Seguir o O MINHO

Cávado

Esposende: Setor leiteiro tem de informar e contrariar teses “alarmistas e veganistas”

Associação dos Produtores de Leite de Portugal

em

Foto: DR / Arquivo

A diretora Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Carla Alves, defendeu esta sexta-feira, em Esposende, que o setor leiteiro precisa de apostar na informação sobre os benefícios do consumo do leite, para contrariar “teses alarmistas e veganistas”.


Falando na abertura do Colóquio Nacional do Leite, promovido pela Associação dos Produtores de Leite de Portugal (APROLEP) e pela Associação dos Jovens Agricultores do Distrito do Porto, Carla Alves sublinhou que o leite nacional é um alimento “reconhecidamente bom, seguro e saudável”.

“O setor tem pela frente o desafio, da maior importância, de comunicar, de informar sobre os benefícios do consumo do leite, contrariando teses alarmistas e veganistas que se têm vindo a instalar”, referiu.

Para Carla Alves, o setor leiteiro tem também de ser capaz de mostrar o seu importante contributo para a fixação de CO2 (dióxido de carbono), através das forragens e pastagens, e a sua aposta no bem-estar animal, que atingiu um nível “nunca antes alcançado”.

A diretora Regional de Agricultura apelou ainda ao setor para informar sobre a sua importância para o cultivo de parcelas que de outra foram seriam votadas ao abandono e sobre a possibilidade de ser um fornecedor de matéria orgânica de elevada qualidade”.

Para Carla Alves, a comunicação e a informação assumem-se, assim, como fundamentais para que o setor leiteiro seja capaz de lutar contra a “desinformação” que está a causar dificuldades à atividade.

Assumiu que o setor, além da sustentabilidade económica, tem também de apostar na sustentabilidade ambiental, mas sublinhou o progressivo investimento que vem sendo feito na modernização das explorações.

A sustentabilidade ambiental é a pedra de toque do Colóquio Nacional do Leite, com o presidente da APROLEP, Jorge Oliveira, a defender que é “urgente” desmistificar a ideia de que “a agricultura e a pecuária estão a destruir o planeta”.

Jorge Oliveira lembrou que aquelas atividades, com as culturas da erva e do milho, são “muito importantes” na captura de carbono, que compensam as emissões de metano.

Admitiu, no entanto, que há necessidade de alterações nas explorações, mas sublinhou que esses procedimentos “têm um custo”.

“Para produzir de forma ecológica, é necessário cobrir os custos e não apenas fazer exigências aos agricultores”, disse Jorge Oliveira.

O presidente da Associação dos Jovens Agricultores do Distrito do Porto, Luís Miguel Silva, disse que a descida do preço do leite pago ao produtor é o principal problema do setor, a que se junta agora a questão climática, que tem levado a uma descida do consumo dos produtos lácteos.

“A produção de leite terá custos ambientais, certamente, mas também tem muitos benefícios. O problema é que parece que só querem ver o lado negativo”, criticou.

Anúncio

Barcelos

Barcelos já tem dois abrigos para gatos abandonados

em

Abrigo para gatos. Foto: Divulgação / CM Barcelos

São dois os novos abrigos criados para acolher os gatos abandonados no concelho de Barcelos, com o objetivo de controlar esta população e garantir o bem-estar animal, anunciou hoje a autarquia.

Esta medida serve para facilitar a captura dos gatos para esterilização e integra a política do município de controlo das colónias de gatos existentes.

Faz parte do acordo de colaboração entre o Município de Barcelos e a Strettdogs – Associação de Proteção Animal.

O acordo prevê que o Município de Barcelos cumpra os objetivos de aplicação de um programa de esterilização para animais errantes, de programas de captura, esterilização e devolução de gatos silvestres e assilvestrados aos locais de origem, vulgarmente designados por Programas CED (capturar, esterilizar e devolver), e, desta forma, controlar as colónias de gatos e reduzir a população felina silvestre, através de um método ético e eficaz.

Assim, na passada sexta-feira, 11 de julho, o Município inaugurou dois abrigos para colónias de gatos, um projeto-piloto integrado na estratégia de controlo de gatos errantes, que vão permitir alimentá-los com qualidade e executar a política de controlo através das medidas sanitárias, para que esta população não cresça desmesuradamente.

