Seguir o O MINHO

II Liga

Vitória B despromovido, SC Braga B quase

32.ª jornada da II Liga

em

Foto: DR

O Vitória SC tornou-se hoje a primeira equipa a ser despromovida ao Campeonato de Portugal, ao empatar 2-2 na receção ao Sporting de Braga B, em encontro da 32.ª jornada da II Liga de futebol.

A formação vimaranense, que precisava de ganhar para continuar na corrida à manutenção, esteve duas vezes na frente do marcador, com tentos de Aziz, aos oito minutos, e Edmond Tapsoba, aos 56.

Pelo conjunto ‘arsenalista’, obrigado a pontuar para poder continuar a sonhar com a permanência na II Liga, ‘responderam’ Elias Emanuel, aos 42 minutos, e Inácio, aos 70.

A equipa B do Vitória, que segue no 18.º e último lugar, com 29 pontos, somou a segunda descida da sua história, depois de ter caído em 2012/13, época de estreia das formações secundárias, ao terminar a prova no 21.º lugar.

Os minhotos acabaram por regressar na época seguinte e fecharam os últimos quatro campeonatos a meio da tabela: nono lugar em 2014/15, 13.º em 2015/16, 11.º em 2016/17 e 11.º em 2017/18.

Apesar do empate, e de ainda poder, matematicamente, salvar-se, o SC Braga B tem grandes probabilidades de cair também ao Campeonato de Portugal, depois de sete épocas consecutivas no segundo escalão.

Os bracarenses somam 31 pontos, menos seis do que Farense (14.º colocado) e Arouca (15.º), que estão acima da ‘linha de água’, e igualmente menos seis do que o Varzim (16.º), já em lugar de despromoção, quando faltam disputar apenas duas jornadas.

A equipa de Braga ainda não desce porque num campeonato a quatro ficaria no segundo lugar, apenas atrás do Varzim e à frente de Farense e Arouca.

Nas duas últimas jornadas o Vitória B defronta o Benfica B (fora) e o FC Porto B (em casa). Já o SC Braga Braga B, ao contrário, recebe os benfiquistas e desloca-se ao Olival, na última jornada, para defrontar a equipa portuense.

Domínio alternado deu empate

Vitória B e SC Braga B apresentaram um jogo com períodos de domínio alternado.

A formação vitoriana esteve sempre em vantagem, graças aos tentos de Aziz, num remate fora do alcance do guarda-redes Tiago Pereira, aos oito minutos, e de Edmond Tapsoba, num cabeceamento certeiro, aos 56, mas cedeu o empate por duas vezes e manteve-se no 18.º e último lugar, com 29 pontos, a oito do Arouca, 15.º, quando já só há seis em disputa.

Os bracarenses, por seu turno, marcaram em dois golpes de cabeça, de Elias Emanuel, aos 43 minutos, e Inácio, aos 70, e ainda têm escassas hipóteses de se manterem no segundo escalão do futebol nacional – ocupam o 17.º posto, com 31 pontos, e estão a seis de Farense (14.º), Arouca (15.º) e Varzim (16.º).

O encontro foi equilibrado na totalidade dos 90 minutos, com a equipa da casa a entrar melhor e a chegar cedo à vantagem e a turma ‘arsenalista’ a responder depois, num remate ao poste de Casimiro (19 minutos) e noutro de David Carmo (35), antes de chegar ao empate, perto do intervalo.

A história repetiu-se na segunda parte, com o Vitória B a ‘empurrar’ os bracarenses para a sua área no início da segunda parte, a chegarem de novo à vantagem e a ameaçarem o terceiro golo, num cabeceamento de Aziz ao poste, aos 59 minutos.

O Braga B respondeu, de novo, com Makouta a rematar ao lado (63 minutos) e Denisson ao poste (66), antes de Inácio estabelecer o resultado final.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória SC B – Sporting de Braga B, 2-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Aziz, 08 minutos.

1-1, Elias Emanuel, 43.

2-1, Edmond Tapsoba, 56.

2-2, Inácio, 70.

Equipas:

– Vitória SC B: André Costa, Ouattara, Edmond Tapsoba, Romain Correia, David Sualehe, Rosier, Mimito, André Almeida (Reisinho, 46), Rincón (Bence Biró, 79), Hélder Ferreira e Aziz.

(Suplentes: Tiago Silva, Miguel Magalhães, Jorginho, Dragisa Gudelj, Reisinho, Nuninho e Bence Biró).

Treinador: Alex Costa.

– SC Braga B: Tiago Pereira, Inácio, Bruno Wilson, David Carmo, Pedro Amador, Casimiro (André Ribeiro, 84), Denisson, Yvan, Makouta, Henry (Tavares, 56) e Elias Emanuel (Franklin, 83).

(Suplentes: Filipe Ferreira, Danilo, Franklin, Rodrigo, Tavares, Moura e André Ribeiro).

Treinador: Rui Santos.

