Seguir o O MINHO

Legislativas 2022

Membros do Chega agredidos por oponentes de esquerda em Barcelos

Eleições legislativas

em

André Ventura em Viana. Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO (Arquivo)

Dois membros do partido Chega terão sido alvo de agressões no centro de Barcelos depois de se terem cruzado com uma comitiva do Movimento Alternativa Socialista (MAS), na quinta-feira.

De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a informação, as duas comitivas encontraram-se e terá havido troca de insultos, com os membros do movimento de esquerda radical a agredirem os rivais da direita.

Em declarações ao JN, Filipe Melo, líder da distrital de Braga do partido de André Ventura, lamentou a situação, e assegurou que vai levar o caso até às últimas instâncias.

O também cabeça de lista do Chega por Braga revelou que a comitiva do Chega estava à espera de outros colegas quando passaram alguns elementos que identificou como sendo membros do MAS, e aí gerou-se uma troca de insultos.

A contenda acabou com queixas, por parte dos membros do Chega, de que um elemento terá sido atingido com uma chávena de café e outro, uma mulher com cerca de 50 anos, foi empurrado da cadeira.

O líder distrital adiantou ainda que a troca de palavras começou depois dos membros do MAS terem apelidado os do Chega como “fascistas”.

O partido de André Ventura já terá apresentado queixa na PSP, que já identificou os agressores.

Vasco Santos, líder do MAS, e residente em Barcelos, não quis comentar o caso, considerando-o como “um não assunto”.

Populares