Seguir o O MINHO

Canoagem

Jogos Europeus: Canoagem pensa nas finais e no mundial que apura para Tóquio2020

Fernando Pimenta (Ponte de Lima), Emanuel Silva (Braga), João Ribeiro e Teresa Portela (Esposende) entram em ação esta terça-feira, em Minsk (Bielorrússia)

em

Foto: Facebook de Fernando Pimenta

A seleção de canoagem nos II Jogos Europeus aponta como objetivo principal atingir as finais, desresponsabilizando-se das medalhas pelo facto de apontarem a forma para o apuramento para Tóquio2020, em agosto na Hungria.

“O nível está muito alto e lutar pelos pódios já é muito bom. Estamos num processo de preparação para o Mundial. Não fizemos, grande preparação para esta competição, porque temos a noção de que temos de chegar ao Mundial e ficar nos cinco primeiros para alcançar um lugar olímpico, se não vimos para casa de mãos a abanar”, justificou Fernando Pimenta.

O canoísta, que fará K1 1000 e 5000, distâncias nas quais foi prata em Baku2015 e é o atual campeão do Mundo, recusa a pressão do ouro, recordando que estes Jogos Europeus “são mais para ganhar ritmo competitivo e experiência”.

Emanuel Silva deseja a combinação ideal: “Como atletas de alta competição quando nos põem à prova queremos sempre dar o nosso melhor. Pode não ser o objetivo principal da época, mas quando entramos num campo de regatas procuramos o melhor desempenho. Cientes de que a nossa preparação está apontada para agosto, independente do resultado ser bom ou mau aqui nos Jogos Europeus”.

João Ribeiro entende a pressão sobre a canoagem como “normal e um sinal de confiança que dá mais motivação” à equipa, contudo o seu foco está em atingir a final “e depois, como é óbvio, discutir as medalhas”.

Teresa Portela está focada no apuramento olímpico do K4 500, vendo estes Jogos Europeus como “um teste para ver onde se pode evoluir e o ver melhor caminho até ao mundial”.

“Acho que não vale a pena pensar e falar de medalhas antes de entrarmos na final, que é sem dúvida o nosso objetivo principal aqui nos Jogos. Depois de estarmos na regata decisiva veremos, mas é um excelente teste para daqui a dois meses estarmos em boa forma”, complementou Francisca Laia.

Joana Vasconcelos falou em “perspetivas sempre boas”, apontando todo o potencial da equipa feminina no K4 500 que, apurado, em Tóquio permitirá desdobrar para embarcações K1 e K2.

A Lusa viajou a convite do Comité Olímpico de Portugal.

Anúncio

Canoagem

Canoísta de Ponte de Lima com duas medalhas de ouro nos Olympic Hopes 2019

Olympic Hopes 2019

em

Foto: DR / Arquivo

Beatriz Vaz Fernandes, atleta com 15 anos que representa atualmente o Clube Náutico de Ponte de Lima, conquistou duas medalhas de ouro e uma de prata durante os Olympic Hopes 2019, que decorrem desde sexta-feira, em Brastislava, Eslováquia.

A jovem cadete limiana, que integra a comitiva de 12 elementos da seleção nacional, surpreendeu no sábado ao terminar a prova de C1 500 metros com o tempo de 02.27.400 (minutos), subindo ao lugar mais alto do pódio para receber a medalha de ouro, à frente da alemã Justine Boettcher e da bielorrussa Hanna Naletska.

No domingo, em C1 200 metros, Beatriz Fernandes venceu nova medalha de ouro para Portugal, com o tempo de 51.540 (segundos), à frente da alemã Boettcher Justine (52.400) e da norte-americana Albrecht Emma (53.300).

A limiana traz ainda uma medalha de prata na bagagem destes jogos direcionados para atletas cadetes, juvenis e juniores, depois de alcançar também o segundo lugar na prova de C1 1000 metros, no passado sábado.

Com 15 anos, Beatriz Vaz Fernandes leva já 17 medalhas de ouro no curriculo nacional e internacional, de acordo com dados fornecidos pela Federação Portuguesa de Canoagem através do seu portal online.

Os Olympic Hopes são uma das provas mais importantes para escalões de formação entre os 15 e os 17 anos a nível mundial, juntando este ano perto de 900 atletas de mais de 30 países.

 

Continuar a ler

Canoagem

Fernando Pimenta medalha de Prata no teste olímpico em Tóquio

Nos 1.000 metros em K1

em

Foto: Facebook Fernando Pimenta

O canoísta Fernando Pimenta conquistou a medalha de Prata no teste olímpico realizado esta quinta-feira em Tóquio, que serve de preparação para os Jogos Olímpicos 2020, a disputar na capital do Japão.

O atleta natural de Ponte de Lima foi o segundo mais rápido na prova dos 1.000 metros em K1 [kayak individual], tendo sido, nas palavras do canoísta, uma “prova muito bem disputada de início ao fim”.

Classificado em terceiro lugar na final de K1 1.000 metros nos mundiais de Canoagem que decorreram no final de agosto, na Hungria, o limiano  conquistou na altura a medalha de bronze e ficou com o apuramento garantido para Tóquio 2020.

Medalha de Bronze: Fernando Pimenta apurado para os Jogos Olímpicos

De Szeged, o atleta do Benfica saiu com duas medalhas de bronze nas provas de K1 1000 metros e de K1 5.000 metros, duas distâncias nas quais defendia os títulos mundiais de 2018, e deu a Portugal os dois únicos pódios daquela competição.

Para Tóquio 2020, Pimenta prometeu “trabalhar o melhor possível, chegar lá e dar tudo para ser um dos atletas mais rápidos a cortar a meta”.

Esta foi a 91.ª medalha internacional da carreira do canoísta.

Fernando Pimenta chega às 90 medalhas internacionais

Em 2012, nos Jogos Olímpicos de Londres, o limiano conquistou a medalha de prata nos 1.000 metros K2 com o bracarense Emanuel Silva.

Em 2016, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Pimenta ficou-se pela quinta posição nos 1.000 metros K1.

Continuar a ler

Canoagem

Fernando Pimenta medalha de Ouro na Taça do Presidente da Rússia

Canoísta de Ponte de Lima arrecadou mais duas medalhas, com João Ribeiro, em K2 1000 e K4 500

em

Foto: Instagram de Fernando Pimenta

O canoísta limiano Fernando Pimenta conquistou hoje a medalha de ouro na Taça do Presidente, na Rússia, em K1 1000 metros.

O atleta do Benfica, que no fim-de-semana passado chegou às medalhas de bronze na mesma categoria e em K1 5000 metros, em Szeged, na Hungria, onde conseguiu o apuramento para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, voltou a participar nesta prova, que se disputa até 31 de agosto.

Fernando Pimenta, acompanhado por João Ribeiro, arrecadou, também, a medalha de bronze, em K2 1000, classificação repetida, por ambos, na prova de K4 500, em conjunto com o bielorrusso Aleh Yurenia e o russo Vasily Pogreban.

O superatleta português termina assim a época, regressando a casa, onde irá desfrutar das Feiras Novas, festas do concelho de Ponte de Lima, este ano como convidado de honra, conforme foi anunciado durante esta semana.

Continuar a ler

Populares