Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Ponte de Lima aprova ciclovia urbana de 1,5 milhões com votos contra da oposição

em

No âmbito da Mobilidade Urbana Sustentável e no contexto do PAMUS (Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável) a Câmara Municipal de Ponte de Lima deliberou na passada reunião do Executivo de 27 de novembro, aprovar o projeto de intervenção relativo à “Ciclovia e Vias Pedonais de Acesso à Zona Urbana de Ponte de Lima”, que garante a articulação técnica com as soluções das Infraestruturas de Portugal (IP, S.A.). O custo é de 1,5 milhões de euros. 

No entanto, a oposição criticou a ciclovia. Abel Baptista, militante e ex-dirigente democrata-cristão do CDS-PP, agora vereador eleito numa  lista independente, disse que é uma obra inútil e cara.

O projeto aprovado prevê a criação de condições para a fruição que estimulem o uso da bicicleta e o acesso pedonal, em segurança, entre as áreas de expansão urbana da vila e o centro da mesma, abarcando uma extensão considerável da EN 203 (Via do Foral Velho da D.ª Teresa), diz a câmara.

A via em causa consiste num dos principais acessos à Vila de Ponte de Lima, integrando uma malha urbana plenamente consolidada, onde se localizam diversos espaços e equipamentos públicos educativos e desportivos, bem como, estabelecimentos de comércio e de serviços.

A EN 203 apresenta-se por isso e neste contexto totalmente descaracterizada, mas a questão mais premente prende-se com a segurança rodoviária com especial destaque para os peões e bicicletas, não se promovendo, nas condições atualmente existentes, a utilização destes meios e consequentemente a sustentabilidade ambiental e a mobilidade na área urbana.

O investimento, estimado em 1,5 milhões de euros, será financiado a 85% pelo Norte 2020, estando considerado na candidatura enquadrada no âmbito na Prioridade de Investimento 4.5 que prevê a promoção de estratégias de baixo teor de carbono para todos os tipos de territórios, nomeadamente as zonas urbanas, incluindo a promoção da mobilidade urbana multimodal sustentável e medidas de adaptação relevantes para a atenuação, fazendo parte integrante, conforme já referido, do Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável – PAMUS Alto Minho 2020.

Anúncio

Alto Minho

Tribunal confirma absolvição do vereador das obras da Câmara de Ponte de Lima

Em causa estava o licenciamento de um muro

Foto: DR

O Tribunal da Relação confirmou a absolvição do atual vereador de obras da Câmara de Ponte de Lima, e do seu antecessor, de um crime de prevaricação de titular de cargo político.

Segundo uma nota publicada hoje na página oficial na internet da Procuradoria Geral Regional do Porto, o Tribunal da Relação de Guimarães, em acórdão datado de novembro, “negou provimento ao recurso interposto pelo assistente no processo, confirmando na íntegra” a sentença proferida em dezembro 2019 pelo Tribunal Judicial da comarca de Viana do Castelo.

Aquele tribunal “absolveu os arguidos, não considerando provado que os despachos proferidos respeitassem ao licenciamento do muro, mas apenas de uma entrada, entendimento com que o Ministério Público (MP) então se conformou e que o Tribunal da Relação de Guimarães agora sufragou”, acrescenta a nota.

A Procuradoria Regional lembra que, em novembro de 2019, o MP acusou os arguidos, “considerando indiciado que um deles, tendo sido vereador com o pelouro do urbanismo de 2009 a 2013, no dia 02 de setembro de2013 deferiu o processo de licenciamento de um muro, desconsiderando as normas legais”.

“A circunstância de a obra estar desconforme com o projeto apresentado, os sucessivos pareceres técnicos dos serviços da autarquia que o informaram disso, que a obra não era legalizável e mesmo anteriores despachos que proferira relativamente à mesma obra indeferindo a sua legalização”, descreve.

Já o segundo arguido, “vereador que substituíra o primeiro no mesmo pelouro em 2013, decidira, apesar da ilegalidade da decisão anterior, que conhecia, dar-lhe o seu aval e concordância, assinando o alvará de aditamento ao alvará de obras”.

