Fascistas e anti-racistas manifestam-se a 500 metros de distância uns dos outros no Porto

Foto: LUSA

Várias centenas de pessoas juntaram-se hoje na Praça dos Poveiros, no Porto, para “lutar contra o fascismo” e em solidariedade com a comunidade imigrante.

Entoando palavras de ordem como “25 de Abril sempre, fascismo nunca mais” e “Fascistas chegou a vossa hora, os imigrantes ficam e vocês vão embora”, cerca de 500 pessoas responderam ao apelo das associações e juntaram-se na Praça dos Poveiros para “lutar contra o fascismo, racismo e xenofobia”.

A poucas horas de, a cerca de 500 metros, se iniciar na Praça D. João I uma manifestação organizada pelo grupo de extrema-direita 1143, os manifestantes muniram-se de cravos vermelhos e uniram-se em cânticos. 

“Trabalhadores unidos contra a exploração”, “Racismo não é piada” e “Racistas e Fascistas fora daqui” referiam alguns dos cartazes exibidos pelos manifestantes. 

Até ao momento, não foram registados incidentes, confirmaram à Lusa os agentes da PSP no local.

Já na Praça D. João I, no Porto, perto de uma centena juntou-se para a manifestação “Menos Imigração, Mais Habitação”, organizada pelo grupo 1143, de extrema-direita, e que vai percorrer algumas ruas até à Avenida dos Aliados.

Na rede social X, o grupo 1143, que tem como porta-voz o militante de extrema-direita Mário Machado, convocou “todos os patriotas a marcarem presença” no Porto para mostrarem “oposição à invasão de imigrantes, que é a principal razão para o aumento brutal do preço da habitação”.

Empunhando cartazes onde se lê “menos imigração e mais habitação e com cânticos de ”, sou português desde 1143″, a maioria dos manifestantes apresentaram-se vestidos de negro e cedo começaram a estourar petardos na praça, bem como houvr desacatos com quem passava e os criticava.

Esta manifestação acontece 90 minutos depois de outra, denominada “Contra o Fascismo, Mais e Melhor Habitação”, organizada pela associação Habitação Hoje, que também decorreu no Porto, na Praça dos Poveiros.

A PSP está no terreno com um forte dispositivo policial que acompanhará os manifestantes no seu percurso pela Baixa do Porto.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Famalicão vence Vizela com golo aos 90+5 minutos

Próximo Artigo

Grupo Memórias de Braga promove conversa sobre o antes do 25 de Abril

Artigos Relacionados
x