Árbitro: Hélder Malheiro (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para David Carmo (25), Hélder Ferreira (39), Makouta (40), Inácio (41), Ouattara (44), Elias Emanuel (44), Bruno Wilson (62), Tavares (72) e Reisinho (90). Cartão vermelho direto para Romain Correia (90+3).

Assistência: Cerca de 1.000 espetadores.

 

Notícia atualizada às 18h46 com mais conteúdo

Anúncio

Futebol

César Peixoto vai treinar a Académica de Coimbra

Ex-futebolista de Caldas das Taipas vai abraçar a sua segunda experiência como treinador

em

Foto: DR / Arquivo

O antigo futebolista César Peixoto é o novo treinador da Académica, sucedendo a João Alves no comando técnico dos ‘estudantes’, anunciou hoje o clube que integra a II Liga portuguesa.

O técnico de Caldas das Taipas vai ser apresentado às 17:00, em conferência de imprensa, no Estádio Cidade de Coimbra.

César Peixoto, de 39 anos, prepara-se para viver a segunda experiência como treinador, depois de ter orientado o Varzim na fase final da última época, conduzindo o clube poveiro à permanência na II Liga.

Enquanto jogador, o novo treinador dos ‘estudantes’ representou clubes como o SC Braga, Vitória SC, Gil Vicente, FC Porto e Benfica, tendo uma internacionalização por Portugal.

Continuar a ler

II Liga

Paulo Alves vai treinar o Varzim

Ex-Gil Vicente e Vizela

em

Foto: Facebook de Varzim SC

O Varzim, da II Liga portuguesa de futebol, apresentou hoje Paulo Alves como novo treinador da equipa principal para a próxima temporada.

O técnico de 49 anos, que teve a sua última experiência profissional no futebol da Arábia Saudita, na última época, assinou um compromisso válido por uma temporada com o emblema poveiro, falando em “honra de treinar um clube com tanta tradição”.

“Conheço bem a realidade deste clube, quer como treinador quer como jogador vim várias vezes jogar ao estádio do Varzim e lembro-me que nunca foi fácil. É isso que temos de fazer, tornar esta casa algo de muito difícil para os adversários”, disse Paulo Alves.

O treinador não quis prometer objetivos concretos na tabela classificativa, mas garantiu “uma equipa com responsabilidade e ambição”.

“Queremos fazer um grupo que lute em qualquer jogo para ganhar. Será preciso alguma paciência, mas vamos ter uma equipa possa ombrear com qualquer adversário, e que deixe a pele em campo. Esta II Liga é imprevisível, e queremos entrar bem”, completou

Já Pedro Faria, presidente do Varzim, desejou “sorte para o novo timoneiro”, destacando a experiência de Paulo Alves.

“É um treinador com mais de 300 jogos no currículo, que conhece bem a realidade da II Liga e do Varzim. Essa experiência será muito importante para nós”, disse o dirigente.

O líder do Varzim confirmou que o clube tem 13 jogadores sob contrato, incluindo o guarda-redes Serginho, ex-Santa Clara, que é reforço para a nova temporada.

A acompanhar Paulo Alves neste desafio vem o adjunto Ricardo Vaz, que se junta aos técnicos da casa Vitoriano Ramos e Paulo Cunha.

No seu currículo como treinador, Paulo Alves conta com passagens Gil Vicente, no qual conseguiu uma subida à Liga, União de Leiria, Vizela, Olhanense, Beira-Mar, Penafiel e União da Madeira, somando ainda experiências no futebol do Irão e da Arábia Saudita.

Continuar a ler

II Liga

César Peixoto não renova e deixa comando técnico do Varzim

Treinador, natural da vila das Taipas, assumiu o comando nas últimas nove e conseguiu conduzir a equipa à manutenção

em

Foto: Facebook de Varzim SC (Arquivo)

O Varzim, equipa da II Liga portuguesa de futebol, informou hoje que o treinador César Peixoto vai deixar o comando técnico da equipa.

O treinador, de 39 anos, natural da vila das Taipas, que assumiu o comando dos poveiros nas últimas nove jornadas do campeonato e conseguiu conduzir a equipa à manutenção, não renovou o seu contrato, que terminou no final desta temporada.

De saída do clube estão também os restantes elementos da equipa técnica que acompanharam César Peixoto nesta sua primeira experiência como treinador.

Num comunicado no seu site, o emblema poveiro agradeceu “o enorme profissionalismo, a dedicação e a paixão contagiante com que abraçaram o desafio e conseguiram com que o grupo de trabalho garantisse a manutenção na II Liga, num forte espírito de união entre equipa e massa associativa”.

Nos nove jogos que esteve no comando do clube nortenho, o ex-jogador de Benfica, Sporting de Braga e FC Porto, entre outros, conseguiu quatro vitórias, dois empates e sofreu três derrotas.

O clube nortenho desejou “felicidades para carreira de treinador de César Peixoto” e informou que, a partir de hoje, está procura de um sucessor.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares