Seguir o O MINHO

Futebol

Estádio do Moreirense é aprovado e fecha lote de estádios para retoma da I Liga

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O Estádio Parque Comendador Joaquim de Almeida Freitas, casa do Moreirense, foi aprovado pela autoridades de saúde para acolher encontros da I Liga portuguesa, anunciaram hoje a Liga de Clubes (LPFP) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).


“A Autoridade de Saúde do ACES [Agrupamento de Centros de Saúde] do Alto Ave emitiu parecer favorável à utilização do Estádio Parque Comendador Joaquim de Almeida Freitas para os jogos que faltam disputar da Liga NOS da época 2019/20”, lê-se no comunicado dos dois organismos.

Com a aprovação do estádio do Moreirense, fica completa a lista de estádios que vão receber jogos na retoma da I Liga, após a interrupção causada pela pandemia de covid-19.

Assim, além do recinto de Moreira de Cónegos, foram aprovados pela Direção-Geral da Saúde o Estádio da Luz (Benfica), Estádio do Dragão (FC Porto), Estádio José Alvalade (Sporting), Estádio D. Afonso Henriques (Vitória de Guimarães), Estádio João Cardoso (Tondela), Estádio do Marítimo, Estádio Municipal de Braga, Portimão Estádio, Cidade do Futebol (FPF), Estádio Capital do Móvel (Paços de Ferreira), Estádio Cidade de Barcelos (Gil Vicente), Estádio do Bessa (Boavista), Estádio do Rio Ave, Estádio do Desportivo das Aves, o Estádio do Bonfim (Vitória de Setúbal) e o Estádio Municipal de Famalicão.

O Belenenses SAD e o Santa Clara são os únicos clubes que não vão jogar no seu recinto e já anunciaram que vão jogar na Cidade do Futebol, em Oeiras, enquanto o Famalicão chegou a revelar que ia usar o Cidade de Barcelos para os seus encontros caseiros, mas acabou por ver o seu estádio aprovado.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho.

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, ainda em data e local a designar.

Os campeonatos de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso gradual à competição, como Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, depois de a Liga alemã ter sido retomada.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 364 mil mortos e infetou mais de 5,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,4 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.396 pessoas das 32.203 confirmadas como infetadas, e há 19.186 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Anúncio

Futebol

Noronha Lopes em Braga avisa Pinto da Costa: “Não se venha meter onde não deve”

em

O candidato à presidência do SC Benfica João Noronha Lopes esteve esta quinta-feira em Braga para uma ação de campanha na qual acabou por lançar farpas a Pinto da Costa, que a ele se referira, pouco antes, numa entrevista da TVI.

Pinto da Costa afirmou, na noite desta quinta-feira, que quem quiser ser presidente do Benfica tem de falar mal dele, visando diretamente Noronha Lopes. “Nem o conheço, surgiu agora um dos hambúrgueres, o Noronha Lopes, meteu-se comigo, mas nem vi. Vou perder tempo?”, disse o presidente do FC Porto.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

“Respondo a Pinto da Costa: não venha fazer campanha por Vieira, não venha querer ser exemplo de nada. Não se venha meter onde não deve. Se há alguém que não tem legitimidade para propor ideias modernas é Pinto da Costa.

Representa o passado, a cultura de ódio, os interesses instalados. Vou bater-me por isso assim que tomar posse”, afirmou o candidato à presidência do Benfica.

“Dedicar-me um minuto e meio é uma medalha para mim. Quando for ao Dragão não ficarei fechado num balneário. Fico no camarote destinado ao clube visitante. Era o que faltava que um adepto do maior clube português tivesse medo de ir ao Estádio do Dragão”, acrescentou João Noronha Lopes.

O candidato quando chegou ao local da ação de campanha tinha à espera uma dezena de adeptos que lhe manifestaram o apoio com tochas. A polícia dispersou o grupo.

A sessão contou com a presença dos antigos jogadores António Simões e Vítor Paneira.

Continuar a ler

Futebol

Famalicão refuta acusações de racismo em jogo com o Benfica

Racismo

em

Foto: DR

O Famalicão refutou, em comunicado, as acusações de racismo em jogo com o Benfica, no encontro da Taça de Portugal em futebol feminino, entre ambas as equipas, que se realizou na passada quinta-feira.

O clube famalicense, que tem a seu cargo o futebol feminino (a SAD gere o futebol profissional masculino), explicou a presença de pessoas nas bancadas, quando o jogo foi realizado à porta fechada e esclareceu que foram cumpridas as normas da Direção-Geral da Saúde.

