Seguir o O MINHO

Futebol

Moreirense empata (0-0) em Setúbal

Liga NOS

em

Foto: Moreirense FC

O Vitória de Setúbal e o Moreirense empataram hoje 0-0, na partida que inaugurou a terceira jornada da I Liga de futebol, realizada no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

Com este desfecho, os sadinos continuam sem marcar no campeonato e sem vencer [empataram dois e perderam um], enquanto os ‘cónegos’, três semanas depois de terem sido eliminados da Taça da Liga pelo Vitória de Setúbal, somam agora quatro pontos na prova.

Numa primeira parte de fraca qualidade, em que os setubalenses se mostraram mais intranquilos, as oportunidades de perigo junto de ambas as balizas foram uma miragem até aos 35 minutos. Uma perda de bola de Carlinhos permitiu ao Moreirense, em contra-ataque, visar a baliza de Makaridze, guarda-redes que travou o remate de Pedro Nuno.

A ameaça espevitou a equipa de Sandro Mendes, que ainda não marcou na presente edição do campeonato. Aos 36, o marroquino Hachadi, após cruzamento de Éber Bessa, cabeceou ao lado do poste esquerdo, deixando o público presente no Bonfim incrédulo.

Após o intervalo, aos 48 minutos, o Vitória de Setúbal esteve perto de inaugurar o marcador, num livre direto cobrado por Éber Bessa que passou poucos centímetros acima da trave da baliza de Mateus Pasinato.

Apesar do aviso dos sadinos, o Moreirense ficou perto de materializar o domínio exercido até aí, quando, aos 69 minutos, Iago, depois de um canto na direita, ter permitido a defesa atenta de Makaridze.

Nos últimos 20 minutos, os comandados de Sandro Mendes mostraram mais dinâmica do que nos 70 anteriores. Guedes, que aos 67 tinha substituído Carlinhos, ficou perto do golo num lance em que o guardião dos ‘cónegos’ evitou males maiores, quando a bola levava a direção da baliza.

Ficha de jogo:

Jogo disputado no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

Vitória de Setúbal – Moreirense, 0-0.

Equipas:

– Vitória de Setúbal: Makaridze, Mano, Artur Jorge, Bruno Pirri, Sílvio, José Semedo, Carlinhos (Brian Mansilla, 71), Nuno Valente, Éber Bessa, Zequinha (Mathiola, 86) e Hachadi (Guedes, 67).

(Suplentes: Milton Raphael, João Meira, André Sousa, Mathiola, Kigi Sekgota, Brian Mansilla e Guedes).

Treinador: Sandro Mendes.

– Moreirense: Mateus Pasinato, João Aurélio, Iago, Steven Vitória, Abdu Conté, Fábio Pacheco, Alex Soares, Filipe Soares (Luther, 66), Bilel, Fábio Abreu (Nenê, 77) e Pedro Nuno (Sori Mané, 84).

(Suplentes: Trigueira, Rosic, D’Alberto, Sori Mané, Luther, Machado e Nenê.

Treinador: Vítor Campelos.

Árbitro: Iancu Vasilica (AF Vila Real).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Bruno Pirri (38), Éber Bessa (56), Steven Vitória (58) e Brian Mansilla (73).

Assistência: cerca de 3.500 espetadores.

Anúncio

Desporto

UMinho junta SC Braga e Vitória e atribui-lhes Galardão Prestígio

Clubes mais representativos

em

Fotos: DR

A Universidade do Minho (UMinho) vai atribuir, na sexta-feira, o Galardão Prestígio ao SC Braga e ao Vitória SC, clubes mais representativos dos concelhos onde está inserida, revelou hoje à agência Lusa fonte daquela instituição.

O prémio vai ser entregue aos presidentes dos dois clubes, António Salvador e Miguel Pinto Lisboa, respetivamente, na XIX Gala do Desporto, cerimónia que terá lugar no Salão Medieval do Largo do Paço, em Braga, na sexta-feira (18:30).

Além do Galardão Prestígio, os dois clubes minhotos vão também estabelecer e renovar protocolos com a universidade liderada pelo reitor Rui Vieira de Castro.

A Universidade do Minho frisa que o SC Braga é o clube federado que tem o maior número de estudantes atletas que representam a Associação Académica da UMinho e que algumas das suas principais modalidades desenvolvem a sua prática desportiva nas instalações da Universidade do Minho, com particular destaque para o futsal, o voleibol e o basquetebol.

De entre os vários estudantes atletas do SC Braga do futsal, atletismo ou taekwondo, destaque para Mariana Machado, estudante de medicina, que conquistou a medalha de bronze nos 3000 metros no Campeonato da Europa de equipas, ou Vanessa Marques, estudante de ciências da comunicação, distinguida como a melhor jogadora da I Liga de futebol feminino, conquistada pelas ‘arsenalistas’ na época passada.

O Vitória SC tem sido “um parceiro determinante” da atividade desportiva da UM no concelho de Guimarães, seja através da cedência de instalações para usufruto da comunidade académica, como para a organização de grandes eventos desportivos universitários, explica a mesma fonte.

A universidade destacou o atleta olímpico Rui Bragança, estudante de medicina, que, entre 2014 e 2016, representou o clube vimaranense e foi um dos atletas portugueses mais medalhados de sempre na competição universitária, medalha de prata de taekwondo nas Universíadas de 2015 e 2017.

Além do prémio, a instituição de ensino superior e o clube vimaranense vão estabelecer um protocolo sobretudo visando o basquetebol e voleibol (cujo campeonato europeu universitário de 2021 será realizado em Guimarães e contará com o apoio do Vitória).

