Seguir o O MINHO

Futebol

Jogadores do Gil Vicente levam mensagens de esperança a idosos de lar em Barcelos

Covid-19

em

Foto: SCMB

Jogadores do Gil Vicente surpreenderam, na quarta-feira, os utentes do Lar de Santo André, da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos. Cumprindo as medidas de segurança em vigor, os futebolistas do clube da I Liga visitaram os idosos e deixaram-lhes cartazes com mensagens de esperança e incentivo.

Duarte Melo tem 85 anos e, durante 43, foi sócio do Gil Vicente com cadeira. Ainda guarda e exibe com orgulho o cartão n.º 1339. Entre vários episódios que recorda com “muita alegria”, recua a 1965, em ano de subida à então 2.ª divisão, quando o Gil Vicente venceu por 3-0 na receção ao Vianense.

Em toda a sua vida, Emília Durães, também de 85 anos, apenas por uma vez assistiu a um jogo do Gil, no Estádio, aonde foi por insistência do irmão e do pai. Mas, com o tempo, foi “ganhando o gosto pelo Gil”. “Agora, vibro com as vitórias e rezo para que ganhem”, diz, num testemunho registado num caderno de Memórias Gilistas, que ontem foi entregue a jogadores do emblema barcelense, que visitaram utentes, no Lar de Santo André, da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos (SCMB).

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

O jogador barcelense Henrique Gomes foi um dos que marcaram presença. “Muitos de vocês são adeptos do Gil Vicente já há muito tempo, alguns têm familiares que já estiveram no Gil Vicente, conhecem os fundadores do clube e queremos dizer-vos que vamos fazer tudo para honrar os fundadores, todos aqueles que já passaram pelo clube. Vamos fazer tudo para honrar o Gil Vicente, acima de tudo”, disse o defesa, de 25 anos, aos utentes presentes.

Eugénia Leite, de 84 anos, foi uma das que mais se emocionaram, uma vez que o irmão já foi jogador do Gil Vicente FC. “Antigamente, parecia mal uma mulher conversar sobre futebol, então assistir nem se fala. Felizmente, as coisas mudaram e já não precisamos de pedir licença para apoiar o Gil e desejar que ganhe sempre”, contou.

Há memórias, sentimentos e emoções pelo clube da nossa terra, o Gil Vicente FC, que nem o tempo nem a doença foram capazes de apagar.

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Ao ter conhecimento disso, o Gil Vicente Futebol Clube associou-se à Misericórdia de Barcelos e surpreendeu os utentes gilistas do Lar de Santo André, visitando-os – com o cumprimento das medidas de segurança em vigor – e deixando-lhes também, em cartazes, mensagens de esperança e incentivo. Rodrigo Prado sublinhou a “intenção de passar força a todos vocês, nestes tempos difíceis”. E completou, logo depois: “Também sofremos muito por não poder visitar os nossos familiares. E queremos agradecer-vos por gostarem do Gil Vicente desde sempre e contamos com a vossa torcida e o vosso apoio e força para levarmos mais alto o nome de Barcelos e do Gil Vicente”.

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

Foto: SCMB

O provedor da Misericórdia de Barcelos, Nuno Reis, considerou tratar-se de “uma iniciativa bonita, quando se assinala um ano desde o primeiro diagnóstico de COVID em Portugal”. “Pretextos como este estimulam as pessoas idosas a recordar histórias antigas e sentirem que, apesar do distanciamento a que a pandemia obrigou, não estão isoladas do mundo e que há muita gente, até atletas profissionais, que reconhece o seu exemplo de resistência”, concluiu o provedor.

Populares