Seguir o O MINHO

Braga

Porto caminhou pelo Tomás (e nem a PSP ficou indiferente)

Solidariedade

em

Foto: Facebook de "Pelos Sonhos do Tomás"

Um grupo de cidadãos portuenses organizou este domingo uma caminhada solidária para sensibilizar a população daquela cidade para a causa do pequeno Tomás, de Braga, que precisa de ajuda financeira para cumprir tratamentos contra um cancro agressivo em Barcelona e nos Estados Unidos da América.

Durante esta manhã, o grupo, devidamente autorizado pelas autoridades, caminhou junto à marginal do rio Douro, entregando pequenos folhetos informativos sobre esta causa.

Numa breve nota publicada nas redes sociais, os pais de Tomás mostram-se de “coração cheio”, agradecendo aos portuenses pela iniciativa, onde nem agentes da PSP faltaram no apoio.

O pequeno Tomás, de 7 anos, precisa de ajuda financeira para conseguir fazer um tratamento a um cancro no estrangeiro. Para esse efeito, foi criada uma conta solidária para ajudar os pais, residentes no concelho de Braga.

Os pais explicam que, no passado dia 20 de setembro de 2019, o Tomás foi diagnosticado com um neuroblastoma, um cancro agressivo e invasivo. Passados alguns dias, a 01 de outubro, foi-lhe ainda diagnosticada uma amplificação de MYCN, a forma “mais terrível, agressiva e invasiva de cancro” dentro do neuroblastoma.

Após vários tratamentos em Portugal, tudo parecia estar bem encaminhado para a recuperação do menino, mas, na passada semana, caiu “uma bomba” na vida daquela família, ao perceberem que o mesmo cancro tinha voltado.

“O atordoamento, a dor esmagadora fizeram parte deste dia. Tínhamos passado por tantas provações, o Tomás já sofreu tanto com tantos tratamentos e afinal os tratamentos em Portugal revelaram-se ineficazes porque o cancro voltou”, desabafam os pais, que decidiram “não desistir”.

“Afinal, sempre fomos voluntários em mil e um projetos solidários, sempre fomos aqueles que ajudavam e não pediam ajuda”, indicam os pais, acrescentando que foram sempre recusando ajuda ao longo do último ano.

No entanto, a situação alterou-se, e agora o objetivo da família é conseguir levar o Tomás a Barcelona e aos Estados Unidos da América para fazer tratamentos que têm “um custo avultadíssimo”.

Os pais revelam que o pequeno Tomás já passou por oito ciclos de quimioterapia, uma cirurgia altamente invasiva, um autotransplante que o confinou num quarto durante mês e meio, vários ciclos de radioterapia e três ciclos de imunoterapia

“Ainda assim recuperava sempre e sorria. É um lutador e merece que lutemos por ele”, escrevem os pais.

“Assim, por muito difícil que seja para nós, estamos a pedir a ajuda que cada um puder e quiser dar para que possamos ir com o Tomás para Barcelona e Estados Unidos fazer os tratamentos orientados em concordância com a equipa clínica que acompanha o Tomás no IPO do Porto e que podem salvá-lo para dar seguimento aos seus sonhos de ser jogador de futebol e de aprender artes marciais para ensinar a mana Constança”, acrescentam.

Os donativos podem ser feitos através do IBAN PT50 0007 0000 0051 0803 9412 3.

Populares