Seguir o O MINHO

Canoagem

Ouro de vianense Sérgio Maciel foi o destaque nos Mundiais de canoagem em Prado

em

Sérgio Maciel campeão sub-23 em Prado. Foto: Facebook de Jaime C. Pereira

A conquista do título mundial por Sérgio Maciel na prova de C1 em sub-23 no Mundial de canoagem de maratona, em Vila de Prado, foi o destaque da seleção portuguesa.

Este foi o único pódio das 32 embarcações lusas, numa competição em que sobressaíram ainda um quarto lugar, dois quintos e três sextos.

No Rio Cávado, a seleção portuguesa tinha aspirações a mais pódios, mas nem tudo correu bem, por demérito e azar: má sorte teve o seis vezes campeão da Europa José Ramalho, que viu a sua prova K1 arruinada com um rombo na proa, sendo sexto e adiando assim o seu sonho de conquistar um inédito título mundial.

O júnior Leonardo Vicente foi quarto em C1, mas poderia ter sido pódio, não fosse uma penalização de 30 segundos aplicada na fase decisiva de prova, por ter atirado o plástico do gel alimentar à água, quando tentou que o mesmo ficasse em terra.

No ‘top 5′ ainda o experiente Nuno Barros em C1: o campeão do mundo em 2010 e medalha de bronze em 2014, 2015 e 2016 ficou em quinto numa prova mal começada, mas em persistente progressão.

O mesmo quinto lugar para a dupla Ana Henriques e Joana Marinho Sousa, em prova idêntica, com um mau começo – há um mês, perdendo as parcerias de prova, improvisaram esta dupla, com apenas dois treinos de conjunto – e a concluir a disputar o ‘sprint’ final pelo terceiro lugar.

A Vila de Prado destaca-se por ser o primeiro destino a receber as três maiores provas internacionais de maratonas, os Europeus em 2013, a Taça do Mundo em 2016 e agora o campeonato do mundo.

A Federação, o Clube Náutico de Prado e a autarquia de Vila Verde uniram esforços numa organização orçada em 300 mil euros.

Resultados completos dos portugueses:

Seniores:

C1 Nuno Barros: 5.º.

K2 Ana Henriques/Joana Marinho Sousa: 5.º.

K1 José Ramalho: 6.º.

C2 Felipe Vieira/Nuno Barros: 6.º.

C2 Rui Duarte Lacerda/Ricardo Coelho: 7.º.

C1 Rui Duarte Lacerda: 9.º.

C1 Ana Afonso: 12.º.

K2 Nara Varela/Mariana Barros: 12.º.

K1 Alfredo Faria: 13.º.

C1 Rita Nascimento: 13.º.

K1 Joana Marinho Sousa e Maria Cabrita: Não terminaram.

K2 José Ramalho/Ricardo Carvalho e Alfredo Faria/Miguel Rodrigues: Não terminaram

Sub-23:

C1 Sérgio Maciel: 1.º.

C1 Ricardo Coelho: 6.º.

K1 Miguel Rodrigues: 8.º.

K1 Nara Varela: 10.º.

K1 Ana Nogueira: 11.º.

K1 Henrique Cerqueira: 15.º.

Juniores:

C1 Leonardo Vicente: 4.º.

K1 Tiago Henriques: 7.º

C1 Ana Rodrigues: 8.º.

C1 Luís Varajão: 9.º.

K1 Bernardo Santos: 9.º.

K2 Érica Sá/Andreia Azevedo: 9.º.

C1 Cláudia Araújo: 10.º.

K1 Maria Gomes: 11.º.

K2 João Silva/Tiago Lopes: 11.º.

K2 Bruna Nogueira/Maria Rego: 15.º.

K2 Gonçalo Faria/Tiago Barreto: 18.º.

K1 Ana Silva: 21.º.