Estes abrigos situam-se em áreas devidamente especificadas e que não ponham em causa a salubridade, a saúde pública e a segurança de pessoas, animais e bens.

Cada colónia terá um conjunto de responsáveis, que irão zelar pela qualidade do bem-estar animal. O primeiro abrigo situa-se na EMEC e tem como responsável a cuidadora Emília Gonçalves; o segundo abrigo situa-se na Rua Silva Vieira (Quinta do Aparício) e tem como responsável o cuidador João Pedro Ferreira, ambos voluntários na Streetdogs.

Em resultado da parceria entre o Município de Barcelos e a Streetdogs, até 30 de julho, foram esterilizados 166 gatos adultos, retirados de colónias e encaminhados para adoção cinco gatos adultos e vinte e um gatos bebés.

Continuar a ler

Barcelos

Freguesia de Barcelos volta a manifestar-se contra Linha de Muito Alta Tensão

Protesto

em

Foto: DR / Arquivo

A freguesia de Perelhal em Barcelos não desiste da luta contra a Linha de Muito Alta Tensão (LMAT) e está marcada uma nova manifestação para domingo.

O movimento “Perelhal diz não à Linha de Muito Alta Tensão” está a convocar o protesto para as 09:00 do próximo domingo, com concentração marcada para o Largo do Alívio, zona central da freguesia.

A manifestação consistirá numa marcha lenta, estando o movimento a apelar à participação das pessoas em tratores, motas e bicicletas.

Perelhal é atravessada pela Estrada Nacional 103-1, que liga Barcelos a Esposende, podendo, assim, haver constrangimentos no trânsito.

Linha de muito alta tensão entre Ponte de Lima, Barcelos e Famalicão já está em construção

“A ideia será fazer um percurso pelas ruas internas da freguesia e com travessias na EN 103”, adiantou a O MINHO Fernando Miranda, presidente da Junta, que apoia o movimento de cidadãos que está contra a passagem da LMAT na freguesia.

“Como não pode haver ajuntamentos de pessoas, [o protesto] terá que ser com viaturas”, acrescenta o autarca.
Perelhal não aceita o traçado que o governo definiu para a LMAT, por estar muito próximo das habitações.

A Junta de Freguesia fez uma proposta de alteração que foi entregue ao governo pela Câmara de Barcelos.

Barcelos perde nova batalha judicial para travar linha de muito alta tensão

“Aguardamos resposta do governo, mas independentemente disso vamos manifestar-nos para perceberem que não estamos parados na defesa desta causa”, sublinha Fernando Miranda.

Relativamente à proposta apresentada ao governo, o presidente da Junta não especifica por onde passaria a linha, mas explica que “consiste em desviá-la totalmente dos aglomerados habitacionais, passando onde não provoque nenhum impacto junto de habitações”.

A LMAT já começou a ser instalada no concelho de Barcelos, mas em Perelhal “ainda não chegou”.

Freguesia em Barcelos com 48% de votos nulos contra alta tensão

“Os terrenos em Perelhal [onde está prevista a instalação das torres] não estão nenhuns vendidos ainda”, afirma o autarca, que espera o “máximo de pessoas” na manifestação.

Nas últimas eleições legislativas, decorreu em Perelhal um apelo ao voto nulo, em forma de protesto contra a LMAT,

Acabaram por se registar 479 votos nulos, equivalentes a 48,68%.

Continuar a ler

Barcelos

Ferido grave em colisão entre dois carros e uma mota em Barcelos

Acidente

em

Foto: Ilustrativa

Um ferido grave é o resultado de uma colisão entre dois automóveis e uma mota, na manhã desta terça-feira, na Estrada Nacional 206, em Negreiros, no concelho de Barcelos.

A vítima, um homem com cerca de 60 anos, foi transportada para o Hospital de Braga, apurou O MINHO junto de fontes dos bombeiros e do CDOS de Braga.

O alerta para o acidente foi dado às 8:43.

Os Bombeiros de Viatodos prestaram socorro com três viaturas e sete operacionais e a Cruz Vermelha de Macieira de Rates com um veículo e três elementos.

O socorro teve o apoio da VMER de Barcelos.

A GNR registou a ocorrência.

Notícia atualizada às 10h00.

Continuar a ler

Populares