Seguir o O MINHO

Desporto

Miguel Oliveira alcança melhor resultado em MotoGP com o oitavo lugar na Áustria

Piloto da KTM

em

Foto: DR / Arquivo

O português Miguel Oliveira (KTM) conseguiu hoje o melhor resultado nas 11 corridas já disputadas este ano no Mundial de MotoGP ao terminar o GP da Áustria na oitava posição.


O piloto português, que partiu da 13.ª posição, terminou a corrida caseira da KTM a 16,202 segundos do vencedor, o italiano Andrea Dovisiozo (Ducati), que bateu o espanhol Marc Márquez (Honda) na última volta, dando a quarta vitória consecutiva à marca italiana no circuito austríaco.

Com este resultado, o piloto português ascendeu à 15.ª posição do campeonato, com 26 pontos, contra os 230 do líder Márquez.

Anúncio

Futebol

Portugal vence Suécia e mantém liderança na Liga das Nações

Liga das Nações

em

Foto: Twitter

A seleção portuguesa de futebol segurou hoje a liderança do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações, ao bater em Alvalade a Suécia por 3-0, na noite de Diogo Jota, o substituto de Cristiano Ronaldo.

O avançado do Liverpool, chamado ao ‘onze’ face ao teste positivo à covid-19 do ‘capitão’, fez a assistência para Bernardo Silva marcar o primeiro golo, aos 21 minutos, e apontou os outros, aos 44 e 72, na segundo vitória lusa em 10 receções aos suecos.

Na classificação do agrupamento, e após quatro jogos, Portugal manteve-se no primeiro posto, com os mesmos 10 pontos da França, vencedora na Croácia por 2-1, com tentos de Antoine Griezmann e Kylian Mbappé. Os croatas somam três pontos e os suecos zero.

Continuar a ler

Futebol

Presidente do Vitória infetado com covid-19

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O presidente do Vitória SC, Miguel Pinto Lisboa, está infetado com o novo coronavírus, tal como o futebolista Gideon Mensah, anunciou hoje o emblema da I Liga portuguesa de futebol no sítio oficial.

O dirigente vitoriano, refere o comunicado, “testou positivo ao SARS-CoV-2 [novo coronavírus]”, encontrando-se “assintomático e em isolamento” e “cumprindo o estabelecido no plano de contingência” do clube.

“A deteção deste caso não tem qualquer implicação com o normal curso dos trabalhos da equipa principal de futebol”, lê-se na nota publicada.

Os minhotos informaram também que o lateral-esquerdo Gideon Mensah, de 22 anos, testou positivo “nos exames efetuados à chegada a Guimarães”, depois de ter representado a seleção do Gana nos jogos amigáveis com o Mali (derrota ganesa por 3-0), na sexta-feira, e com o Qatar (triunfo por 5-1), na segunda-feira.

O Vitória frisou que o jogador está “assintomático” e não teve “qualquer contacto com o grupo de trabalho” após o regresso a Portugal, encontrando-se em “isolamento” depois do teste, algo que o clube impõe para “a reintegração dos jogadores internacionais no plantel”.

Os vimaranenses informaram que o plantel treinado por João Henriques mantém a “rotina de treino”, com os jogadores, a equipa técnica liderada por João Henriques e o ‘staff’ de apoio a sujeitarem-se a uma “testagem regular”.

Em setembro, o extremo angolano Nélson da Luz, um dos 17 reforços vitorianos para a época em curso, também acusou positivo à covid-19, estando já recuperado.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e oitenta e sete mil mortos e mais de 38,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.117 pessoas dos 91.193 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Vitória vai ter miniestádio de 2.500 lugares na academia

Vitória SC

em

Foto: DR

O Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, vai transformar um dos campos da sua academia num miniestádio com 2.500 lugares, confirmou hoje à Lusa um dos vice-presidentes do clube, Pedro Vinagreiro.

Depois de ter anunciado a obra aos sócios presentes na mais recente assembleia-geral do emblema minhoto, decorrida no sábado, o responsável pelas infraestruturas vitorianas esclareceu à Lusa que o projeto é uma “adaptação” do campo número 5, estando previstas a colocação de cadeiras e de coberturas nas duas bancadas existentes e a construção de novos balneários.

“As bancadas serão cobertas e serão feitos novos acessos. No edifício de apoio, haverá uma nova área administrativa para a formação. Vai ser aumentado o número de balneários para seis. Os que existem serão todos remodelados”, adiantou.

O Vitória, acrescentou Pedro Vinagreiro, espera “avançar [com a obra] no primeiro semestre de 2021”, já que o “projeto de licenciamento”, através do qual se pode obter a licença para a construção junto da Câmara Municipal de Guimarães, está “praticamente concluído”.

O miniestádio, realçou ainda o dirigente, é a obra “mais significativa” da direção presidida Miguel Pinto Lisboa no mandato que vigora até 2022, por se assumir como “uma nova casa para a formação”, e por estar previsto que lá joguem as equipas B, atualmente no Campeonato de Portugal, e sub-23, da Liga Revelação.

“A expectativa é que joguem lá as equipas B e sub-23. Estão a jogar numa infraestrutura municipal, a Pista de Atletismo Gémeos Castro. Queremos essas equipas a jogar dentro de portas. Daí a concretização do miniestádio, a infraestrutura exigida para esse tipo de competições”, disse.

O vice-presidente vitoriano esclareceu ainda que a infraestrutura, para ser “considerada miniestádio” segundo a lei, precisa “de uma tribuna, de uma sala de conferências, de um gabinete de imprensa e de uma sala antidoping”.

Pedro Vinagreiro disse ainda ser “prematuro avançar os valores” relativos à intervenção, mesmo já existindo uma estimativa de custos.

Além do miniestádio, o Vitória de Guimarães quer construir um novo complexo de treinos para albergar a equipa principal, a equipa B e a sub-23, bem como os plantéis sub-19 e sub-17, mantendo os escalões masculinos mais jovens e as formações femininas na academia que possui, adiantou o responsável.

Juntamente com a autarquia, o clube já está a identificar “possíveis locais” para construir uma academia com seis hectares, que tenha margem de crescimento.

“A nossa expectativa é a de que os seis hectares sirvam, mas com uma bolsa de terreno próxima que nos permita crescer. A ideia é começarmos pelos seis, com a possibilidade de crescer para os 10”, explicou, referindo ainda que o processo vai ser “consolidado” durante o mandato.

Além do futebol, o clube conta ainda com 1344 atletas em outras 14 modalidades e vai dispor de um pavilhão para treino, contíguo ao pavilhão da Escola EB 2 e 3 João de Meira, a cerca de 200 metros da academia, após a autarquia ter rejeitado a construção desse edifício no terreno das antigas piscinas do clube, destinado a um futuro equipamento municipal, disse ainda Pedro Vinagreiro.

Continuar a ler

Populares