Seguir o O MINHO

Braga

Mais 99 casos de covid-19 no concelho de Braga nas últimas horas

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O concelho de Braga regista mais 99 casos positivos de infeção por covid-19 em 24 horas.


Estes dados, apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde, são reportados ao período entre as 18:00 de sexta e as 18:30 de sábado.

Por não conseguirmos obter o número de casos recuperados, não é possível divulgar com precisão o número de casos ativos no concelho, mas o número já superou os 500.

O concelho registava, na sexta-feira, 1.579 casos de recuperações do SARS CoV-2 desde o início da pandemia.

Em termos acumulados, são 2.198 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus, mais 99 em relação à última atualização, ontem.

Lamentam-se ainda 74 óbitos, número que permanece igual desde o passado dia 16 de junho.

O número de pessoas em isolamento sob vigilância da autoridade de saúde é de  605, menos 22 em relação à última atualização.

Anúncio

Braga

Câmara de Braga é a mais transparente das 50 maiores cidades do país

Ranking da organização internacional Dyntra

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Braga foi considerada a mais transparente das 50 cidades com maior população em Portugal, de acordo com a Dyntra, uma organização internacional sem fins lucrativos que tem como um dos seus principais propósitos promover a transparência das administrações públicas municipais, regionais ou Estatais, com projetos e metodologias desenvolvidas em vários Países.

A Câmara Municipal de Braga cumpriu 60,43% dos indicadores definidos pela Dyntra.

Em comunicado, a autarquia refere que “estes resultados demonstram o esforço que tem vindo a ser efetuado pela autarquia no sentido de estabelecer uma relação cada vez mais transparente com os cidadãos e as empresas”.

Para Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, citado no comunicado, “nos vários domínios de atuação municipal, ao longo dos últimos anos houve uma clara aposta, reconhecida pela sociedade no seu todo, na transparência, compromisso e abertura, sendo estes vetores transversais que desde o primeiro dia norteiam a atuação do executivo municipal”.

Guimarães surge também em destaque, na quarta posição, respondendo a 46,76% dos indicadores.

Na lista das 50 maiores cidades, Famalicão aparece em 21.º (36,69%), Viana do Castelo em 36.º (30,94%) e Barcelos em 45.º (28,06%).

A Dyntra avalia indicadores como a transparência municipal, participação e colaboração dos cidadãos, transparência económico-financeira, contratos, convenções e subvenções, urbanismo e obras públicas.

Continuar a ler

Braga

Vieira do Minho lança campanha de marketing digital para ajudar comércio local

Economia

em

Foto: DR / Arquivo

A câmara de Vieira do Minho lançou uma campanha de marketing digital para “ajudar os comerciantes” locais, apelando ao consumo no comércio local e tradicional.

Com o nome “Vieira às compras no comércio local”, a iniciativa pretende “aumentar a visibilidade do comércio local vieirense e sensibilizar a população em geral para o consumo responsável em tempos tão difíceis para todos, em especial para os pequenos negócios e empresas”.

A autarquia explica que “a metodologia proposta abrange publicitar diariamente, de 01 a 31 de dezembro, nas páginas do Facebook do município e do Turismo de Vieira do Minho, um ou mais estabelecimentos aderentes”, sendo que as publicações serão realizadas por ordem de chegada.

A campanha inclui ainda a oferta de um ‘spot’ publicitário na rádio local para o estabelecimento cuja publicação obtenha o maior número de gostos.

Continuar a ler

Braga

Recuperada bicicleta elétrica de 2 mil euros roubada em Braga

Encontrada em Cascais

em

Foto: GNR

A GNR recuperou uma bicicleta elétrica, no valor de 2.000 euros, que tinha sido furtada em Braga, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a GNR refere que a investigação decorria no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Cascais, tendo sido feita uma busca domiciliária que culminou na apreensão da bicicleta.

Dois homens, de 39 e 66 anos, foram constituídos arguidos por recetação e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Cascais.

Continuar a ler

Populares