Seguir o O MINHO

Legislativas 2022

CDU com tribuna em Famalicão defende “democratização da atividade física”

Eleições legislativas

em

Foto: DR

Os candidatos da CDU pelo círculo eleitoral de Braga defenderam este sábado, em Famalicão, a “democratização da atividade desportiva”, salientando ainda o papel “insubstituível” dos clubes desportivas.

Pela manhã, na Praceta Cupertino de Miranda, o partido realizou uma tribuna pública sobre o Direito ao Desporto, com os candidatos Torcato Ribeiro, cabeça de lista da CDU no distrito de Braga, e Tânia Silva , candidata do referido concelho.

Nas palavras de Torcato Ribeiro, citado em comunicado enviado a O MINHO, foi destacado o papel “insubstituível dos clubes desportivos e de todo o movimento associativo na promoção e desenvolvimento da prática desportiva federada, assegurando o apoio do Estado em meios materiais, humanos e financeiros”.

Tânia Silva sublinhou que a “democratização da prática desportiva só será possível quando se obedecer a um projecto devidamente estruturado, em que os intervenientes participem activamente , respondendo a toda a população com o direito à prática desportiva para todos”.

A candidata rematou a sua intervenção afirmando que “é tempo de lutar e de mobilizar todos aqueles que querem romper de forma séria e comprometida com as políticas do passado, que evidenciam as desigualdades, as discriminações, as difíceis condições de vida do homem e da mulher no trabalho, na família, na cultura e no desporto”.

A CDU considera que é “urgente concretizar um processo de autêntica democratização actividade física, que assegure à generalidade da população condições de acesso em igualdade à prática desportiva regular”.

E, a concluir, afirma ser necessário dar “resposta às necessidades concretas nas etapas de vida de mulheres e homens, de forma integrada com os processos de educação, formação, cultura, sociabilização, saúde e qualidade de vida”.

“Para a CDU a Educação Física e o Desporto são meios de valorização humana e factor de desenvolvimento da personalidade e democratização da vida social”, termina o comunicado.

Populares