Governo português solidário com Japão pelas vítimas de sismo e colisão de aviões

O Governo português expressou hoje “a mais sincera solidariedade” ao Japão, pelas vítimas do terramoto e da colisão entre dois aviões, no aeroporto de Tóquio, de acordo com uma nota divulgada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros.

Numa publicação na rede social X, João Gomes Cravinho expressou “a mais sincera solidariedade ao povo e às autoridades japonesas”, pelas vítimas destes dois incidentes.

“Os nossos pensamentos estão com todos os afetados e aqueles que prestam assistência durante este momento difícil”, frisou ainda.

Um Airbus de Japan Airlines com 379 ocupantes procedente de Sapporo, no norte do Japão, embateu hoje, ao aterrar no aeroporto de Tóquio Haneda, com um avião da Guarda Costeira japonesa, um DHC-8, de cujos seis ocupantes apenas sobreviveu o piloto, ferido com gravidade.

Todos os passageiros e tripulantes do Airbus foram retirados em segurança da aeronave em chamas numa das pistas do aeroporto.

Pelo menos 48 pessoas morreram no sismo que atingiu a costa oeste da região central do Japão na segunda-feira, segundo um novo balanço divulgado hoje pelas autoridades japonesas.

O sismo, de magnitude de 7,6 na escala aberta de Richter e com epicentro na península de Noto, levou as autoridades a ativar o alerta de tsunami, em vigor durante 18 horas, ao longo da costa ocidental das ilhas de Honshu e Hokkaido e do norte da ilha de Kyushu.

Os 155 sismos que abalaram o centro do Japão desde segunda-feira causaram “numerosas vítimas” e danos materiais significativos, incluindo edifícios desmoronados e incêndios, afirmou o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vizela contrata defesa-central ao Tondela

Próximo Artigo

Hospital de Braga com 229 pessoas na urgência deixa de receber "muito urgentes"

Artigos Relacionados
x