Seguir o O MINHO

Ave

Partido Aliança reclama variante que ligue Famalicão ao Porto

Política

em

Foto: Divulgação / Partido Aliança

O presidente da Direção Política Distrital (DPD) e vice-presidente do Aliança, Ricardo Mendes Ribeiro, alertou hoje para a necessidade de uma variante rodoviária que ligue Famalicão ao Porto, durante um encontro com o edil famalicense.


Durante a reunião, o dirigente salientou que “a mobilidade e transportes é uma prioridade do partido no distrito de Braga”, acrescentando que “a ligação ferroviária no quadrilátero das principais cidades, com extensão a outras no futuro, é consensual nas principais câmaras do distrito e uma bandeira do Aliança”.

Acompanhado pelo coordenador do Aliança no concelho de Famalicão, Nuno Pinheiro, o dirigente distrital alertou para a autarquia para os preços exorbitantes da habitação no município, com especial incidência no centro da cidade de Famalicão, com a sua consequente desertificação.

Ribeiro não deixou de congratular o autarca Paulo Cunha por Famalicão ter uma “Autarquia Amiga da Família” e pelos benefícios escolares que são oferecidos pela Câmara.

Ricardo Ribeiro disse mesmo que “Famalicão é um modelo em muitos aspetos, tendo conseguido um desenvolvimento equilibrado, mesmo urbanisticamente”.

Manifestou a sua indignação pela remoção por parte do Governo do posto médico da freguesia de Fradelos: “Com este governo, quanto mais pandemia, menos cuidados médicos as populações vão ter”, disse.

Anúncio

Guimarães

Junta de S. Torcato, em Guimarães, dá 500 frascos de álcool gel aos alunos da freguesia

Covid-19

em

Foto: Divulgação / JF S. Torcato

A Junta de Freguesia de S. Torcato, no concelho de Guimarães, disponibilizou “mais de 500” frascos de álcool-gel aos alunos das escolas da freguesia, de forma a mitigar o avança pandémica da covid-19 na região.

Em comunicado assinado pelo presidente da Junta, António Martins, é referido que os frascos vão ser “divididos” por entre os alunos das escolas EB1 do Mosteiro e a EB 2/3 de São Torcato.

” Com esta iniciativa a Junta de Freguesia pretende apelar ao reforço das medidas de higiene e sensibilizar a comunidade escolar para a necessidade de reutilizar este tipo de embalagens”, refere a mesma nota.

Continuar a ler

Ave

Câmara de Famalicão está a recrutar para cinco postos de trabalho

Emprego

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Famalicão abriu concurso público para o recrutamento de três técnicos superiores e dois assistentes operacionais. As candidaturas podem ser feitas até dia 24 de novembro.

Relativamente à categoria de técnico superior, o município famalicense procura licenciados em Terapia Ocupacional e/ou na área de Língua Gestual Portuguesa, Engenharia Civil e Engenharia Química.

O salário é de cerca de 1.200 euros (2.ª posição remuneratória da carreira de Técnico Superior).

Já os candidatos a assistentes operacionais necessitam apenas da escolaridade obrigatória de acordo com a idade.

O salário é de 645 euros.

Todos os concursos são para contratos de trabalho na função pública por tempo indeterminado.

As candidaturas podem ser entregues, mediante marcação obrigatória através do n.º de telefone 252 320 900, no Balcão Único de Atendimento, dentro do seu horário normal de funcionamento (de segunda-feira a quinta-feira das 09:00 às 18:00 e sexta-feira das 09:00 às 12:00, ou na Divisão de Gestão de Recursos Humanos e Formação, mediante marcação obrigatória, dentro do seu horário normal de atendimento (de segunda-feira a quinta-feira das 09:00 às 16:30 e sexta-feira das 09:00 às 12:00), ou remeter por correio, em carta registada, com aviso de receção, para Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão Praça Álvaro Marques, 4764-502 Vila Nova de Famalicão, até ao termo do prazo fixado no presente aviso.

Não serão aceites candidaturas enviadas por via eletrónica.

Mais informações na Bolsa de Emprego Público.

Continuar a ler

Ave

Movimento “Toalha Branca” prepara marcha lenta em Vizela em defesa do comércio

Dizem que medidas do governo “vão matar o setor”

em

Foto: DR

Em Vizela foi criado o movimento “Toalha Branca” para alertar para a asfixia do comércio tradicional provocada pelas medidas anunciadas pelo Governo no âmbito do estado de emergência. Além dos apelos à colocação de panos brancos nas janelas e varandas, tem marcada uma marcha lenta de protesto, esta quinta-feira.

Vizela acordou esta manhã com panos brancos colocados num viaduto da cidade, simbolizando a revolta do setor do comércio que “está a passar por um momento difícil”.

Foto: DR

Foto: DR

“A toalha branca representa paz”, refere o movimento que apela aos cidadãos que coloquem um pano ou algo branco nas janelas e nas varadas.

Entretanto, o movimento vai fazer amanhã, quinta-feira, uma marcha lenta, que vai sair da frente ribeirinha, pelas 09:00, e terminará na Câmara Municipal, onde será entregue um abaixo assinado.

Fonte do movimento adiantou a O MINHO que o abaixo assinado pretende alertar o governo para que as medidas restritivas do estado de emergência “vão matar o setor” e pedir condições para o comércio trabalhar.

Continuar a ler

Populares