Seguir o O MINHO

Braga

Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio representou Portugal num dos maiores Festivais Internacionais de Folclore da Europa

em

O Festival Internacional de Folclore da Montanha, realizado em Zakopane – Polónia, entre os dias 21 e 29 de agosto, é o evento cultural com mais importância deste país, sendo mesmo um dos maiores da Europa. Este ano, o festival contou com a presença de 16 grupos folclóricos, 4 provenientes de várias regiões da Polónia e outros 12 representando outros tantos países.

O evento realizou-se em Zakopane, a cidade mais alta da Polónia, junto ao Parque Nacional de Tatra, tendo como paisagem um conjunto belíssimo das altas montanhas do Parque. O Grupo visitou o topo das montanhas, fazendo-se representar por um par, para o já tradicional rito chamado “Das montanhas de Tatra para a cidade”, onde se juntaram os pares dos 16 grupos participantes deste Festival.

Depois de em 2013 o Grupo Folclórico da Camacha – Madeira ter marcado presença no festival e arrecadado um prémio, em 2015 foi a vez do Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio representar o país.

 

Ao participar neste Festival o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio estava automaticamente inscrito para várias competições, sendo elas: Competição de Categoria; Competição de Músicos; Competição de Coros e Concurso de Miss Folclore.

Na competição de Categorias os grupos foram distribuídos pelo júri pelas três categorias, sendo estas Primeira – Tradicional; Segunda – Artística e Terceira – não definida. Na primeira inseriam-se os grupos que representavam de forma mais fiel possível uma região, na segunda os grupos com atuações coreografadas e não reconhecidos como tradicionais e na Terceira, os grupos que poderiam estar a representar um país e não apenas uma região, mas sem uma representação fiel nem enquadramento nas outras duas categorias.

O Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio foi inserido na primeira categoria – Tradicional, em que apenas estavam seis grupos que foram considerados aqueles que representavam uma região o mais fiel possível.

Com uma representação de um ato religioso, com referência à Nossa Senhora do Sameiro, o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio arrecadou o 3º lugar, atrás da Itália (1º) e Sérvia (2º), tendo ainda o júri referido que a disputa entre o 2º e 3º lugar foi muito renhida. Assim trouxe para Braga o Machado Bronzeado dos Montanheses das Montanhas de Tatra.

Para além deste 3º prémio o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio voltou a levar Portugal ao pódio no Concurso de Coros, com uma performance exímia das Cantadeiras do Grupo, cantando o “Loureiro”, juntando assim mais um prémio à sua sala de troféus – o sino dos montanheses das Montanhas de Tatra.

Para além das competições o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio animou as ruas de Zakopane com a música tradicional, a riqueza e beleza dos trajes domingueiros do Baixo Minho.

Fez parte do extenso programa do Festival uma parada pelas ruas de Zakopane com o objetivo de dar a conhecer a todos os habitantes e visitantes os grupos presentes no festival. Esta parada contou com dois locais para breves atuações.

De notar as ruas cheias de gente para assistir a esta parada bem como a enorme quantidade de pessoas, incluindo crianças, vestidas com o traje característico da zona onde se insere Zakopane, mostrando o orgulho na cultura e na sua tradição.

Durante os 9 dias presentes na Polónia, o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio atuou na cidade de Szczawnica, tendo efetuado ainda uma visita ao topo das suas montanhas, recebendo uma explicação de toda a envolvente que os rodeava por parte do Diretor daquela estância. Nesta cidade o grupo foi muito apreciado pelos locais e foi inclusivé elogiado em palco pelo seu carácter tradicional e pela sua performance, mostrando as belíssimas danças e músicas da nossa região.

No único dia livre do festival o grupo efetuou uma visita aos campos de concentração de Auschwitz, prestando ainda uma pequena homenagem a todos os que ali pereceram de forma tão cruel. Pelo caminho as guias do grupo brindaram o mesmo com uma surpresa ao parar na cidade de Wadowice, terra natal do Papa João Paulo II.

O Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio desafiou a câmara municipal de Braga a enviar um representante do município para acompanhar o grupo nesta deslocação a um dos maiores festivais de folclore da Europa. O município prontificou-se a enviar um representante, o Dr. Rui Ferreira, que aproveitou a visita para reunir ideias que possam trazer mais riqueza à cultura e ao folclore de Braga.

Para a presidente do Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio, Manuela Sá Fernandes, a ida à Polónia “foi uma experiência muito enriquecedora” dizendo que “os atuais componentes do Grupo não se recordam de ter participado num festival internacional com competição”. Frisa ainda que “o último troféu arrecadado pelo Grupo foi há mais de 10 anos em Issoire, na França” agradecendo assim a todos os que têm colaborado ao longo dos últimos anos para tornar possível alcançar o pódio no 1º Festival a competir de que há memória.

“É um prazer representar Portugal num Festival Internacional com tanta importância, tanto rigor e trazer dois prémios para Braga. Só demonstra que todo o trabalho que temos vindo a fazer vale a pena.” refere a Presidente do Grupo Folclórico mais antigo do Baixo Minho.

 

 

“Temos feito esforços para conseguir participar em festivais Nacionais ou Internacionais de renome pelo menos uma vez por ano, dando assim a oportunidade aos componentes de conhecerem e se darem a conhecer noutros locais, convivendo durante mais do que um ensaio ou uma atuação.” acrescentando ainda que “depois de assumir o cargo de Presidente fomos a França em 2013, depois dentro de portas fomos à Camacha na Madeira em 2014 e este ano à Polónia. Sendo que o grupo já representou Portugal em vários países por mais do que uma vez, contando já com atuações em 10 países diferentes.”

Rematou dizendo que “vamos continuar a representar Portugal pelo Mundo, com o rigor e a dignidade que sempre tivemos.”

 

Texto enviado pelo Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio, em comunicado.

Populares