GNR ’em peso’ na A7. Muitos emigrantes de regresso a casa e multas por excesso de velocidade

Foto: Ivo Borges / O MINHO

O Destacamento de Trânsito da GNR de Braga esteve, esta sexta-feira, ’em peso’ na A7, numa área de serviço em Fafe, no âmbito da Operação Natal e Ano Novo. Naquela via registou-se um grande aumento do trânsito devido aos emigrantes que regressam a casa nesta época, sendo que a infração mais cometida é o excesso de velocidade.

“É uma ação de controlo rodoviário face ao aumento do fluxo de trânsito que se verifica dos locais habituais de residência para as zonas de origem para passagem desta quadra natalícia”, explica a O MINHO o capitão Abreu, a comandar as operações, explicando que a “Operação Natal e Ano Novo” da GNR começou no passado dia 15 de dezembro e se estende até 02 de janeiro.

Esta manhã, na operação que O MINHO acompanhou no local, verificou-se um “grande fluxo de trânsito de viaturas com matrículas estrangeiras, nomeadamente França, Suíça, Luxemburgo, de pessoas que se deslocam para as terras de origem”, nota o oficial da GNR.

Segundo o capitão Abreu, foram “registados alguns excessos de velocidade”.

A operação envolveu meios do Destacamento de Trânsito de Braga, incluindo o de Fafe, que já habitualmente policia a A7.

Festas em segurança

A GNR começou no dia 15 de dezembro, e até 02 de janeiro, a Operação Natal e Ano Novo 2023, com o objetivo de combater a criminalidade e intensificar o patrulhamento rodoviário nas vias de maior tráfego durante este período, de forma a garantir as festividades e as deslocações em segurança, em todo o território nacional.

“O combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária constitui-se como uma prioridade estratégica para a Guarda, sendo que para isso nesta Operação serão empenhadas várias valências da Guarda, numa ótica de complementaridade e de sinergia de várias ações de patrulhamento, sensibilização e fiscalização, de forma flexível, orientando o esforço de forma a contribuir para a diminuição da criminalidade em geral e da sinistralidade rodoviária, para garantir a fluidez do tráfego e para o promover o apoio dos utentes nas vias”, explica a GNR em comunicado enviado a O MINHO.

Segundo a GNR, sobretudo nos períodos de Natal e Ano Novo, a experiência de anos anteriores permite aferir que “existe um aumento do movimento de pessoas em todo o Território Nacional, o que se reflete num grande aumento do tráfego rodoviário, e consequentemente, no incremento de práticas associadas a comportamentos de risco e excessos por parte de alguns condutores”.

Assim, a Operação Natal e Ano Novo 2023 da Guarda Nacional Republicana pretende cumprir dois grandes objetivos: diminuição da criminalidade geral, com ênfase na prevenção de ilícitos criminais, através de ações de sensibilização e patrulhamento e o reforço do policiamento de proximidade junto das pessoas mais vulneráveis; diminuição da sinistralidade rodoviária, através de ações de fiscalização orientadas para os locais de maior fluxo rodoviário, especialmente nos períodos do Natal e do Ano Novo.

*Com Ivo Borges

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vizinho salva da morte mulher esfaqueada pelo ex-companheiro em Arcos de Valdevez

Próximo Artigo

Líder do PSD diz que crise política é “uma oportunidade” de portugueses mudarem de Governo e de vida

Artigos Relacionados
x