Seguir o O MINHO

Guimarães

Estátua de D. Afonso Henriques em Guimarães fica sem espada devido a “ato de vandalismo”

Foi retirada para ser restaurada

em

Foto: Paço dos Duques

A estátua de D. Afonso Henriques, da autoria de Soares dos Reis, em Guimarães, foi vandalizada no último fim de semana. A espada foi partida e, agora, retirada integralmente para ser restaurada, adianta a direção do Paços dos Duques e Castelo de Guimarães, lamentando a situação na sua página de Facebook.

“Mais uma vez, a espada foi quebrada tendo sido encontrado o fragmento no jardim junto à estatua. Informamos que foi retirada a parte integral da espada, sendo agora encaminhada para restauro”, refere a publicação.

“Assim sendo, sem a sua espada, o Primeiro Rei encontra-se cada vez mais vulnerável. Compete a cada um de nós a sua proteção! Para que futuramente estes atos não se repitam, pedimos a colaboração a todos na salvaguarda do Património! Preservemos o nosso anfitrião, que será sempre ‘O Conquistador'”, conclui a publicação.

A espada já fora partida em 30 de agosto de 2014 e retirada de novo em 20 de fevereiro de 2020, tendo sido restaurada antes de reaparecer na escultura, em 09 de junho de 2020.

A vereadora da Cultura da Câmara de Guimarães, Adelina Pinto, não acredita que se tenha tratado de um ato de vandalismo.

“Não acredito que alguém voluntariamente fizesse esse ato de vandalismo. Acredito que fosse alguém que, inadvertidamente, a tirar uma ‘selfie’ ou a fazer alguma brincadeira para os amigos. Em 2020 foi também um ato inadvertido”, refere a vereador em declarações à CMTV, pedindo a eventuais testemunhas que deem informações para apurar o que, de facto, se passou.

Criada por António Soares dos Reis, figura de ‘proa’ das belas-artes portuguesas na segunda metade do século XIX, a escultura de D. Afonso Henriques em Guimarães foi inaugurada em 20 de outubro de 1887, encontrando-se junto ao Paço dos Duques desde 1940.

Notícia atualizada às 16h08 com mais informação.

Populares