Continuar a ler

Alto Minho

Ponte de Lima fecha 2020 com saldo positivo de 7,3 milhões, mais do que em 2019

Anunciou a autarquia

Foto: Divulgação / CM Ponte de Lima

A Câmara de Ponte de Lima informou hoje que o exercício de 2020 apresenta “uma disponibilidade financeira no valor de 7,3 milhões de euros, mais um milhão de euros do que o registado no ano anterior.

Em comunicado hoje enviado às redações, a autarquia adiantou que aquele resultado “se afigura positivo ao nível da gestão prevista para 2021, permitindo a continuidade das iniciativas e investimentos orientados pela mesma política criteriosa de gestão dos dinheiros públicos”.

“Em 2020 e apesar da grande atipicidade, arrancaram muitos dos investimentos que faziam parte das atividades previstas tendo sido, ainda, necessário implementar um conjunto de medidas excecionais com vista a combater e minimizar os efeitos da pandemia covid-19”, destaca a nota.

Continuar a ler

Alto Minho

Primeiro grande concerto do ano em Ponte de Lima é já esta sexta-feira

Cultura

Foto: DR

Com uma voz inconfundível, poderosa e cativante, Áurea regressa a Ponte de Lima, para um concerto no Teatro Diogo Bernardes, esta sexta-feira, 08 de janeiro, a partir das 20:00 horas.

Considerada a voz revelação do ano 2010, Áurea apresentou o seu primeiro álbum em setembro desse ano, atingindo em poucos meses o 1.º lugar do Top Nacional de vendas, mantendo essa posição durante 9 semanas consecutivas, o que lhe valeu um galardão de dupla platina num curtíssimo espaço de tempo.

Nesse mesmo ano, recebeu o convite da Sony Music Internacional para participar na compilação “Viva Elvis The Album, o que incluiu uma nova versão de “Love Me Tender”, num dueto virtual, no qual foi adicionada a voz do Rei junto à de Áurea.

A cantora tem somado sucessos ao longo da sua carreira. Alternadamente, o primeiro single “Busy (For Me)” e o disco de estreia “Áurea”, ocuparam diversas vezes a primeira posição desta loja digital. “Busy (for me)” foi ainda um dos temas mais tocados nas rádios nacionais em 2011. (Fonte:Nielsen Music Control).

Nomeada para ‘Best Portuguese Act’, nos MTV Music Awards, categoria que acabou por ganhar, e no seguimento do grande sucesso em Portugal, países como a Hungria (local onde foi gravado o dueto do tema “Where is the Love” (com Nikolas Takács) e onde atuou ao vivo), Taiwan, Hong Kong e Vietnam (onde também atuou ao vivo), Polónia, Itália e Espanha, editaram o seu álbum de estreia.

Desde cedo afirmou que queria ser atriz, e estreou-se na dobragem de filmes de animação e em publicidade, dando vida a “Glória” de “Happy Feet 2”, também à personagem “Chloe” no filme “Patrulha dos Gnomos” e tornou-se a voz do tema da campanha de Natal da TMN na música “Dream a Little Dream of Me”.

Em 2015, integrou a equipa de mentores da 3.ª edição do The Voice Portugal, o que volta a acontecer em 2016 e 2017. Em março de 2016 lançou o álbum “Restart” que foi produzido por Cindy Blackman e Jack Davies, tendo sido gravado em Las Vegas. O álbum marca a sua estreia como compositora, assinando as faixas “Hold Me In Your Arms” e “Saint and Sinners”.
Deste álbum é retirado o single de apresentação “I Didn’t Mean It”, que faz carreira nas rádios nacionais e impulsiona uma tour nacional de mais de 60 concertos em 2017.

Ainda em 2017, grava o tema do genérico da novela “A Impostora” com uma fantástica interpretação em português e, a convite da Sony Music e David Fonseca, grava uma versão de “Starman” no tributo a David Bowie organizado por David Fonseca.

Áurea, cantora, intérprete e compositora, atua esta sexta-feira, 08 de janeiro, às 20 horas no Teatro Diogo Bernardes.

Mais informações pelo telefone 258 900 414 ou pelo email [email protected]

Continuar a ler

Populares