Seguir o O MINHO

Futebol

Nacional quer vencer em Guimarães para manter vivo sonho da manutenção

32.ª jornada da I Liga

em

O treinador do Nacional, Costinha, afirmou hoje acreditar no triunfo no terreno do Vitória, em jogo da 32.ª jornada, para poder continuar a sonhar com a manutenção na I Liga.


Na antevisão da partida, Costinha afirmou que “primeiro há que pensar neste jogo, contra uma equipa forte”, que acalenta ainda “o objetivo de chegar ao quinto lugar”.

“Temos noção de que a situação é muito complicada e, se queremos efetivamente continuar num caminho que nos permita ficar na I Liga, temos de ter uma abordagem boa em Guimarães”, disse o técnico do Nacional, penúltimo classificado, com 27 pontos.

Para poder alcançar um bom resultado que mantenha a esperança de a equipa madeirense continuar no principal escalão, Costinha considera que é fundamental “ter uma boa mentalidade”.

Até final do campeonato, faltando apenas três jornadas, o treinador defender que “há que manter uma postura digna de um clube que até agora, em termos de cumprimentos com os seus profissionais, não tem uma única falha”.

Quando o Nacional entrar em campo, já terá conhecimento dos resultados do Tondela e do Chaves, equipas que também lutam pela permanência, mas o treinador desvalorizou esse fator, sublinhando que “é importante que a equipa se foque naquilo que tem de fazer” sabendo que tem quatro pontos de desvantagem para aqueles adversários.

Com nove pontos em disputada, Costinha defende que “ainda é possível” e quer “brio e profissionalismo até ao último momento”.

O técnico analisa o Vitória SC como uma formação que “pratica bom futebol, tem um bom treinador e bons executantes”, não apontando especificamente pontos fortes ao clube vimaranense. “É uma equipa com boa posse de bola, com qualidade na transição ofensiva e perigosa nas bolas paradas”, frisou.

O jogo entre o Vitória, sexto classificado, com 45 pontos, e o Nacional, disputa-se a partir das 20:00 de domingo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de Jorge Sousa da associação do Porto.

Anúncio

Futebol

Dois golos nos descontos em Guimarães e o Gil Vicente festeja manutenção

31.ª jornada

em

Foto: DR / Arquivo

Gil Vicente venceu hoje na visita ao Vitória SC, por 2-1, na 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, com a equipa de Barcelos a marcar dois golos nos descontos e a garantir a manutenção.

A equipa vimaranense marcou o primeiro golo da partida aos 63 minutos, por intermédio do avançado brasileiro Bruno Duarte, mas o Gil Vicente deu a volta ao marcador com golos de Rúben Ribeiro, aos 90+3, e Kraev, aos 90+9.

Com esta vitória, o Gil Vicente está em nono lugar, com 39 pontos, e já garantiu a manutenção, enquanto o Vitória, que vinha de dois triunfos, está em sétimo, com 46 pontos, e atrasou-se na luta por um lugar nas competições europeias.

(em atualização)

Continuar a ler

Futebol

Gomes reeleito para último mandato na FPF

Candidato concorreu sem oposição

em

Fernando Gomes. Foto: DR

Fernando Gomes foi reeleito hoje presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), até 2024, na Assembleia-Geral eleitoral do organismo, à qual concorreu sem oposição para um terceiro e último mandato.

Aos 68 anos, Fernando Gomes foi reeleito pela terceira vez para o cargo, para um mandato até 2024, pela segunda vez sem oposição, depois de ter vencido as eleições de 2011 frente a Carlos Marta.

A direção foi eleita com 74 votos a favor (90,2%), três em branco e cinco nulos, sendo que votaram 82 dos 84 delegados inscritos.

O antigo avançado Hélder Postiga é uma das novidadades na direção, na qual estará juntamente com os repetentes Humberto Coelho, João Vieira Pinto, Pedro Pauleta, José Couceiro, Pedro Dias, Mónica Jorge e Rui Manhoso.