Anúncio

Canoagem

Fernando Pimenta em entrevista descontraída com Rui Unas

O canoísta Fernando Pimenta foi o convidado do programa “Maluco Beleza”, do popular humorista Rui Unas. Regressado de um período de férias na Ásia, o atleta de Ponte de Lima falou sobre vários assuntos relacionados com a sua vida e com a modalidade, sempre de forma leve e descontraída.

em

O canoísta Fernando Pimenta foi o convidado do programa “Maluco Beleza”, do popular humorista Rui Unas.

Regressado de um período de férias na Ásia, o atleta de Ponte de Lima falou sobre vários assuntos relacionados com a sua vida e com a modalidade, sempre de forma leve e descontraída.

Continuar a ler

Canoagem

Canoísta de Ponte de Lima com duas medalhas de ouro nos Olympic Hopes 2019

Olympic Hopes 2019

em

Foto: DR / Arquivo

Beatriz Vaz Fernandes, atleta com 15 anos que representa atualmente o Clube Náutico de Ponte de Lima, conquistou duas medalhas de ouro e uma de prata durante os Olympic Hopes 2019, que decorrem desde sexta-feira, em Brastislava, Eslováquia.

A jovem cadete limiana, que integra a comitiva de 12 elementos da seleção nacional, surpreendeu no sábado ao terminar a prova de C1 500 metros com o tempo de 02.27.400 (minutos), subindo ao lugar mais alto do pódio para receber a medalha de ouro, à frente da alemã Justine Boettcher e da bielorrussa Hanna Naletska.

No domingo, em C1 200 metros, Beatriz Fernandes venceu nova medalha de ouro para Portugal, com o tempo de 51.540 (segundos), à frente da alemã Boettcher Justine (52.400) e da norte-americana Albrecht Emma (53.300).

A limiana traz ainda uma medalha de prata na bagagem destes jogos direcionados para atletas cadetes, juvenis e juniores, depois de alcançar também o segundo lugar na prova de C1 1000 metros, no passado sábado.

Com 15 anos, Beatriz Vaz Fernandes leva já 17 medalhas de ouro no curriculo nacional e internacional, de acordo com dados fornecidos pela Federação Portuguesa de Canoagem através do seu portal online.

Os Olympic Hopes são uma das provas mais importantes para escalões de formação entre os 15 e os 17 anos a nível mundial, juntando este ano perto de 900 atletas de mais de 30 países.

 

Continuar a ler

Canoagem

Fernando Pimenta medalha de Prata no teste olímpico em Tóquio

Nos 1.000 metros em K1

em

Foto: Facebook Fernando Pimenta

O canoísta Fernando Pimenta conquistou a medalha de Prata no teste olímpico realizado esta quinta-feira em Tóquio, que serve de preparação para os Jogos Olímpicos 2020, a disputar na capital do Japão.

O atleta natural de Ponte de Lima foi o segundo mais rápido na prova dos 1.000 metros em K1 [kayak individual], tendo sido, nas palavras do canoísta, uma “prova muito bem disputada de início ao fim”.

Classificado em terceiro lugar na final de K1 1.000 metros nos mundiais de Canoagem que decorreram no final de agosto, na Hungria, o limiano  conquistou na altura a medalha de bronze e ficou com o apuramento garantido para Tóquio 2020.

Medalha de Bronze: Fernando Pimenta apurado para os Jogos Olímpicos

De Szeged, o atleta do Benfica saiu com duas medalhas de bronze nas provas de K1 1000 metros e de K1 5.000 metros, duas distâncias nas quais defendia os títulos mundiais de 2018, e deu a Portugal os dois únicos pódios daquela competição.

Para Tóquio 2020, Pimenta prometeu “trabalhar o melhor possível, chegar lá e dar tudo para ser um dos atletas mais rápidos a cortar a meta”.

Esta foi a 91.ª medalha internacional da carreira do canoísta.

Fernando Pimenta chega às 90 medalhas internacionais

Em 2012, nos Jogos Olímpicos de Londres, o limiano conquistou a medalha de prata nos 1.000 metros K2 com o bracarense Emanuel Silva.

Em 2016, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Pimenta ficou-se pela quinta posição nos 1.000 metros K1.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares