Seguir o O MINHO

Barcelos

IPCA já produziu e distribuiu 10 mil viseiras em pouco mais de uma semana

Covid-19

em

Foto: Divulgação/ IPCA

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) já produziu e distribuiu dez mil viseiras de proteção individual para os hospitais e unidades de saúde do Norte, bem como a outras entidades da área social e da proteção civil, foi hoje anunciado.

Em comunicado enviado a O MINHO, a instituição aponta que “esta medida surge no âmbito da responsabilidade social da Instituição”.

Vítor Carvalho, diretor da Escola Superior de Tecnologia, referiu que a escola tem “procurado canalizar os seus recursos para a criação de soluções que ajudem a minimizar o impacto da covid-19 junto da sociedade, tendo sido o fabrico de viseiras, um dos projetos em curso”.

João Vilaça, diretor do Centro de Investigação em Inteligência Artificial Aplicada (2Ai) adiantou ainda que “esta ação só foi possível graças à forte cooperação com a indústria da região que a o 2Ai tem, destacando o contributo das empresas Lucemplast, Polipop, Riopele e Adilevel”.

As viseiras foram produzidas nos corredores da instituição, onde estão instaladas as linhas de montagem, com a ajuda dos investigadores e de uma bolsa de voluntários do IPCA, bem como na empresa Lucemplast, que replicou também uma linha de montagem. E foi tudo feito em pouco mais de uma semana.

Fernando Veloso. Foto: Divulgação / IPCA

Fernando Veloso, Investigador do 2Ai declarou que “foram desenvolvidos vários protótipos, inicialmente com recurso a impressão 3D, mas só a migração para um processo de fabrico aditivo permitiu a produção em massa das viseiras.”

O protótipo desenvolvido foi validado por uma equipa clínica do Hospital de Barcelos. As viseiras foram já distribuídas por mais de 70 unidades de saúde e IPSS e Protecção Civil no Norte do país.

Anúncio

Barcelos

Homem de 53 anos detido por tráfico de droga em Barcelos

PSP

em

Foto: DR

Um homem de 53 anos foi detido por tráfico de droga, na quinta-feira, em Barcelos.

A detenção ocorreu pelas 22:30 na Rua de Santo António, no centro da cidade, quando os agentes “se
encontravam em missão de serviço de prevenção à criminalidade”, refere a PSP.

O suspeito tinha em sua posse cocaína suficiente para 25 doses e heroína suficiente para 3 doses, que lhe foram apreendidas.

O detido foi informado que irá ser notificado para comparecer no Tribunal Judicial de Famalicão.

Continuar a ler

Barcelos

Balcão Único e Biblioteca de Barcelos reabrem na segunda-feira

Desconfinamento

em

Balcão Único de Barcelos. Foto: Divulgação / CM Barcelos

A Câmara de Barcelos vai reabrir gradualmente os equipamentos e serviços municipais a partir de segunda-feira, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o município informa que, na próxima segunda-feira, abrem ao público o Balcão Único, a Biblioteca Municipal, a Casa da Azenha, a Casa da Juventude, o Posto de Turismo, a Torre Medieval e o Arquivo Histórico.

Já o Museu de Olaria e a Galeria Municipal de Arte abrem apenas na terça-feira, dado que às segundas-feiras estão fechados.

A Câmara salienta que o “acesso a estes locais far-se-á mediante condições sanitárias específicas, nomeadamente de ocupação, permanência e distanciamento físico”.

“São exigidas, também, medidas de proteção individual, como a obrigação do uso de máscara de proteção facial dentro dos referidos espaços, inclusive naqueles que possuem área descoberta, assim como a desinfeção das mãos à entrada, sendo disponibilizado desinfetante para o efeito”, acrescenta.

Relativamente ao Balcão Único, a Câmara realça que, “dada a grande afluência de público, deve ser ponderada a deslocação a este serviço” e privilegiado o contacto telefónico (253 809 600) ou o e-mail [email protected]

O Parque da Cidade, Pavilhão Municipal, Piscinas Municipais e Teatro Gil Vicente continuarão encerrados.

Continuar a ler

Barcelos

Comunidade cigana em Barcelos já está livre da covid-19

Covid-19

em

Foto: DR

Já não há casos positivos de covid-19 na comunidade cigana de Lagoa Negra, em Barqueiros, Barcelos, que estava em isolamento profilático desde o dia 6 de maio.

Ao que O MINHO apurou, os resultados dos testes foram chegando durante esta semana, tendo dado todos negativo, à exceção de um que foi inconclusivo.

Nesse caso já foi hoje feito novo teste e fonte próxima do processo adianta que o cenário mais provável é também dar negativo.

Assim, termina o confinamento que a comunidade, composta por cerca de 50 pessoas, cumpriu desde o início do mês.

Segundo fonte que acompanhou o processo, a comunidade teve um “comportamento exemplar”, cumprindo “todas as orientações” que lhe foram comunicadas pelas autoridades de saúde.

Como O MINHO revelou em primeira mão, no início de maio fora detetado um caso de covid-19 que levou a comunidade da Lagoa Negra a ficar em isolamento profilático.

Os testes de despistagem viriam a revelar que havia oito infetados.

Posteriormente, como anunciou o presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, foram testadas as comunidades ciganas vizinhas, mas os testes foram negativos.

Comunidade cigana em Barcelos com oito casos positivos

Esta foi uma situação que, pelo potencial de contaminação, teve desde o início a atenção de várias autoridades e entidades que agiram em conjunto: ACES Cávado III, GNR, Câmara, Junta de Freguesia local e o projeto de mediação [email protected] E7G, que é promovido pelo município.

Barcelos tem 299 casos confirmados de covid-19, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia divulgado hoje.

Portugal contabiliza 1.369 mortos associados à covid-19 em 31.596 casos confirmados de infeção.

Relativamente ao dia anterior, há mais 13 mortos (+1%) e mais 304 casos de infeção (+1%).

O número de pessoas hospitalizadas subiu de 510 para 512, das quais 65 se encontram em unidades de cuidados intensivos (menos uma).

O número de doentes recuperados é de 18.637.

Continuar a ler

Populares