Seguir o O MINHO

Futebol

Gil Vicente goleado na Holanda após 10 minutos para esquecer

Liga Conferência

em

Foto: Gil Vicente / Facebook

O Gil Vicente perdeu hoje com os neerlandeses do AZ Alkmaar, por 4-0, em partida da primeira mão do ‘play-off’ de acesso à fase de grupos da Liga Conferência Europa, em que os minhotos ‘sucumbiram’ na parte final.

A equipa de Barcelos ainda minimizou os ‘estragos’ na primeira parte, sofrendo apenas um golo, aos 24 minutos, por Dani de Wit, mas já na etapa complementar, quando parecia ter o desafio controlado, acabou por hipotecar as suas ambições na competição, sofrendo três tentos em pouco mais de 10 minutos, por Mayckel Lahdo (78), Vangelis Pavlidis (85) e Mees de Wit (89).

Com este resultado, a formação minhota, em ano de estreia nas competições europeias, complicou sobremaneira o ‘sonho’ de passar à próxima fase da competição, embora ainda vá receber, em Barcelos, dentro de uma semana, este conjunto neerlandês.

No desafio de hoje, o técnico dos ‘galos’, Ivo Vieira, surpreendeu ao mudar quase metade da equipa titular utilizada na última partida, frente ao Arouca, para a I Liga, deixando de fora elementos como Lucas Cunha, Pedro Tiba, Boselli ou Fran Navarro, este último devido a lesão.

Com um desenho tático de 4x4x2, os minhotos entraram algo retraídos no jogo, concentrando as primeiras atenções em conter a forte transição do adversário, e saindo-se bem nessas tarefas defensivas, apesar da pressão sofrida.

Apesar de contida, a formação lusa até foi a primeira a criar uma situação de digna de registo junto à baliza adversária, num cabeceamento de Élder Santana, após bom cruzamento de Arai, para defesa fácil do guarda-redes contrário.

O AZ Alkmaar não se intimidou com esse atrevimento do Gil Vicente e, jogando mais tempo no meio-campo contrário, não surpreendeu quando, aos 24 minutos, inaugurou o marcador, numa jogada tão simples quanto eficaz: arrancada do internacional húngaro Milos Kerkez pelo corredor esquerdo, pontuada com cruzamento primoroso para o cabeceamento de Dani de Wit, que surgiu entre a defesa gilista.

Só quando se viu em desvantagem, o Gil Vicente ‘perdeu o respeito’ ao adversário, passando a pisar terrenos mais adiantados e a deixar nova ameaça num remate de Mizuki Arai, de longe, que o guarda-redes neerlandês desviou.

A formação de Alkmaar recuou um pouco nessa fase, dando algum espaço para a audácia dos barcelenses, mas a definição final era uma pecha do conjunto de Ivo Vieira, não conseguindo alterar o 1-0 até ao intervalo.

O tempo de descanso conseguiu, ainda assim, desinibir o conjunto de minhoto, que reentrou a dividir o jogo e a ser mais presente na área dos neerlandeses, embora sem efeitos práticos na altura da finalização.

O AZ Alkmaar contribuiu para o acreditar dos gilistas, que se mostravam mais afoitos com as entradas de Kevin Villodres e Matheus Bueno, mas não deixava de ameaçar a baliza portuguesa, com Andrew Silva, aos 73, a ter excelente defesa a remate de Vangelis Pavlidis.

O lance serviu de aviso ao Gil Vicente, que forçado a mexer no eixo da defesa, com entrada ‘a frio’ de Lucas Cunha para o lugar do lesionado Tomás Araújo, começava a abrir ‘brechas’.

Nessa fase, os neerlandese

Ficha de Jogo

Jogo realizado no Estádio AFAS, em Alkmaar.

AZ Alkmaar – Gil Vicente, 4-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Dani de Wit, 24 minutos.

2-0, Mayckel Lahdo, 78.

3-0, Vangelis Pavlidis, 85.

4-0, Mees de Wit, 89.

Equipas:

– AZ Alkmaar: Verhulst, Hatzidiakos (Sugawara, 87), Beukema, Bruno Martins Indi, Milos Kerkez (Mees de Wit, 71), Jordy Clasie, Tiajni Reijnders, Dani de Wit, Hakon Evjen, Van Brederode (Mayckel Lahdo, 71) e Vangelis Pavlidis (Barasi, 87).

(Suplentes: Vindahl, Westerveld, Sugawara, Koopmeiners, Witry, Barasi, Dekker, Buurmeester, Fedde de Jong, Mayckel Lahdo e Mees de Wit).

Treinador: Peter Jansen.

– Gil Vicente: Andrew Silva, Danilo Veiga (Carraça, 86), Tomás Araújo (Lucas Cunha, 74), Rúben Fernandes, Henrique Gomes, Vítor Carvalho, Aburjania (Matheus Bueno, 66), Fujimoto, Mizuki Arai (Boselli, 86), Élder Santana (Kevin Villodres, 61) e Alipour.

(Suplentes: Brian Araújo, Lucas Cunha, Carraça, Adrián Marín, Boselli, Kevin Villodres, Pedro Tiba e Matheus Bueno).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Guillermo Cuadra Fernández (Espanha).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Milos Kerkez (42), Henrique Gomes (43), Beukema (43), Aburjani (57), Dani de Wit (74), Vangelis Pavlidis (76) e Boselli (90+1).

Assistência: Cerca de 13.000 espetadores

EM FOCO

Populares