Investimento nas forças de segurança ultrapassa 2.000 milhões em 2024

Foto: Lusa

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, anunciou hoje que a proposta do Orçamento do Estado (OE) para 2024 prevê um investimento de mais de dois mil milhões de euros para as forças de segurança.

Em declarações à margem de uma ação de sensibilização da GNR junto da população idosa, que decorreu em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro, o ministro anunciou um reforço de “modo substantivo” dos valores previstos no OE 2024 destinados às forças de segurança, que inclui a PSP e a GNR.

Questionado pelos jornalistas sobre a proposta do OE 2024, que deverá ser apresentada na terça-feira no parlamento, José Luís Carneiro precisou que as verbas orçamentadas para as forças de segurança “ultrapassarão em 2024 mais de dois mil milhões de euros”.

O ministro referiu que esta verba se destina a capacitar as forças de segurança e reconhecer e dignificar as suas condições de trabalho e o exercício da sua atividade profissional.

“Entre as medidas está a confirmação no OE das promoções e também das progressões das próprias forças de segurança, o que é uma matéria da maior relevância no reconhecimento do seu estatuto e das suas condições remuneratórias”, sublinhou o governante.

Fonte do Ministério da Administração Interna (MAI) esclareceu que o OE para 2024 prevê um valor de 1.875 milhões de euros na componente salarial, o que representa um crescimento de 8,7% com remunerações face a 2023.

Segundo a mesma fonte, o investimento do MAI nos salários das forças de segurança tem vindo a crescer de forma sustentada nos últimos anos: “A comparação entre 2024 e 2015 é de um crescimento de 32,6% do investimento em remunerações, ou seja, mais 461 milhões de euros”, concluiu.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Afinal, mulher desaparecida em Arcos de Valdevez não foi encontrada. Buscas prosseguem

Próximo Artigo

Frente Comum marca greve nacional da função pública para 27 de outubro

Artigos Relacionados
x