Seguir o O MINHO

Ave

Joane: ATC disponível para acolher refugiados “em nome da solidariedade humana”

em

A Associação Teatro Construção (ATC), de Vila Nova de Famalicão, está disponível para acolher duas famílias de refugiados “em nome da solidariedade humana”, disse hoje a direção daquela entidade em comunicado.

Segundo o texto, a “ATC como instituição de solidariedade considera que não podia ficar indiferente ao terrível drama humano daqueles que tentam fugir às crueldades da guerra”.

Assim, aponta, “apesar das dificuldades com que vive, decidiu fazer mais este esforço em nome da solidariedade humana”.

A disponibilidade da ATC já foi, adianta o texto, comunicada ao Instituto da Segurança Social.

A ATC, com sede em Joane, Vila Nova de Famalicão, dedica-se a atividades nas áreas do teatro, cultura, desporto, educação, saúde e solidariedade social.

A associação comemora este ano quatro décadas de existência.

“Esta decisão é também uma forma de comemorar os 40 anos de vida”, refere o comunicado.

 

Anúncio

Ave

Sete detidos por caça junto a residências em Fafe

Em flagrante

em

Foto: Divulgação / GNR

Sete homens, com idades compreendidas entre os 28 e os 69 anos, foram detidos, esta quinta-feira, por militares do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR por caça ilegal, em Fafe, foi hoje anunciado.

No decorrer de uma ação de fiscalização ao exercício da caça, os militares detetaram os suspeitos a caçar numa área condicionada, a uma distância inferior a 250 metros de uma área residencial, o que culminou na sua detenção e na apreensão de sete caçadeiras e 18 munições.

Os detidos foram constituídos arguidos e estão, neste momento, a ser presentes ao Tribunal Judicial de Fafe.

Continuar a ler

Ave

Projeto pedagógico em Fafe leva quatro mil alunos ao teatro até maio

“Teatro Pedagógico 2020”

em

Foto: Divulgação

O projeto de teatro pedagógico, que vai ser promovido em Fafe até maio, proporcionará este ano espetáculos a quatro mil alunos do concelho, que assistirão a nove peças, segundo fonte autárquica.

Segundo aquele município, “a iniciativa baseia-se nas obras de leitura aconselhada para cada ano letivo”.

Citado num comunicado enviado hoje à Lusa, o vereador da Cultura e Educação, Pompeu Martins, assinala que “o teatro pedagógico está direcionado para a comunidade escolar e é tido como um meio facilitador de aprendizagem e motivador da leitura, contribuindo, assim, para o desenvolvimento e formação cultural dos nossos jovens”

Até maio, os alunos poderão assistir às peças “A Farsa de Inês Pereira”, “Auto da Barca do Inferno”, “Descobrir Sophia”, “Sonho d’Os Piratas”, “A Viúva e o Papagaio”, “Episódios da Vida Romântica”, “Serendipity” ou “Not one of Us”, “Leandro, Rei da Helíria” e “Pessoalmente”.

O “Teatro Pedagógico 2020”, como se designa a iniciativa, é um projeto promovido em articulação com os agrupamentos de escolas de Fafe.

São abrangidos alunos do 2.º e 3.º ciclos, do ensino secundário, Escola Profissional de Fafe e do ensino particular.

A propósito deste projeto, o vereador reforça que “o município de Fafe tem mantido a sua aposta na cultura e educação, promovendo diversas atividades que contribuem para uma sociedade mais ativa, consciente e com um sentido crítico e de responsabilidade”.

Ao palco do Teatro Cinema, a principal sala de espetáculos da cidade, vão subir cinco grupos de teatro: Teatro Actus, Birra Produções, Caixa de Palco, Há Cultura, ETC English Theatre Company.

Continuar a ler

Guimarães

Filho confirma que cadáver encontrado em Guimarães é de eletricista desaparecido há 2 semanas

No rio Ave

em

Foto: DR

O filho de um homem de 63 anos, de Guimarães, desaparecido desde 08 de janeiro confirmou, numa publicação no Facebook, que o cadáver hoje encontrado no rio Ave é do seu pai.

O corpo foi encontrado pelas 11:00, na freguesia de Barco, Guimarães.

A Polícia Judiciária esteve a fazer perícias ao cadáver no local, onde esteve também o filho do homem desaparecido.

O corpo foi removido ao início da tarde para o Instituto de Medicina Legal de Guimarães, para autópsia.

As autoridades ainda não confirmarm oficialmente a identidade da vítima.

Um homem de 63 anos, de Creixomil, Guimarães, estava desaparecido desde 08 de janeiro. Saiu de casa na noite desse dia, de carro, alegadamente para visitar um cliente em Caldas das Taipas, e desde então nunca mais foi visto.

O telemóvel foi entretanto encontrado, mas o carro ainda não.

As autoridades chegaram a promover buscas no rio Ave, mas sem sucesso. A Polícia Judiciária continua a investigar o caso.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

PASSATEMPO

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

Populares