Seguir o O MINHO

Famalicão

Mulher colhida mortalmente por comboio em Famalicão era vítima de violência doméstica

Caso sinalizado pela PSP, segundo o jornal Semanário V

em

Foto: DR

A mulher colhida mortalmente por um comboio, esta quinta-feira, estava sinalizada como vítima de violência doméstica.


A informação foi avançada pelo jornal Semanário V, que acrescenta que, ao longo dos últimos tempos, a mulher, de 52 anos (e não na casa dos 20, como havia sido inicialmente veiculado) terá sido perseguida pelo ex-marido, sexagenário, sendo alvo de violência psicológica e agressões.

O casal residia na Trofa, até ao processo de divórcio, tendo a mulher se mudado para Famalicão.

A PSP de Famalicão, refere ainda aquele jornal, tinha vários autos e registos de perseguições feitas pelo ex-marido, que continuou sempre em liberdade.

Segundo referia uma testemunha no local, na noite de quinta-feira, a morte terá acontecido, ao que tudo indica, por suicídio.

A mulher foi atropelada mortalmente por um comboio, cerca das 20:05, nas imediações do apeadeiro de Mouquim.

Anúncio

Ave

Utente de lar em Famalicão testa positivo à covid-19

Residência Pratinha

em

Foto: DR

Um utente de 82 anos da Residência Pratinha, em Cavalões, Famalicão, testou positivo à covid-19, adianta a rádio Cidade Hoje. Oito funcionárias que tiveram contacto direto com o idoso estão em quarentena.

O utente foi levado para o IPO do Porto, na passada quinta-feira, devido a complicações de saúde relacionadas com doença oncológica e foi submetido a teste que, no dia a seguinte, revelou-se positivo, conta a Cidade Hoje.

Logo na tarde de ontem, todos os funcionários daquela instituição foram testados e não se registaram casos positivos, contudo, oito das funcionárias que tiveram contacto direto com o utente infetado ficaram em quarentena e a aguardar novas orientações.

Em declarações à Cidade Hoje, a proprietária do lar, Teresa Pedrosa, garantiu que a instituição continua a funcionar normalmente, tendo entrado ao serviço a equipa de reserva criada para responder a situações deste tipo.

Os 29 utentes não têm sintomas e ainda não foram testados, o que deverá acontecer em breve, assegura a responsável àquela rádio.

O idoso infetado continua internado no IPO do Porto.

As visitas estão suspensas até pelo menos ao dia 21 deste mês.

A origem da infeção ainda não foi determinada.

Continuar a ler

Ave

Famalicão homenageia hoje emigrantes

A Câmara de Famalicão assinala este sábado o Dia do Emigrante, com uma cerimónia simbólica dedicada aos “Famalicenses no Mundo”.
A sessão realiza-se, no auditório da Casa de Camilo – Centro de Estudos, em S. Miguel de Seide, com entrega, por parte do presidente da Câmara, Paulo Cunha, dos primeiros ‘ID Cards’ aos emigrantes famalicenses presentes na iniciativa.
Trata-se de um cartão de identificação que formaliza a pertença à rede “Famalicenses no Mundo”, que visa ser um importante instrumento de dinamização da rede e fomentar um sentimento de partilha e pertença entre todos os membros que a integram.

em

A Câmara de Famalicão assinala este sábado o Dia do Emigrante, com uma cerimónia simbólica dedicada aos “Famalicenses no Mundo”.

A sessão realiza-se, no auditório da Casa de Camilo – Centro de Estudos, em S. Miguel de Seide, com entrega, por parte do presidente da Câmara, Paulo Cunha, dos primeiros ‘ID Cards’ aos emigrantes famalicenses presentes na iniciativa.

Trata-se de um cartão de identificação que formaliza a pertença à rede “Famalicenses no Mundo”, que visa ser um importante instrumento de dinamização da rede e fomentar um sentimento de partilha e pertença entre todos os membros que a integram.

Continuar a ler

Ave

Padre em Famalicão infetado com covid-19

Ribeirão

em

Foto: Famalicão Canal

O pároco de Ribeirão, no concelho de Famalicão, está infetado com covid-19.

A Direção do Centro Social Paroquial de Ribeirão refere que o monsenhor Manuel Joaquim Fernandes, “nas duas últimas semanas, participou numa ação de formação, tendo sido contagiado com a doença covid-19”.

O Centro Paroquial garante que, “durante este período e até ao momento, não existiu contato com os utentes e com os colaboradores das respostas sociais”.

“Mais se informa que já foram efetuadas as diligências adequadas e tomadas as medidas necessárias, estando a situação a ser acompanhada pela entidade competente”, conclui a direção do Centro Paroquial.

Continuar a ler

Populares