Seguir o O MINHO

Cabeceiras de Basto

Empreendedorismo “qualificado e criativo” distinguido em Cabeceiras de Basto

em

Foto: Divulgação

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, marcou presença na sessão de encerramento da I Feira de Empreendedorismo Qualificado e Criativo, uma iniciativa organizada pelo projeto Creative Village, em parceria com a Câmara Municipal e com a Basto Empreende, que decorreu nos passados dias 13 e 14 de abril na Casa da Juventude de Cabeceiras de Basto. Estiveram também presentes nesta sessão o presidente da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto, o diretor do Centro Distrital de Segurança Social de Braga, João Ferreira, e a mentora do projeto Creative Village, Benedita Aguiar.

O encerramento, que aconteceu no passado sábado, foi antecedido pela sessão solene de distinção de startups locais, algumas delas constituídas com o apoio do projeto Creative Village, onde estiveram em destaque dez investidores que criaram as suas empresas recentemente em Cabeceiras de Basto. São empresas ligadas as setores da engenharia e arquitetura, ourivesaria, imagem e fotografia, estofagem, restauração, apoio social e saúde.

Na oportunidade, segundo informou a autarquia, em nota enviada às redações, o presidente da Câmara destacou o empenho e trabalho dos jovens empreendedores cabeceirenses, afirmando que é intuito da Câmara Municipal tornar o concelho cada vez mais atrativo, capaz de fixar a população. Francisco Alves deu ainda os parabéns aos empresários que viram reconhecidos os investimentos através deste galardão atribuído pelo projeto Creative Village. O autarca louvou, ainda, esta iniciativa promovida pela Associação Famílias, com o apoio da Iniciativa Portugal 2020, com financiamento EU/FEDER, através do Programa POCI/COMPETE.

Por seu turno, o diretor da Segurança Social de Braga, João Ferreira, falou da importância do empreendedorismo na atualidade, com destaque para o empreendedorismo social que se assume como uma “alavanca para o desenvolvimento do setor social”.

Joaquim Barreto, presidente da Assembleia Municipal, deputado da Assembleia da República e também ele presidente da direção da Basto Empreende – Núcleo Associativo de Empresas, começou por evidenciar as “oportunidade e desafios” existentes no interior do país, como é o caso do concelho de Cabeceiras de Basto. Joaquim Barreto disse ser necessário “mudar as políticas para o interior”, políticas essas que “combatam a desertificação e que fomentem o povoamento” destes territórios de baixa densidade, onde o “sentido humanista e solidário” está mais presente.

Na sessão estiveram também presentes os vereadores Carla Lousada e Pedro Sousa, entre outros convidados e público em geral.

Durante os dois dias da I Feira de Empreendedorismo Qualificado e Criativo, sexta-feira e sábado, foi promovido o empreendedorismo qualificado e criativo, impulsionando-se a deteção de potenciais empreendedores, o estímulo e apoio às ideias inovadoras, bem como a capacitação de arranque de iniciativas empresariais.

O certame pretendeu ser, assim, um espaço com múltiplas atividades, sendo de salientar o apoio técnico, a disseminação de informações, a partilha de casos de sucesso e de iniciativas complementares.

Populares