Seguir o O MINHO

Braga

Póvoa de Lanhoso pede apoio para agricultores afetados por tempestade

Temporal destruiu culturas

em

Temporal na Póvoa de Lanhoso. Foto: Paula Ferreira / Moina na Estrada (Arquivo)

O presidente da Câmara da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, pediu hoje o apoio do Estado para os agricultores da região afetados pelo mau tempo, registado no fim de semana, que “devastou” as suas produções.


Em comunicado, a autarquia refere que, estando em curso um levantamento dos estragos, a Câmara da Póvoa de Lanhoso já transmitiu ao Ministério da Agricultura, tutelado por Maria do Céu Albuquerque, as preocupações da autarquia e destes produtores do concelho.

“Como é do conhecimento público, desde o dia 29 de maio que a região tem sido fustigada por ventos fortes, chuva e granizo. Estas alterações repentinas e devastadoras provocaram danos substanciais nas explorações agrícolas do concelho da Póvoa de Lanhoso, com especial incidência na vinha e na fruticultura”, sublinha a autarquia.

Acrescenta ainda que “diversos agricultores que viram as suas produções devastadas e completamente perdidas já estão identificados” e que o levantamento dos estragos que ainda está a ser realizado “será posteriormente comunicado ao Ministério da Agricultura”.

Na terça-feira, o Governo comunicou que está a avaliar os estragos decorrentes do temporal de domingo, que afetou sobretudo as regiões Norte e Centro, ponderando ainda a possibilidade de criar uma linha de crédito para apoiar os produtores.

“O Ministério da Agricultura está a avaliar no terreno os efeitos provocados pelo temporal de domingo, dia 31 de maio, que afetaram sobretudo a região Norte e a região Centro, o que vai permitir identificar os prejuízos e as culturas afetadas”, indicou, em comunicado, o Governo.

Por outro lado, estão a ser avaliadas medidas para minimizar os prejuízos, como a criação de uma linha de crédito bonificada para os produtores que registaram uma “forte quebra” provocada pelas “condições meteorológicas adversas”.

De acordo com o mesmo documento, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, admitiu ainda a possibilidade de utilizar uma medida de prevenção de calamidades e catástrofes naturais para apoiar investimentos “destinados a reduzir ou prevenir o impacto de catástrofes naturais, fenómenos climáticos adversos ou acontecimentos catastróficos”.

A medida em causa poderá permitir aos produtores das duas regiões instalar equipamentos como redes antigranizo, apontou.

Maria do Céu Albuquerque lembrou ainda que está agendada para 16 de junho uma reunião da comissão de acompanhamento do sistema dos seguros agrícolas, na qual está prevista a análise destas situações.

Anúncio

Braga

Incêndio destrói telhado de restaurante em Rio Caldo, Terras de Bouro

Ocorrência

em

Foto: DR / Arquivo

Um incêndio deflagrou ao início da tarde desta quarta-feira no telhado de um restaurante, em frente à marina de Rio Caldo, em Terras de Bouro, no Parque Nacional da Peneda Gerês.

“Já está em fase de rescaldo”, adiantou a O MINHO o comandante dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro, José Amaro.

Além dos danos no telhado, o incêndio não provocou feridos.

O incêndio deflagrou numa altura tardia da hora de almoço, pelo que já não havia muitos clientes no interior do estabelecimento.

O incêndio provocou alarme, mas a pronta intervenção dos bombeiros impediu danos maiores.

Para já, são desconhecidas as causas do incêndio.

Os Bombeiros de Terras de Bouro combateram as chamas com 17 homens apoiados por quatro viaturas.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

“Cabido de Cardeais” recua e suspende praxes na UMinho

Polémica

em

Foto: "Cabido de Cardeais" / Arquivo

Num curto comunicado publicado às primeiras horas desta quarta-feira, o “Cabido de Cardeais” da Universidade do Minho (UM) anunciou que “se encontram suspensas todas as atividades de praxe com efeito imediato e até novas informações”.

O recuo daquela estrutura, que gere a praxe na UM, acontece depois de o anúncio do regresso das praxes ter levantado enorme polémica junto da comunidade académica.

Praxes regressam presencialmente a Braga e Guimarães. Polémica estala na UMinho

Além das críticas de muitos estudantes, a reitoria manifestou, ontem, “profundo desagrado com o anúncio” e já antes a Associação Académica tinha-se demarcado da decisão, alegando que a realização de praxes não era uma prioridade nesta fase.

Reitoria da UMinho manifesta “profundo desagrado” com regresso das praxes

A polémica envolveu também a Junta de Gualtar, onde fica localizado o campus de Braga, que acusou o “Papa da Academia Minhota”, Pedro Domingues, de mentir, quando em declarações ao Público afirmou que tinha contactado aquela autarquia.

Continuar a ler

Braga

Associação desafia Ricardo Rio a ir de casa para o trabalho de bicicleta em Braga

Braga Ciclável

em

Foto: Divulgação / CM Braga (Arquivo)

Fazer as viagens de casa até aos Paços do Concelho de bicicleta elétrica foi o desafio deixado ao presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, por parte da associação Braga Ciclável.

Através das redes sociais, a Braga Ciclável desafia o edil a utilizar uma das bicicletas elétricas que o Município de Braga tem à disposição para utilização dos funcionários.

A associação propõe apenas a deslocação casa-trabalho e trabalho-casa, ficando ao critério do autarca outro meio preferencial nas restantes deslocações a efetuar durante a semana.

“Ao fim de uma semana, e a utilizar a bicicleta nas avenidas que compõem a Rodovia, a Avenida 31 de Janeiro ou a Avenida da Liberdade – na estrada e porque terá que passar em partes destas Avenidas para realizar as suas deslocações – perceberá a necessidade de implementar o projeto aprovado em dezembro de 2017 no executivo municipal”, diz a Braga Ciclável.

“O que propomos é algo que na Câmara Municipal de Lisboa já acontece: o presidente Fernando Medina tem utilizado a bicicleta em algumas deslocações, apercebendo-se de problemas e sentindo a cidade de uma forma diferente”, finalizam.

Contactado pela Rádio Universitária do Minho, o autarca não quis comentar o desafio.

Continuar a ler

Populares