França: Marcelo diz que “o que o povo decide está bem decidido”

Foto: LUSA

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje observar “atentamente” o que se passa nas eleições legislativas em França, ainda sem resultados finais, e considerou que “o que o povo decide está bem decidido”.

“O que o povo decide está bem decidido”, argumentou o Chefe de Estado português, quando questionado pelos jornalistas sobre se está surpreendido com as projeções que dão a coligação de esquerda como vencedora na segunda volta das legislativas francesas, realizada hoje.

Em Beja, à saída da Sé Catedral, onde assistiu à ordenação episcopal do novo bispo desta diocese alentejana, o Presidente da República disse aos jornalistas ter “muita dificuldade em comentar” as eleições em França, por não dispor de informação.

“Acabei de assistir a uma cerimónia de três horas e, portanto, não tenho elementos”, disse.

Perante a indicação da parte dos jornalistas de que o presidente francês, Emmanuel Macron, prefere comentar as eleições só na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa frisou: “Se o presidente francês não sabe o que dizer, imagina o presidente português sobre o que se passa num país amigo”.

”Portanto, eu observo atentamente o que se passa e que é muito importante para a Europa. Vamos esperar os resultados finais e, depois, amanhã ou depois de amanhã, eu falarei”, limitou-se a acrescentar.

Nas projeções divulgadas após o fecho das urnas, a coligação de esquerda Nova Frente Popular poderá ter entre 172 e 215 deputados, enquanto o bloco do Presidente, Emmanuel Macron, poderá contar com 150 a 180 lugares, à frente do partido de extrema-direita União Nacional, com entre 115 e 155 deputados eleitos.

Marcelo Rebelo de Sousa assistiu hoje à ordenação episcopal do novo bispo de Beja, D. Fernando Paiva, que teve como ordenante principal o arcebispo de Évora, Francisco Senra Coelho e contou com a participação de vários bispos de Portugal, do núncio apostólico e de elementos do clero das dioceses de Setúbal, Beja, entre outras. 

Fernando Paiva, de 61 anos, até então um dos vigários-gerais da Diocese de Setúbal, foi nomeado 15.º bispo de Beja no dia 21 de março, sucedendo a D. João Marcos.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Taça da Liga antecipada para início de janeiro, com final no dia 11, em Leiria

Próximo Artigo

José Mota quer começar com o pé direito frente ao Moreirense

Artigos Relacionados
x