Vizinho salva da morte mulher esfaqueada pelo ex-companheiro em Arcos de Valdevez

Foto: Ilustrativa / DR

A mulher, de 60 anos, agredida à facada pelo ex-companheiro, em Arcos de Valdevez, no passado domingo, só não morreu porque um vizinho interveio e tirou a arma branca ao agressor.

Segundo a Polícia Judiciária (PJ) de Braga, que deteve ontem o suspeito, de 53 anos, este agiu motivado por ciúmes e está indiciado pelos crimes de homicídio qualificado na forma tentada e violência doméstica.

Como O MINHO noticiou, a vítima sofreu ferimentos graves depois de ter sido esfaqueada, ao final da tarde do último domingo, em Paçô, no concelho de Arcos de Valdevez.

O crime ocorreu no interior da habitação onde agressor e vítima, ambos estrangeiros, residiam.

“Suspeito e vítima eram ex-companheiros e, na sequência de desentendimento verbal motivados por ciúmes, o primeiro acabou por golpear a segunda, na zona da cabeça, pescoço e mãos, com um objeto corto-perfurante”, refere a PJ em comunicado enviado a O MINHO.

E acrescenta: “A rápida intervenção de um vizinho, que interrompeu a agressão e retirou a arma branca ao agressor, assim como o rápido encaminhamento da vítima para o hospital, evitaram eventualmente a morte da vítima”.

O agressor foi detido pela GNR e entregue à PJ.

O detido será presente às autoridades judiciárias competentes no Tribunal de Arcos de Valdevez, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

'Youtuber' de Barcelos alvo de queixa-crime

Próximo Artigo

GNR 'em peso' na A7. Muitos emigrantes de regresso a casa e multas por excesso de velocidade

Artigos Relacionados
x