coimbra, Évora, Faro, Porto, Coruche (Santarém), Setúbal e Arcos de Valdevez (Viana do Castelo).

Para Lisboa, está marcada uma ação de denúncia junto à loja de Alcântara, com a presença da secretária-geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha.

O CESP defendeu que não deve realizar-se o referendo para a instituição do banco de horas grupal no Pingo Doce e Jerónimo Martins porque considera que este não cumpre as normas legais e não é transparente.

“Este processo, na opinião do CESP, não é transparente, exclui os representantes dos trabalhadores de todo o processo e deve ser imediatamente anulado”, disse o sindicato num comunicado.

O Pingo Doce/Jerónimo Martins comunicou aos seus trabalhadores e ao CESP que vai realizar entre os dias 16 de julho e 03 de agosto o referendo para o banco de horas grupal.

“É nosso entendimento que o regulamento de referendo não cumpre normativos legais e que por isso não deve realizar-se, nem serem instituídos regimes de bancos de horas”, afirmou o sindicato numa nota de imprensa.

O CESP considerou que o regime de banco de horas grupal viola a Constituição da República Portuguesa, que “consagra expressamente o direito à organização do trabalho em condições socialmente dignificantes de forma a facultar a realização pessoal e a permitir a conciliação da atividade profissional com a vida familiar”.

Além da natureza do banco de horas, a realização do referendo suscitou diversas dúvidas ao CESP, que considerou que “o processo de monitorização do ato é pouco transparente”.

“Pois, se a empresa indica que o referendo será acompanhado por uma entidade externa, isto significa a exclusão dos representantes eleitos dos trabalhadores do processo, quando o assunto é da maior importância para a vida dos trabalhadores”, disse.

Para o sindicato, o regulamento tem várias falhas, pois no processo de votação não são dadas garantias da confidencialidade e inviolabilidade do voto, em plataforma digital, nem há garantias da credibilidade do resultado eleitoral.

O CESP salienta ainda que este referendo pretende implementar o regime de banco de horas grupal, quando o mesmo não foi aceite por contratação coletiva.

Anúncio

Braga

Condutor escapa ileso após aparatoso capotamento de BMW em Braga

Acidente

em

Foto: DR

Um homem, com cerca de 40 anos, escapou praticamente ileso a um despiste seguido de capotamento, ao início da madrugada deste domingo, na circular cidade de Braga. O homem conduzia uma carrinha BMW que ficou com a frente totalmente destruída.

Ao que apurou O MINHO no local, o condutor terá entrado em despiste, subido a berma ajardinada e regressado à via, no encontro entre a Avenida António Macedo e a Avenida Padre Júlio Fragata, sentido Estação-Hospital, em São Vicente, a poucos metros da ponte aérea do Regimento de Cavalaria n.º 6.

Foto: DR

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Foram acionados meios de socorro mas não houve necessidade de intervenção por parte dos bombeiros sapadores, uma vez que o homem saiu pelo próprio pé e não apresentava ferimentos de maior, não sendo necessário o seu transporte para o hospital, a pouco mais de 100 metros do local de despiste.

Uma patrulha da PSP de Braga, com dois agentes, esteve no teatro de operações enquanto chegou o semi-reboque para retirar a viatura da via. O próprio condutor deu a assistência necessária ao rebocador.

O trânsito esteve condicionado na faixa da direita entre as 23:45 e as 00:45.

Continuar a ler

Ave

Homem de Fafe em estado grave após levar com garrafa de vinho na cabeça

Agressões

em

Foto: DR

Um homem com cerca de 40 anos sofreu ferimentos graves depois de ter sido agredido na via pública por um vizinho, ao início da noite deste sábado, em Fafe.

Ao que apurou O MINHO, a vítima terá entrado numa discussão com um vizinho, por motivos desconhecidos, quando este o agrediu com uma garrafa de vinho na cabeça, provocando-lhe um golpe bastante profundo que o deixou em estado grave.

Para o local, na Rua de Atalhos, freguesia de Fareja, foram mobilizados os Bombeiros de Fafe com uma ambulância, para assistência inicial à vítima. Dada a gravidade dos ferimentos, com o homem a perder bastante sangue, foi acionada a ambulância de Suporte Imediato de Vida de Fafe, para prestar a primeira assistência médica diferenciada.

A vítima acabou por ser transportada com acompanhamento da equipa médica para o Hospital de Guimarães.

A GNR está no local a tentar apurar os contornos da agressão.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Nadadores salvaram 23 pessoas de afogamento nas praias de Viana durante o verão

Coordenada Decimal

em

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

O Centro de Mar, instalado a bordo do navio-museu Gil Eannes, acolheu hoje de manhã uma sessão de agradecimento aos 38 nadadores salvadores que asseguraram a vigilância de 13 praias do concelho ao longo de 96 dias de época balnear.

Na cerimónia, o presidente da Câmara de Viana do Castelo, o comandante da Capitania e o vereador do Ambiente agradeceram aos nadadores salvadores e à direção da Coordenada Decimal o trabalho realizado nas praias de Viana do Castelo, destacando-se as 960 horas de vigilância e os 16 mil quilómetros percorridos pelas duas viaturas de apoio.

Ao longo da época balnear, foram registadas 229 ocorrências, não tendo sido assinalada qualquer vítima mortal. Foram registadas 125 ocorrências em praticantes de atividades náuticas e foram realizadas manobras de primeiros socorros em 113 ocorrências entre os veraneantes.

Houve necessidade de se proceder a evacuação hospitalar em 52 casos, tendo sido ainda promovidas 14 assistências na via pública. Os nadadores salvadores promoveram 23 salvamentos aquáticos ao longo destes mais de três meses. Os resultados obtidos revelaram da parte dos nadadores salvadores um trabalho importante de prevenção, treinos, dedicação e sensibilização da comunidade.

Os nadadores salvadores foram responsáveis pela vigilância de 24 quilómetros de costa, assegurando a segurança de 13 praias vigiadas e de 40 recantos.

Mais uma vez, o Município de Viana do Castelo ostentou 8 bandeiras azuis nas praias de Afife, Arda, Paçô, Carreço, Norte, Cabedelo, Amorosa e Castelo do Neiva

A vigilância, assistência e socorro balnear esteve a cargo da Associação de Nadadores Salvadores Coordenada Decimal, operando em conjunto com a Autoridade Marítima.

Continuar a ler

Populares