Além do antigo internacional, também José Alberto da Costa Ferreira, que presidia à associação de Viseu, surge no elenco diretivo, do qual se registam as saídas de Carlos Coutada, Elísio Carneiro, que transita para o Conselho Fiscal, e Júlio Vieira, assim como de Hermínio Loureiro, que deixou a FPF na sequência da acusação do Ministério Público na operação ‘Ajuste Secreto’, e que foi ‘substituído’ por Couceiro.

Cláudia Santos é a cabeça de lista para o Conselho de Disciplina (CD), para suceder a José Manuel Meirim, Luís Verde de Sousa vai liderar o Conselho de Justiça (CJ), enquanto José Fontelas Gomes, Ernesto Ferreira da Silva e José Luís Arnaut se mantêm como líderes dos restantes órgãos, casos de Conselho de Arbitragem (CA), Conselho Fiscal (CF) e Mesa da Assembleia-Geral (MAG), respetivamente.

Continuar a ler

Futebol

“Jogando melhor ou pior”, o que Petit quer é vencer o Moreirense

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador do Belenenses SAD, Petit, realçou hoje a importância de vencer nesta fase, independentemente da exibição, diante do Moreirense, na 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Tivemos cinco dias para nos focarmos no Moreirense, uma equipa boa, bem orientada e com qualidade. Analisámos e corrigimos o que não fizemos tão bem e preparámos o jogo dentro das nossas ideias, não fugindo muito ao nosso padrão. O mais importante nesta fase é lutar pelos três pontos, jogando melhor ou pior, é a atitude e a intensidade”, frisou.

Em conferência de imprensa de antevisão à partida que encerra a jornada, Petit encara o encontro com responsabilidade, tendo em conta as derrotas de Portimonense, Tondela e Vitória de Setúbal, adversários diretos na luta pela manutenção.

“[As derrotas dos adversários diretos] Dá-nos a responsabilidade de amanhã [sábado] fazermos o nosso trabalho. Passa por fazer um bom jogo, trabalhámos aspetos físicos, mentais e táticos. Os jogadores deram uma boa resposta e vamos lutar pelos três pontos”, reforçou.

Os ‘cónegos’ estão em posição confortável na tabela classificativa, com a manutenção garantida e sem estar intrometidos na luta por um lugar europeu, e Petit apelou ao equilíbrio nos vários momentos do jogo, que será “uma final”.

“[O Moreirense] Está numa fase equilibrada em termos emocionais, tem jogadores de qualidade e processos bem definidos. Tem de haver um equilíbrio, concentração nas bolas paradas. Do outro lado, é uma equipa com qualidade, que sofre poucos golos”, alertou.

Depois da pesada derrota na visita ao líder FC Porto (5-0), num jogo marcado pela ausência de guarda-redes suplente, devido ao teste positivo à covid-19 de João Monteiro, que colocou André Moreira em isolamento profilático, Petit realçou a necessidade de ter jogadores “frescos” na ‘reta final’ de uma época desgastante.

“Tem sido um desgaste enorme ao longo desta época, com muitos jogadores lesionados e com a paragem do campeonato. Sabemos que temos três jogos pela frente e todos os jogadores são importantes”, afirmou, sem revelar se Gonçalo Silva e Silvestre Varela estarão aptos para a partida.

De fora, estão confirmados os defesas Eduardo Kau, Tomás Ribeiro, Chima Akas e Francisco Varela, que constam no boletim clínico dos ‘azuis’.

A formação lisboeta realiza hoje novo teste de despistagem à covid-19, a 24 horas do encontro, de acordo com o protocolo, com os resultados do teste a determinarem a possibilidade de André Moreira poder constar da ficha de jogo ou então a inscrição de outro guarda-redes, consoante a decisão da Liga de clubes e da Direção-Geral da Saúde.

O Belenenses SAD, 14.º classificado, com 31 pontos, recebe no sábado o Moreirense, oitavo, com 39, na Cidade do Futebol, em Oeiras, em jogo de encerramento da 31.ª jornada, às 19:15, com arbitragem de Luís Godinho, da Associação de Futebol de Évora.

Continuar a ler

Populares