‘Narcolanchas’ apreendidas em megaoperação no Alto Minho e Galiza

Foto: DR

A Polícia Judiciária de Braga realizou buscas em Valença, relacionadas com a operação “Vodka”, que decorreu principalmente na Galiza, já com seis detidos, por suspeitas de tráfico de droga e de pessoas, presentes esta sexta-feira no Tribunal de Ourense.

A Lusa, que cita fonte da Guardia Civil, adianta que três portugueses estão a ser investigados no âmbito do desmantelamento da rede criminosa que operava na Galiza e no Norte de Portugal para fornecer lanchas para o narcotráfico.

A operação centralizou-se nas duas províncias galegas mais próximas do Minho, Ourense e Pontevedra, com a colaboração da Polícia Judiciária de Braga, sob liderança operacional da Guardia Civil e da Agência Tributaria, segundo fonte da PJ de Braga.

Do lado galego, as buscas policiais, coordenadas pelo Ministério do Interior do Reino de Espanha, decorreram, como sucedeu em Valença, desde quarta-feira, na Rua Celso Emílio Ferreiro (Ourense) e também na Urbanização de Monterrei (Pereiro de Aguiar, pequeno concelho vizinho de Ourense, sede da província) e ainda na localidade de Salnés, província de Pontevedra.

A “Operação Vodka” desmantelou um grupo que se dedicava dedicada à comercialização de motores fora de borda para embarcações e fabrico de “lanchas voadoras”, a operar principalmente no Estreito de Gibraltar.

A organização criminosa operava entre as províncias galegas de Ourense e de Pontevedra, a par do Alto Minho (Valença) onde se fabricavam, em território português, motores e lanchas a outras organizações criminosas instaladas no Estreito de Gibraltar.

Na operação houve uma busca domiciliária em Valença, executada pela Polícia Judiciária de Braga, mais quatro em Ourense e duas em Pontevedra, tendo sido apreendidos ainda 30 mil euros em numerário, oito lanchas voadoras, 25 motores de grande cilindrada, material náutico, radares GPS, antenas, vária documentação, computadores e telemóveis relacionados com o grupo.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Mulher atropelada na passadeira em Monção por mota em que seguiam dois jovens

Próximo Artigo

Mais de 120 clássicos 'desfilaram' pelo Minho (e há fotos incríveis desde o Gerês ao salto de Fafe)

Artigos Relacionados
x