Seguir o O MINHO

Ave

Guimarães apresenta Bairro C para pensar a cidade através da arte

Urbanismo

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

O “Bairro C” é um projeto da Câmara de Guimarães que pretende reinterpretar o território abrangido pela Zona de Couros, Teatro Jordão, Rua da Caldeiroa e Percursos pedonais adjacentes até à Casa da Memória e Centro Internacional das Artes José de Guimarães, anunciou hoje a autarquia.


Em comunicado, a câmara adianta que neste momento estão em curso intervenções de arte urbana na Rua da Ramada, com destaque para o graffiti no muro entre o Instituto de Design de Guimarães e o Centro de Ciência Viva, estando previstas intervenções artística na Rua da Liberdade e Avenida Conde de Margaride, até ao final do ano.

O Bairro C é um projeto estruturante, a três anos, alinhado com a estratégia de desenvolvimento do território e com estratégia cultural, perante a visão de futuro sobre a cidade. “Estabelecemos várias ligações, com um pensamento comum sobre o território que se quer diferenciador”, apontou a vice-presidente da Câmara de Guimarães, Adelina Pinto, na sessão de apresentação que decorreu esta segunda-feira, no Instituto de Design. “Existe uma forma diferente de olhar para a cidade e torná-la atrativa, através de um cruzamento de conceitos que permitem a valorização destes espaços menos visíveis e, assim, colocar no centro das nossas preocupações”, acrescentou, citada em nota de imprensa.

Segundo o Vereador do Urbanismo, Fernando Seara de Sá, trata-se de uma “operação transversal” sendo comum a áreas do urbanismo e cultura enquanto desenvolvimento da cidade. “Temos de olhar cada vez mais para o desenvolvimento da cidade em função do imaterial e dos usos”, referiu, “acrescentando valores como a cultura, educação, arte e conhecimento” com o objetivo de “fazer acontecer coisas numa cidade invisível”, salientou Fernando Sá.

Do programa sobressaem as conferências onde serão discutidos temas sobre a Cidade e a Arte Pública. Este ciclo de conferências abre já na próxima sexta-feira, às 18:00, com a conferência “Visão de Cidade C (Sê) Guimarães – Uma visão de Futuro”, com intervenção de António Cunha e Ivo Oliveira (Universidade do Minho). “Importância da Arte Pública – “Curar a Cidade – Riscos e Oportunidades para Palcos e Galerias” é tema de outra conferência, a realizar no dia 12 de julho, às 18:00, no Terrado do Mercado Municipal, com intervenção de Edgar Pêra e João Carvalho.

Entre um leque de convidados conceituados no âmbito da arquitetura, design ou fotografia, o destaque vai para a Conferência Internacional sobre as artes de passeio em Guimarães, a decorrer entre os dias 22 e 24 de julho – Driting Bodies / Fluent Spaces – com a participação de Francesco Careri, Karen O’Rourke e Duarte Belo.

Destaca-se a potencialidade do projeto para sensibilizar a população sobre a importância histórica do património industrial e natural na área de intervenção, a participação cidadã na definição das políticas públicas do modelo de cidade preconizado.

No decurso deste projeto, serão ativados percursos através de instalação de Arte Pública e de programação paralela.

Anúncio

Ave

Cinco detidos durante jogo de poker dentro de um café em Fafe

Jogo ilegal

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Cinco pessoas foram detidas pela GNR, na madrugada de sábado, por jogo ilegal dentro de um estabelecimento comercial em Fafe.

Ao que apurou O MINHO, os detidos são quatro indivíduos que jogavam poker a dinheiro e o proprietário do estabelecimento.

Para além das detenções, os militares apreenderam cerca de 1.500 euros em dinheiro que estaria a ser utilizado para o jogo em causa.

Os jogos de fortuna ou azar a envolver dinheiro não são permitidos. De acordo com o artigo 3 da Lei do Jogo, “a exploração e a prática dos jogos de fortuna ou azar só são permitidas nos casinos existentes em zonas de jogo permanente ou temporário criadas por decreto-lei”.

Os cinco visados foram constituídos arguidos e restituídos à liberdade.

Continuar a ler

Ave

Homem atingido a tiro após discussão em Celorico de Basto. Ex-GNR foi detido

Crime

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem, com cerca de 35 anos, foi atingido a tiro de pistola durante uma confusão entre vizinhos, esta noite, em Celorico de Basto.

De acordo com Fernando Gomes, comandante dos Bombeiros Celoricenses, o homem terá sido atingido na zona do abdómen, ficando com ferimentos graves.

Ao que apurou O MINHO, militares da GNR procederam à detenção do alegado autor do disparo, um vizinho e ex-militar daquela guarda.

A situação ocorreu num prédio na Avenida João Pinto Ribeiro, em Britelo, centro da vila de Celorico de Basto.

A vítima foi assistida no local pelos Bombeiros Celoricenses e pela equipa médica da VMER de Vale do Sousa.

Foi transportada para o Hospital de Penafiel em estado grave.

Continuar a ler

Guimarães

Mulher encontrada cadáver e em estado de decomposição em Guimarães

Óbito

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

O cadáver de uma mulher de 81 anos foi encontrado em estado de decomposição dentro de uma habitação, esta tarde de domingo, na cidade de Guimarães.

Ao que apurou O MINHO, a mulher estaria há, pelo menos, mais de 24 horas em estado de óbito dentro da residência situada na Rua Alexandre Herculano, em Azurém.

Desconhece-se os motivos do óbito mas tudo indica que tenha sido acometida de uma doença súbita.

O alerta foi dado para a PSP de Guimarães que solicitou a presença dos bombeiros.

No local esteve a PSP e quatro elementos dos Bombeiros de Guimarães com duas viaturas.

O corpo da vítima foi transportado para o gabinete médico-legal do Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães.

Desconhece-se se a vítima morava sozinha.

Continuar a ler

Populares