Seguir o O MINHO

Alto Minho

Escola de Rock de Paredes de Coura lança primeira digressão pelo Norte e Galiza

em

O espetáculo final a produzir pelos jovens participantes na Escola de Rock, que decorre de 18 a 22 de dezembro em Paredes de Coura, vai entrar em digressão pelo norte do país e pela Galiza em 2016.


A novidade da segunda edição desta residência artística dedicada ao rock foi avançada esta terça-feira pela organização, a cargo do Space Ensamble, que adiantou que o espetáculo “já vai entrar em ‘tour’ no primeiro trimestre de 2016, “proporcionando uma hipótese única aos músicos participantes de entrar numa digressão por algumas das melhores salas da região”.

Como exemplos, apontou o auditório municipal de Vigo, na Galiza, o Hard Club, no Porto, e as salas de espetáculos de Ponte de Lima ou Monção.

Os jovens que participaram na edição de 2014 da Escola de Rock tocaram ao vivo, em agosto passado, no Festival Música de Paredes de Coura, tendo interpretado temas de bandas como Pixies, Nirvana, Queens Of The Stone Age, Black Keys, AC/DC, Tame Impala ou Future Islands.

Para o presidente da Câmara, entidade que apoia a iniciativa, trata-se “de um projeto que nasce com o objetivo de ocupar as férias dos jovens de forma lúdica, pedagógica e artística”.

“Se queremos uma sociedade com futuro temos que investir nos jovens, e nos seus anseios, mas de forma séria”, frisou Vítor Paulo Pereira.

A residência artística, que levou Paredes de Coura a vencer o Prémio Município do Ano 2015, atribuído pela Universidade do Minho, vai decorrer durante a pausa letiva do Natal.

Destina-se a músicos de todo o país e de todas as nacionalidades, com mais de 14 anos, que durante cinco dias, “terão formação intensiva, experimentação e partilha”.

Vítor Paulo Pereira adiantou que “o currículo disciplinar escolar é essencial, e tem muito peso na nossa sociedade, mas a arte, a música, a dança ou outra qualquer forma cultural são manifestações importantíssimas nas formações dos nossos jovens e ferramentas fundamentais de formação, cidadania, até na preparação para aquilo que chamam de mercado de trabalho”.

A residência artística termina no dia 22 de dezembro, às 22h00, com a apresentação, no centro cultural de Paredes de Coura, de um espetáculo final, resultado das competências musicais e criativas, em especial na área da música rock, adquiridas ao longo da formação.

Além da digressão pelo norte de Portugal e pela Galiza, o programa da segunda edição da Escola de Rock apresenta como novidades “concertos e ‘jam sessions’ em alguns bares de Paredes de Coura e sessões de cinema no centro cultural”.

Estão também previstas visitas às escolas, entre 14 e 17 de dezembro, onde decorrerão ‘showcases’, demonstrações de instrumentos e ‘workshops’ de ilustração e serigrafia.

As inscrições estão a decorrer até 05 de dezembro com um custo de 30 euros, dando acesso a todo o programa de formação, assim como a todas as atividades paralelas, ou de 120 euros no caso dos jovens músicos pretenderem estadia e alimentação.

Anúncio

Alto Minho

Monção investe quase 700 mil euros em estrada municipal que serve 5 freguesias

Investimento público

em

Foto: DR

A Câmara de Monção está a investir quase 700 mil euros na beneficiação de mais de oito quilómetros da Estrada Municipal (EM) 503 que atravessa cinco freguesias do Vale do Mouro, informou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado às redações, a câmara do distrito de Viana do Castelo, presidida pelo social-democrata António Barbosa, adiantou que a intervenção está integrada “num conjunto de investimentos na rede viária, distribuídos pelo concelho, cujo valor global é de 1,3 milhões de euros, para aplicar em sete empreitadas, das quais cinco já estão em curso”.

A EM 503 é “uma das vias com maior tráfego automóvel no concelho e atravessa as freguesias de Ceivães, Segude, Podame, Tangil e Riba de Mouro”, com mais de quatro mil habitantes.

Prevista no plano plurianual de investimentos do município de Monção, a empreitada, adjudicada pelo valor global de 667.394,44 euros, inclui a “remodelação e beneficiação do pavimento, drenagem em toda a extensão da via, construção de valetas e bermas em betão, e limpeza de aquedutos existentes”.

“Devido à circulação intensa e à drenagem deficiente, a estrada encontra-se com o pavimento muito degradado em determinados troços, com irregularidades acentuadas e assentamentos, sendo necessário intervir antes da colocação da camada final de tapete betuminoso”, especifica a autarquia.

Segundo o município, “a valorização deste percurso do Vale do Mouro poderá resultar na concretização de novos empreendimentos ou em alguns proveitos na vertente turística, uma vez que esta zona oferece condições naturais excecionais, com lugares propícios ao lazer”.

Continuar a ler

Alto Minho

Cerveira apresenta segunda revisão do PDM pelas freguesias

PDM

em

Foto: DR

A Câmara de Vila Nova de Cerveira informou hoje que a equipa técnica responsável pela segunda revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) vai percorrer, nos próximos dias, todas as freguesias do concelho para apresentar o documento.

As sessões, adianta o comunicado da autarquia do distrito de Viana do Castelo, servirão ainda para “auscultar expetativas e esclarecer dúvidas quer da parte dos autarcas locais, quer da própria população”.

As 11 reuniões descentralizadas vão procurar abordar os objetivos e o enquadramento da revisão em causa, e decorrerão nos salões das juntas de freguesia. A primeira sessão está marcada para dia 13 de julho, em Sapardos, e as duas últimas ocorrerão dia 20, em Cornes e Covas.

A segunda revisão do PDM de Vila Nova de Cerveira “assenta numa estratégia de desenvolvimento local, que identifica como principais objetivos a promoção das atividades económicas, de acolhimento empresarial, o reforço das políticas de habitação municipal, privilegiando a reabilitação do edificado devoluto”.

Continuar a ler

Alto Minho

Caminha já esterilizou cerca de 250 animais de companhia

Animais

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Câmara de Caminha informou hoje que as duas campanhas lançadas pelo município permitiram esterilizar cerca de duas centenas e meia de animais de companhia, entre cães e gatos.

Segundo aquele município uma das campanhas “é desenvolvida em colaboração com a Associação Selva dos Animais Domésticos e a outra, que apoia agregados financeiramente carenciados, é operacionalizada diretamente pelo município”.

Relativamente à campanha CED (captura, esterilização e devolução), realizada em conjunto com a Associação Selva dos Animais Domésticos, visa essencialmente os gatos silvestres e as colónias. No âmbito da CED contabilizam-se 159 fêmeas esterilizadas e mais 64 machos, também esterilizados.

Em relação ao Regime Especial de Esterilização de Animais de Companhia, foi já possível esterilizar 25 animais, sendo cinco canídeos e 20 felídeos.

Continuar a ler

Populares