Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Entrada em Tui a partir de Valença encerrada

Covid-19

em

Foto: GNR / Arquivo

António Costa assegurou que as fronteiras não voltariam a fechar, mas a circulação entre Valença e Tui está condicionada durante este domingo, com impedimento da entrada naquele município galego.

Fronteiras da União Europeia não voltam a encerrar, garante António Costa

De acordo com a Rádio Vale do Minho, que constatou in loco a medida, apenas moradores ou trabalhadores transfronteiriços podem passar, desde que apresentem documento com justificação válida às autoridades que se encontram à entrada da cidade.

Segundo a mesma fonte, este encerramento ocorre por imposição da Junta da Galiza junto de alguns municípios, e Tui é um deles.

Já as fronteiras de Caminha e Monção encontram-se abertas à circulação sem restrições, por não integrarem o grupo de risco decretado pela autoridade espanhola.

Segundo a autarquia de Tui, apenas podem entrar ou sair do concelho os cidadãos que necessitem de assistência de saúde, de trabalhar, estudar, regressar a casa, assistir familiares dependentes, deslocação a bancos, companhias de seguros ou postos de abastecimento de combustível, presença em órgãos públicos, judiciais ou notariais, renovação de documentos, realização de exames ou provas oficiais ou qualquer outra atividade, desde que devidamente credenciada.

Estas medidas vigoram até 04 de dezembro.

(notícia atualizada com a retificação de que a entrada em Tui está condicionada, e não a circulação na ponte)

Aqui Perto

“Drone térmico” da GNR procura idoso desaparecido em Trás-os-Montes

Tecnologia

Foto: DR

Militares da GNR iniciaram, esta sexta-feira, buscas na localidade de Cidadelha de Jales, concelho de Vila Pouca de Aguiar, na sequência de um alerta para o desaparecimento de um idoso, registado na quinta-feira.

Nas buscas, a GNR de Vila Pouca de Aguiar está a utilizar, além de várias patrulhas, um “drone” com câmara térmica, assim como meios cinotécnicos.

Segundo disse a força de segurança à Lusa, a GNR foi chamada hoje para o local, depois de ter sido dado o alerta do desaparecimento do idoso que vive sozinho mas que “terá alguns problemas de saúde”.

O alerta foi lançado esta tarde no Facebook do Centro Social Planalto de Jales, no concelho de Vila Pouca de Aguiar, distrito de Vila Real, onde o idoso é utente. Na nota publicada, refere-se que o homem foi visto pela última vez na quinta-feira de manhã e que, além da GNR de Vila Pouca de Aguiar, estão também a auxiliar nas buscas funcionárias do centro social.

Continuar a ler

Aqui Perto

Quatro quilos de meixão apreendidos em Vila do Conde

Unidade de Controlo Costeiro de Esposende

Foto: Ilustrativa / GNR

A GNR apreendeu hoje cerca de quatro quilogramas de meixão em estado juvenil, avaliado em 5.700 euros, no rio Ave, concelho de Vila do Conde, distrito do Porto.

Em comunicado, a Unidade de Controlo Costeiro da GNR, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Esposende, explica que a apreensão ocorreu “no âmbito de uma ação de fiscalização e vigilância do controlo da captura, detenção, transporte e comercialização ilegal” de meixão.

“Os militares da Guarda detetaram um indivíduo, de 38 anos, com 3,8 quilos desta espécie que utilizava vários utensílios de pesca e redes para a sua captura que, devido às características, são extremamente lesivas à fauna existente. O material utilizado na captura e o meixão foram apreendidos, tendo sido devolvido ao seu habitat natural por se encontrar vivo”, refere a GNR.

O suspeito foi constituído arguido, e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Vila do Conde.

A GNR alerta que “a enguia europeia (‘Anguilla anguilla’) que na fase larvar é conhecida por enguia juvenil/meixão, é uma espécie considerada em perigo e que tem sofrido grande redução em razão da pesca ilegal, impedindo desta forma o normal ciclo de reprodução, colocando em causa a sustentabilidade da espécie”.

Continuar a ler

Aqui Perto

Surto de covid leva ao extermínio de 3.100 visons na Galiza

Covid-19

Foto: DR

É o primeiro surto de covid-19 numa exploração de visons na Galiza. O Conselho do Meio Rural de Espanha divulgou hoje que surgiu um foco de infeção por SARS-CoV-2 numa quinta de criação de vison-americano no concelho de A Baña, na Corunha. A Junta da Galiza também já tem conhecimento do surto e comunicou ao Ministério da Agricultura.

Após vários países, como Holanda e França, terem eliminado milhares de visons infetados com covid-19, todas as explorações de vison-americano licenciadas no espaço da União Europeia estão a realizar exames aos animais, e foi assim que se identificou este novo foco.

Assim, e conforme as normas em vigor para este tipo de exploração, todos os 3.100 visons vão ser abatidos durante a próxima semana. Segundo a Junta da Galiza, existem 25 quintas deste género no território galego, totalizando cerca de 69 mil visons-americanos.

Em Portugal não há registo de criação desta espécime, embora seja várias vezes avistada em território minhoto. Segundo especialistas, estes visons “portugueses” devem ter escapado das quintas galegas.

Continuar a ler

Populares