Seguir o O MINHO

Barcelos

Pároco de Barcelos vendeu mobília à paróquia por 15 mil euros antes de ser dispensado

em

Foto: DR

O padre João Antunes, ex-pároco de Carapeços, em Barcelos, terá vendido a mobília da habitação onde residia àquela paróquia, por 15 mil euros, antes de ser afastado, revela o “Jornal de Notícias” (JN), na sua edição impressa, esta sexta-feira.

“Mas, antes, João Antunes reuniu o conselho económico – entidade paroquial por ele presidida e da qual fazem parte mais seis pessoas da freguesia – para ser posta à consideração a possibilidade de aquele organismo comprar a mobília da casa paroquial onde o padre morou”, escreve o matutino.

A votação resultou em 4 votos a favor, incluindo o do próprio, e três contra, tendo sido pagos os 15 mil euros, ainda que não tenha sido apresentado qualquer inventário ou feita alguma avaliação, segundo é dito numa carta, publicada em edital pelos elementos que se oposeram ao negócio.

De acordo com a mesma fonte, as três pessoas em causa falam “num gravíssimo ato de gestão”, numa ação “imoral e ilegal”, já que o pároco assumiu, simultaneamente, os papéis de comprador e de vendedor, no mesmo negócio, e estão a considerar a hipótese de agir judicialmente.

Foto: DR/Arquivo

O pároco de Carapeços foi afastado após um abaixo-assinado com cerca de 1000 subscriçõesA relação do padre com a comunidade já não era boa há alguns anos, mas ficou pior após o padre suspender o Grupo de Jovens (Kyrios) de utilizar qualquer espaço da igreja após alegadas mensagens insultuosas que terá recebido.

O padre de 38 anos, natural de Amares, foi suspenso no início de fevereiro, tendo sido definitivamente afastado a 08 de março.

 

Notícia atualizada às 07h18.

Populares