Fábrica de Viana do Castelo reduz acidentes com baixa em 60%

O grupo Europac Kraft anunciou esta sexta-feira que a fábrica de Viana do Castelo reduziu em 60%, nos últimos cinco anos, o número de acidentes com baixa por cada milhão de horas trabalhadas com programa de segurança certificado internacionalmente.

Em comunicado, a empresa espanhola diz que está em causa a certificação internacional OHSAS 18001 que garante o desenvolvimento das melhores práticas dos Sistemas de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho.

No comunicado, a empresa adiantou que a certificação, “a mais importante em matéria de prevenção de riscos laborais, assegura que a Europac Kraft Viana cumpre todos os requisitos necessários nas suas práticas de segurança e saúde em cada posto de trabalho”.

A certificação resultou “da implementação de condições laborais mais seguras e com uma cultura de prevenção, com o objetivo último de reduzir a sinistralidade laboral e registar zero acidentes na área de trabalho”.

Segundo o grupo espanhol, a certificação agora alcançada resultou “de um trabalho contínuo de identificação de possíveis perigos associados a cada posto de trabalho, bem como a promoção de medidas de controlo concretas e mapas de prevenção para as gerir”.

A empresa adiantou que “a totalidade dos trabalhos necessários para obter a certificação foi realizada por equipas internas de Prevenção de Riscos Laborais, especificamente organizadas para este projeto, que arrancou em 2013 e se estendeu até ao final de 2015”.

Para o diretor da fábrica instalada na capital do Alto Minho, Mário Amaral, citado naquela nota, a “prevenção de acidentes é um dos principais compromissos” da multinacional que tem “consciência da importância de ter um ambiente de trabalho seguro, tanto para o desempenho profissional e pessoal dos nossos colaboradores, como para um desenvolvimento eficiente da nossa atividade industrial”.

A certificação vem “reforçar o programa de segurança da Europac Kraft de Viana do Castelo e juntar-se a outras em áreas como a gestão energética, qualidade ou sustentabilidade, que fazem da fábrica uma referência de eficiência, qualidade e respeito pelo meio-ambiente no mercado europeu”.

A fábrica de Viana do Castelo, incorporada na Europac desde 2005, emprega 318 trabalhadores e 90% da produção segue para exportação, sobretudo para a Alemanha.

Com uma capacidade de produção anual de 425 mil toneladas de papel kraftliner’, a unidade instalada em Viana representa 21% das vendas do grupo.

Entre 2007-2011 aquela fábrica recebeu investimentos de 150 milhões de euros, nomeadamente para aumentar a capacidade instalada da máquina de papel e na central de energia.

Notificacoes O Minho

Ative as notificações no canto esquerdo do seu ecrã  e receba alertas de notícias de Última Hora.*

* disponível para Google Chrome

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Ex-vice presidente da Câmara de Braga detido em operação contra corrupção

Próximo Artigo

Burlões do "gangue do alcatrão" detidos em Barcelos

Artigos Relacionados
x