Seguir o O MINHO

Ave

Incêndios em Celorico de Basto têm sido “noite e dia”. Comandante fala em fogo posto

Incêndios florestais

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O concelho de Celorico de Basto tem registado uma média de mais de três incêndios por dia ao longo da última semana, levando a um alerta por parte do comandante dos bombeiros locais para alegados incendiários.

Em declarações a O MINHO, Fernando Gomes refere que os incêndios têm sido “noite e dia” e que a origem está “em alguém que em caminhos de passagem vai pegando fogo aqui e ali”.

O responsável não esconde as “dificuldades” que têm sido criadas com esta situação, dando conta de que os bombeiros daquele corpo estão “estafados” e “não conseguem descansar”.

“Os focos têm sido em zonas de passagem, em locais distintos, e tenho recolhido informações junto de populares que veem pessoas a passar com mochilas e passado pouco tempo inicia-se um novo incêndio”, denuncia o comandante.

“Só hoje já tivemos quatro grandes incêndios, por acaso hoje tivemos bastante apoio de outros meios do distrito, mas nem sempre é isto que acontece”, lamenta Fernando Gomes, apontando que “quando há outros incêndios grandes no distrito, o apoio é muito pouco”.

Pelas 18:50 desta quarta-feira, Celorico de Basto conta com um incêndio ativo, em Santa Tecla, outro em rescaldo, em Caçarilhe, que contou com mais de 70 bombeiros e três meios aéreos, e outros dois em consolidação para evitar reacendimento. Todos estes quatro incêndios deflagraram no dia de hoje.

No incêndio de Caçarilhe, os bombeiros tiveram de fazer proteção a habitações localizadas na encosta que ardia, mas sem que existisse perigo ou necessidade de evacuação.

Populares