Seguir o O MINHO

Região

Minho recebe maior concurso europeu para jovens chefes de cozinha

Young Chef Awards

em

Foto: Divulgação / SPYC

O congresso internacional de jovens chefes realiza-se em 2020, pela primeira vez, em Portugal, e logo na região do Minho, anunciou esta quinta-feira a organização do evento.


O European Young Chef Awards (EYCA), que decorreu este ano em Rhodes, na Grécia, virá assim para a região minhota, não se sabendo ainda qual a cidade ou vila que o irá acolher.

O anúncio foi feito pelo presidente do International Institute of Gastronomy, Art and Tourism(IGCAT), Diane Dodd, destacando a “riqueza e diversidade” da gastronomia minhota para comprovar a escolha. Diane Dodd destacou ainda a capacidade minhota de  “adaptar as receitas tradicionais em pratos inovadores”.

Este concurso incentiva os jovens chefes de cozinha a apresentarem receitas tradicionais dos locais de onde vêm, com ingredientes locais e saudáveis, apoiando-se em agricultores e produtores da região onde vivem.

O evento incentiva os jovens chefes a apresentar as receitas tradicionais e inovar os pratos das regiões apenas com ingredientes locais de cada país. Cada participante tem que escolher uma receita familiar e usar apenas alimentos locais e saudáveis, apoiando-se em agricultores e produtores locais das suas regiões.

“É [Minho] uma das regiões mais tradicionais da Europa. Ao mesmo tempo, inspira estes jovens chefes a criarem novas interpretações das suas receitas, com os bons produtos, a variedade de vegetais, os animais que têm. Queremos mostrar e celebrar isso. O EYCA será uma oportunidade para manter a cultura minhota viva”, referiu a presidente do IGCAT.

O evento irá decorrer no final de 2020 no Minho e organização será da responsabilidade do Consórcio Minho Inovação – que integra as três Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Cávado e Ave.

“É com muito orgulho que vamos receber em 2020 o evento que preserva a gastronomia tradicional europeia. Somos uma região com raízes muito fortes e acho que isso pesou na decisão do IGCAT”, referiu Joana Peixoto, do Consórcio Minho Inovação.

“É a primeira vez que o nosso país recebe o evento desta importância. O Minho é sabor, é alma, é rústico, mas com pleno sabor. Queremos mostrar uma região autêntica mas também vanguardista”, acrescenta Rafael Oliveira, também elemento da organização.

Anúncio

Alto Minho

Dezanove pessoas multadas por estarem a beber na rua em Valença

Estado de alerta

em

Foto: DR

A Comando Territorial de Viana do Castelo anunciou hoje que registou, no último fim de semana, 19 situações de infração de normas e medidas associadas à declaração do estado de alerta em Valença.

Ao que O MINHO apurou junto de fonte do Comando Territorial de Viana do Castelo, as situações de incumprimento detetadas verificaram-se em Valença, na noite de sábado, no âmbito de uma operação do Destacamento Territorial local.

A operação foi levada a cabo em zonas em que é habitual grupos de jovens juntarem-se em convívio e as infrações registadas foram de pessoas que estavam a consumir bebidas alcoólicas na via pública.

As autoridades levantaram auto de contraordenação aos infratores que terão de pagar multas entre os 100 e os 500 euros.

Em comunicado, o Comando Territorial de Viana do Castelo refere que, nos dias 4 e 5 de julho, reforçou o patrulhamento e a fiscalização ao cumprimento das normas e medidas associadas à declaração das situações de alerta.

“Com a subida das temperaturas, o Comando Territorial de Viana do Castelo orientou o patrulhamento para os locais propícios ao ajuntamento de pessoas, como as zonas balneares e outras afetas a atividades de lazer, relembrando ainda que o consumo de bebidas alcoólicas em espaços ao ar livre de acesso ao público e vias públicas é proibido e constitui contraordenação, exceto nos espaços exteriores dos estabelecimentos de restauração e bebidas devidamente licenciados para o efeito”, salienta aquela força militar.

A violação destas regras está sujeita a uma coima que varia entre os 100 e os 500 euros, no caso de pessoas singulares, e entre os 1.000 e os 5.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

Continuar a ler

Região

Risco elevado de exposição a raios ultravioleta nos distritos de Braga e Viana

IPMA

em

Foto: DR / Arquivo

Dez distritos de Portugal continental e a ilha da Madeira apresentam hoje um risco extremo de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco extremo estão os distritos de Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Évora, Beja e a ilha da Madeira.

Para estes distritos com risco extremo, o IPMA recomenda que se evite o mais possível a exposição ao sol.

Ainda no continente, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Leiria, Lisboa, Setúbal e Faro estão sujeitos a níveis muito elevados de exposição à radiação UV.

As ilhas do Porto Santo, Faial e Flores (nos Açores) estão com níveis muito elevado e S. Miguel e Terceira (Açores) apresentam risco elevado.

Para as regiões com risco muito elevado, o IPMA aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Continuar a ler

Braga

Faz hoje um ano que o Bom Jesus de Braga foi classificado Património Mundial da UNESCO

Efeméride

em

Foto: DR / Arquivo

Neste dia, 7 de julho, no ano passado, o Santuário do Bom Jesus, em Braga, era classificado como Património Cultural Mundial da UNESCO.

A decisão foi tomada na 43.ª Sessão do Comité do Património, Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que decorreu em Baku, no Azerbaijão.

Na mesma data, também o conjunto composto pelo Palácio, Basílica, Convento, Jardim do Cerco e Tapada de Mafra também receberam igual classificação.

Santuário do Bom Jesus classificado Património Mundial da UNESCO

A Confraria do Bom Jesus vai assinalar, esta terça-feira, a celebração do primeiro aniversário do Santuário do Bom Jesus como Património Mundial da UNESCO.

Assim, pelas 11:00 horas, dá-se a inauguração do Espaço Museológico do Coro Alto e Torre Sineira, com a presença do arcebispo D. Jorge Ortiga e do presidente da Câmara de Braga. Ricardo Rio.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: DR

Foto: DR

Pelas 12:00 horas, será realizado o toque dos Sinos da Basílica do Bom Jesus. Pelas 18:00 horas, uma sessão de parabéns ao Bom Jesus pelo Coro Académico da Universidade do Minho, com transmissão online.

Santuário do Bom Jesus classificado Património Mundial da UNESCO

Para finalizar as cerimónias, a partir das 18:15 horas, inicia o webinar “Bom Jesus Património Mundial: onde estamos e para onde vamos?”, também com transmissão online.

Continuar a ler

Populares