Seguir o O MINHO

Conteúdo Patrocinado

Férias cá dentro: conheça o Minho, o jardim de Portugal

Turismo

em

Foto: Aleksey Nikitin / unsplash.com

O Minho é uma província histórica de Portugal. Considerada o berço da nação portuguesa, é uma região rodeada em todo o redor pela Natureza. Neste território é possível encontrar rios e riachos de uma frescura e limpeza ímpar no nosso país. A Oeste, as suas praias amplas e agradáveis praias são banhadas pelo oceano Atlântico. E a Este, esta terra é caracterizada por montes e vales verdejantes e ricos em paisagens de cortar a respiração. As suas gentes são conhecidas pela sua natureza acolhedora, de sorriso fácil e simpatia contagiante que torna qualquer contacto pessoal uma experiência agradável. As cidades, vilas e, principalmente, as pequenas aldeias salpicadas pela região têm uma identidade muito própria. Frequentemente praticam costumes e tradições únicas, bem como artesanato, festividades e gastronomia singulares que foram passadas ao longo de centenas de anos pelos seus antepassados. É este território português que foi apelidado de “O Jardim de Portugal” pelo escritor José Augusto Vieira no final do século XIX, e neste artigo vamos tentar dar-lhe a conhecer um pouco mais sobre esta terra.

Parque Nacional da Peneda-Gerês

Nestes tempos da Internet, em que quase tudo o que se possa imaginar é possível fazer na web, desde encomendar as compras do mês, renovar o seu cartão de cidadão e até namorar online, existe algo que muitas pessoas tendem a esquecer: o contacto com a Natureza. Se existe algo pelo qual o Minho é conhecido é pelos seus montes e campos verdejantes. E que melhor lugar para esta reaproximação à Natureza do que o Parque Nacional da Peneda-Gerês? Neste irá encontrar dezenas de aldeias construídas em granito que mantêm o seu aspeto inalterado desde a criação do Reino de Portugal, á quase 900 anos. Aqui é possível viver uma autêntica viagem ao passado e rever o estilo de vida antigo. Nas aldeias mais remotas é comum ver as mulheres vestidas de preto a guiar o gado pelas ruas empedradas e os pastores a tomar conta dos seus rebanhos nos campos circundantes. Apesar dos animais domesticados serem bem mais comuns, este parque também alberga múltiplas espécies selvagens como lobos, javalis, castores, veados e até cavalos não domesticados.

Além das aldeias típicas, quando viaja pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês, facilmente irá querer perder-se nas paisagens idílicas graças aos muitos miradouros espalhados pela região que lhe proporcionam recordações únicas. Contudo, devido à natureza mais isolada desta região, recomendamos que a visite com um carro.

Consideramos indispensável que visite a vila do Soajo, e as aldeias de Castro Laboreiro, do Lindoso e do Sistelo. Esta última, eleita como uma das 7 maravilhas de Portugal e por vezes denominada por “Tibete Português” tal é a sua beleza e natureza remota. Irá ficar maravilhado pelos seus típicos socalcos e pelos seus passadiços que o levam floresta a dentro. Ideal para um passeio romântico a dois ou uma atividade em família.

Braga e Guimarães: as duas maiores cidades do Minho

Dois dos maiores polos turísticos do Minho são coincidentemente duas das suas maiores cidades: Braga e Guimarães.

Guimarães é já uma cidade milenar, sendo uma zona povoada desde a antiguidade pelos povos celtas e mais tarde por romanos, e considerada como a cidade berço da nação dado ter sido aqui estabelecido o centro administrativo do então Condado Portucalense e por muitos acreditarem ter sido o local de nascimento de D. Afonso Henriques. O seu centro histórico é considerado Património Cultural da Humanidade e justifica por si só uma visita.

Braga por seu lado, é também uma cidade com um património histórico e cultural rico, tendo sido fundada em 16 a.C., como Bracara Augusta, em homenagem ao Imperador Romano, Augusto, contando assim com dois milénios de existência e sendo oficialmente designada como a cidade portuguesa mais antiga. Entre as suas muitas atrações, destaca-se o Santuário do Bom Jesus do Monte, declarado Património Mundial da UNESCO em 2019, e conhecido pela sua extensa escadaria e bela igreja. Uma paragem obrigatória para quem visite a cidade.

Apesar de ambas as cidades terem perdido alguma importância com a expansão do Reino de Portugal para Sul e a mudança da capital administrativa primeiro para Coimbra e mais tarde para Lisboa, continuaram a ser baluartes da cultura portuguesa ao longo dos séculos e hoje reinventaram-se como centros de inovação e dinamismo económico e social.

Visite o Minho

Existe muito mais para ver e rever nesta região norte de Portugal. É um dos mais belos e autênticos territórios do nosso país. Local de nascimento de Portugal e onde pode encontrar as tradições mais bem preservadas do nosso povo, algumas delas até seculares. Quando planear o seu próximo destino para umas férias ou um curto fim de semana, pondere fazer uma visita ao Minho. Com certeza que não sairá desiludido.

Populares