Seguir o O MINHO

Braga

Hospital de Braga é a primeira entidade certificada em Portugal por Sociedade Europeia

“Reconhecimento da qualidade das formações”

em

Foto: Divulgação/Hospital de Braga

As formações ministradas pelo Hospital de Braga nas áreas de Via Aérea Difícil e em Suporte Básico de Vida foram reconhecidas e certificadas pela Sociedade Europeia de Manuseio da Via Aérea (EAMS) e pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), respetivamente.

O Hospital de Braga torna-se assim a primeira entidade em Portugal a receber a certificação da EAMS. A Sociedade Europeia de Manuseio da Via Aérea, entidade europeia direcionada para o ensino e investigação da abordagem da via aérea, reconheceu a qualidade e diferenciação da formação.

Para Maria Barros, Administradora Executiva do Hospital de Braga “estas certificações são o reconhecimento da qualidade das formações prestadas pelo Hospital de Braga que, anualmente, dinamiza ações nas mais diversas áreas, com os objetivos de melhoria contínua na prestação de cuidados e aumento da eficácia e humanização na abordagem ao doente”.

O reconhecimento traduziu-se na acreditação do curso de via aérea difícil do Hospital de Braga e dos seus formadores, tornando a unidade hospitalar na primeira entidade em Portugal certificada pela Sociedade. A abordagem da via aérea, nas situações previsíveis ou imprevisíveis em que surgem dificuldades, com consequente incapacidade para ventilar e oxigenar, é o objetivo do curso de Via Aérea Difícil que acontece desde 2012 no Hospital de Braga. Esta formação, obrigatória para anestesiologistas, é também fundamental para os profissionais da área de Cuidados Intensivos e Urgência.

O INEM também certificou a formação do Hospital de Braga em Suporte Básico de Vida Pediátrico, Adulto e com Desfibrilhação Automática Externa.

A equipa de formação conta atualmente com oito formadores de via aérea difícil e 20 de suporte básico de vida, entre médicos e enfermeiros. No ano de 2018 o Hospital de Braga contabilizou mais de 16.600 horas de formação interna ministradas aos seus mais de 2800 colaboradores.

Populares