Continuar a ler

Futebol

Quarteto português entra em campo na Liga Europa em edição com recorde

SC Braga, Vitória, FC Porto e Sporting

em

Foto: DR / Arquivo

As quatro equipas portuguesas na Liga Europa de futebol, o maior número numa fase de grupos no atual modelo, entram hoje em campo, com SC Braga, Vitória SC e Sporting a jogarem fora, e FC Porto em casa.

O Vitória SC dá o ‘pontapé de saída’ no primeiro bloco de jogos da tarde, em casa do Standard Liège, equipa do português Orlando Sá, enquanto o SC Braga joga a partir das 20:00 no terreno do Wolverhamptom.

No Molinex Stadium, o SC Braga encontra um adversário treinado pelo português Nuno Espírito Santo e que na última temporada foi equipa sensação na Liga inglesa, ao terminar em sétimo, sendo a primeira equipa atrás dos habituais candidatos ao título.

Um desempenho muito positivo dos ‘Wolves’ numa época em que tinham subido, com a equipa a manter na atual uma espinha dorsal de jogadores portugueses: Rui Patrício, Rúben Vinagre, João Moutinho, Rúben Neves, Diogo Jota e, atualmente, Bruno Jordão e Pedro Neto.

Já os ‘dragões’, vencedores da competição em 2010/11 já no atual figurino, entram na segunda prova da UEFA depois de terem sido eliminados na fase preliminar da Liga dos Campeões, com o Krasnodar, e recebem o Youn Boys.

A equipa de Sérgio Conceição é favorita diante dos campeões suíços, igualmente relegados para a Liga Europa, depois de eliminados no ‘play-off’ da Liga dos Campeões pelos sérvios do Estrela Vermelha.

Fora de portas, o Sporting não conta com Mathieu, Jesé e Luiz Phellyppe e tem Vietto de regresso, num jogo com início às 17:55 e em que defronta o PSV, de Bruma, antigo jogador da formação ‘leonina’, e Mitroglou, ex-avançado do Benfica.

A edição esta época da Liga Europa contará novamente com alguns nomes de peso, como são os casos de Manchester United, Arsenal, Roma, de Paulo Fonseca, Lazio ou Sevilha.

Continuar a ler

Futebol

Sá Pinto espera que Braga ‘roube’ pontos ao Wolverhampton

1.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa

em

O SC Braga espera contrariar o favoritismo do Wolverhampton e conquistar pontos em Inglaterra, na quinta-feira, no jogo de estreia no Grupo K da Liga Europa de futebol, disse, na quarta-feira, o treinador, Ricardo Sá Pinto.

“Claro que queremos conquistar pontos, somos ambiciosos e vimos cá para conquistar pontos. Se pudermos conquistar três, fantástico, se for só um, enfim, logo veremos durante o jogo como é que corre e aquilo que representa os pontos que ganharmos. Mas não gostávamos de sair daqui sem pontos”, disse o treinador dos ‘arsenalistas’ na conferência de imprensa de antevisão do jogo.

Sá Pinto considera que o favoritismo pertence ao clube inglês, sétimo classificado da Premier League na época passada, devido ao grande investimento financeiro que representa em termos de jogadores.

“Não sentimos pressão nenhuma. O nosso objetivo em termos de época, para esta competição, era qualificar-nos para a fase de grupos e conseguimos de uma forma notável. Nesta altura, nós, Braga, somos ambiciosos e não abdicamos de nada nem de nenhum resultado, queremos mais e melhor”, vincou.

Entre elogios ao “percurso excelente” do treinador do ‘Wolves’, Nuno Espírito Santo, Sá Pinto destacou também “excelentes jogadores”, como o guarda-redes Rui Patrício, que dirigiu no Sporting, o médio João Moutinho, que viu chegar à equipa principal dos ‘leões’ aos 18 anos quando Sá Pinto estava a terminar a sua, Diogo Jota, Rúben Vinagre e ainda Rúben Neves, que considera “um dos grandes talentos do futebol português”.

Referiu ainda, a nível individual, o mexicano Raúl Jiménez e o espanhol Adama Traoré, este último “muito rápido, muito explosivo, difícil de parar”, por isso antevê um “grande jogo” entre duas equipas que ainda não perderam para a Liga Europa nesta fase de qualificação.

“O Wolverhampton [tem] jogadores de grande nível, com grande experiência. Vamos encontrar aqui um ambiente difícil para nós, um estádio cheio, onde o público exerce uma grande pressão sobre o árbitro, o que motiva muito a equipa. Sabemos que é um adversário que gosta de impor o seu ritmo, que gosta de impor grande intensidade nos seus jogos, que gosta de entrar forte. Prevê-se um jogo difícil para nós. Tem a particularidade de ser forte nas bolas paradas”, adiantou Ricardo Sá Pinto.

Dos seus jogadores, o treinador espera que se divirtam, mas “com responsabilidade, que façam um jogo competente dentro dessa diversão, quer a nível ofensivo quer ofensivo, e que mostrem ambição”.

É no espírito coletivo que o médio João Novais acredita que o SC Braga tem mais argumentos para disputar o jogo de quinta-feira, frente a um clube com um poderio financeiro superior.

“A nossa ambição poderá igualar se calhar essa capacidade financeira dentro do campo, o nosso querer, a nossa vontade, a nossa qualidade também. Temos muita qualidade para disputar os três pontos aqui em Inglaterra, sabendo que eles são uma equipa forte, com muito público em casa”, disse na conferência de imprensa.

O Wolverhampton recebe o SC Braga em jogo d o Grupo K da Liga Europa, a partir das 20:00 no estádio Molineux.

Continuar a ler

Populares