Seguir o O MINHO

País

Mais de uma dezena de voos da Lufthansa cancelados em Portugal em dia de greve

Aviação

em

Mais de uma dezena de voos da Lufthansa foram hoje cancelados nos aeroportos de Lisboa e do Porto, no dia em que o pessoal de terra da companhia aérea alemã cumpre uma greve de 24 horas por aumentos salariais.

Segundo a ‘informação de chegadas e partidas em tempo real’ disponível nos ‘sites’ dos aeroportos de Lisboa, do Porto e de Faro, pelas 13:30, apenas neste último não há registo de voos da Lufthansa cancelados, estando previstas uma chegada (às 13:25, de um voo proveniente de Munique) e duas partidas (às 14:15 e 15:30, para Munique e Frankfurt, respetivamente).

Pelo contrário, no aeroporto da Portela, em Lisboa, há registo de cinco chegadas e quatro partidas da Lufthansa canceladas, tendo até agora ocorrido uma única partida (às 06:35, para Munique) e estando previstas uma única chegada (às 13:35, de Munique) e mais uma partida (às 14:25, para Munique).

A agência Lusa tentou confirmar estes dados junto da ANA — Aeroportos de Portugal, mas tal não foi possível até ao momento.

Com indicação de ‘cancelado’ surgem cinco voos da Lufthansa que deviam chegar hoje a Lisboa: Quatro provenientes de Frankfurt e previstos para as 11:15, 15:15, 22:00 e 23:30 e um outro vindo de Munique, que tinha chegada prevista às 21:40.

Também canceladas foram quatro partidas de Lisboa com destino a Frankfurt, que estavam agendadas para as 05:05, 06:25, 12:05 e 16:25.

No Aeroporto Humberto Delgado, aparecem ainda como cancelados quatro voos da TAP provenientes da Alemanha: um deles deveria ter chegado pelas 08:05, proveniente de Dusseldorf, enquanto os restantes três, vindos de Munique, tinham chegada agendada para as 08:20, 15:50 e 22:15 de hoje.

Já no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, não está prevista para hoje a chegada de qualquer voo da Lufthansa, mas foram canceladas duas partidas, às 06:00 para Frankfurt e às 06:15 para Munique.

Segundo a agência de notícias alemã dpa, mais de mil voos da Lufthansa foram hoje cancelados por causa de uma greve de 24 horas do pessoal de terra da companhia aérea alemã, afetando dezenas de milhares de passageiros.

Cerca de 134.000 passageiros tiveram que mudar os seus planos de viagem ou cancelá-los completamente e pelo menos 47 ligações já tinham sido canceladas na terça-feira, informou a agência de notícias.

Frankfurt e Munique estão a ser os aeroportos mais afetados pela greve, mas também houve voos cancelados em Duesseldorf, Hamburgo, Berlim, Bremen, Hannover, Estugarda e Colónia.

A companhia aérea aconselhou os passageiros que não se desloquem aos aeroportos afetados porque a maioria dos balcões não terá funcionários.

Num comunicado divulgado na segunda-feira, o sindicato Verdi anunciou ter emitido um pré-aviso de greve para o período das 03:45 (01:45 GMT) de hoje às 06:00 de quinta-feira (04:00 GMT), “para aumentar a pressão” sobre a administração da empresa, reclamando aumentos salariais de 9,5%.

A greve na Lufthansa abrange os trabalhadores de terra, nomeadamente da manutenção, mas também os operadores de veículos de reboque de aeronaves, essenciais ao bom funcionamento do aeroporto.

Segundo a dirigente sindical Christine Behle, “a situação nos aeroportos está a deteriorar-se e os funcionários estão cada vez mais pressionados e sobrecarregados devido à grande falta de pessoal, à inflação alta e à ausência de aumentos há três anos”.

Desde o levantamento das restrições sanitárias, no início do ano, as companhias aéreas e os aeroportos têm tido dificuldades em responder ao forte aumento da procura, após dois anos de tráfego reduzido durante os quais o setor perdeu muitos funcionários.

Atualmente faltam mais de 7.000 funcionários no setor da aviação alemão, de acordo com um estudo do instituto económico IW publicado no final de junho.

EM FOCO

Populares