“A entrada de pessoas na Academia do FC Famalicão foi controlada de acordo com as recomendações da DGS, havendo lugar à devida credenciação das mesmas. Todas as pessoas presentes na bancada pertenciam a uma destas categorias: órgãos sociais, staff do clube, staff da FPF e comunicação social. Além do futebol feminino, vários atletas de escalões de formação fazem usufruto das estruturas da Academia e, por isso, o respeito pelas normas da DGS é e sempre foi a principal preocupação do clube em tempos de pandemia”, pode ler-se no comunicado.

O Famalicão salientou ainda que “censurará sempre qualquer forma de racismo, violência ou desrespeito pelo outro”.

“Antes pelo contrário, [o Famalicão] defende o futebol como universal que não distingue cores, raças ou géneros. Dos largos anos de história do clube, nunca se registaram manifestações deste cariz e, por esse motivo, não nos parece justo que estas acusações definam aquilo que é o FC Famalicão, os seus princípios e valores. Mais informamos que a situação já foi averiguada internamente não tendo havido reporte de qualquer ato racista contra a jogadora Christy Ucheibe”, refere o comunicado.

O clube refere que “a Academia FC Famalicão é a casa de mais de 500 atletas oriundos de diferentes cidades, países e continentes”.

“Além da componente futebolística, primamos por educar na cidadania, no respeito pelo outro e na inclusão. Só assim faz sentido formar no futebol”, conclui o documento.

O Benfica referiu que a jogadora nigeriana Christy Ucheibe, titular na vitória por 2-1 em Vila Nova de Famalicão e que valeu às ‘águias’ a passagem à final da competição, foi alvo de “manifestações racistas” vindas da bancada.

O clube da Luz estranhou ainda aquilo que considera um número elevado de pessoas nas bancadas, quando o futebol se disputa à porta fechada e num dia em que o primeiro-ministro, António Costa, anunciou o regresso à situação de calamidade, devido à pandemia da covid-19.

Continuar a ler

Futebol

Avançada de 16 anos do Famalicão chamada à seleção A de futebol feminino

Maria Negrão

em

Foto: FPF

A avançada do Famalicão Maria Negrão, de 16 anos, foi chamada à seleção portuguesa de futebol feminino, com vista aos dois jogos com Chipre, da qualificação para o Euro2021, informou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Face à “indisponibilidade de Vanessa Marques”, que fazia parte das 25 escolhas iniciais, o selecionador Francisco Neto promoveu a estreia da jovem, que integra o plantel principal do Famalicão, pelo qual alinhou em quatro jogos esta época e marcou um golo.

Maria Negrão, que completa 17 anos em dezembro, tem representado Portugal nas camadas jovens e esteve presente no último Campeonato da Europa de sub-17.

A equipa das ‘quinas’ joga em Larnaca, em 23 de outubro, a partir 19:00 (17:00, em Lisboa), recebendo a seleção cipriota quatro dias depois, pelas 18:00, no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.

A fase final do Campeonato Europeu, em Inglaterra, deveria ocorrer no verão de 2021, mas acabou adiada para julho de 2022, devido à pandemia de covid-19.

Portugal ocupa a terceira posição no Grupo E de qualificação, com quatro pontos, atrás da Escócia, que tem seis, e da líder Finlândia, com 10, mas mais dois encontros realizados. Albânia, com três, segue em quatro, enquanto o Chipre, em último, ainda não somou qualquer ponto.

Apuram-se para a fase final os vencedores de cada grupo mais os três segundos classificados com melhores resultados face ao primeiro, terceiro, quarto e quinto no seu grupo.

Os restantes segundos vão disputar um ‘play-off’ em data a definir, para assegurar as últimas três vagas na fase final.

Lista das 25 convocadas

– Guarda-redes: Rute Costa (Famalicão), Inês Pereira (Sporting) e Patrícia Morais (Sporting).

– Defesas: Alicia Correia (Sporting), Carole Costa (Benfica), Diana Gomes (SC Braga), Joana Marchão (Sporting), Matilde Fidalgo (Benfica), Mónica Mendes (Sporting) e Sílvia Rebelo (Benfica).

– Médios: Ana Capeta (Sporting), Andreia Norton (SC Braga), Andreia Jacinto (Sporting), Andreia Faria (Benfica), Cláudia Neto (Fiorentina, Ita), Dolores Silva (SC Braga), Fátima Pinto (Sporting), Mélissa Gomes (Reims, Fra) e Tatiana Pinto (Sporting).

– Avançadas: Ana Borges, (Sporting), Ana Leite (Borussia Bocholt, Ale), Diana Silva (Aston Villa, Ing), Francisca Cardoso (Heerenveen, Hol), Telma Encarnação (Marítimo) e Maria Negrão (Famalicão).

Continuar a ler

Populares