É de Braga, toca de Guimarães a Paris e acaba de vencer concurso da RTP para jovens músicos

Daniel Gomes

A jovem estrela em ascensão no panorama nacional da música clássica, Daniel Gomes, contrabaixista natural de Braga, foi o vencedor do concurso “Prémio Jovens Músicos 2022 – Contrabaixo Nível Superior”, promovido anualmente pela RTP através da Antena 2.

O concurso tem “o objetivo de descobrir novos talentos e promover os jovens intérpretes nacionais (ou residentes em Portugal) na área da música erudita”.

O concerto de Daniel Gomes, acompanhado pela Orquestra Gulbenkian sob a direção do maestro Pedro Neves, irá para o ar no domingo, dia 13 de novembro de 2022, às 23:05 na RTP2.

Daniel José Santos Gomes é licenciado em Música (contrabaixo), pela Universidade do Minho (UMinho) desde julho de 2021, com a classificação final de 17 valores, e frequenta o 2.º ano do Mestrado no Ensino da Música na mesma instituição de ensino superior.

 

Em entrevista à revista Da Capo, especializada em música, Daniel considera a distinção como “um prémio muito importante, de um mérito enorme, que também incentiva a trabalhar mais no instrumento e a estudar mais””.

Explicou que, para o concurso, teve “de preparar muito repertório para a segunda fase e tinha de ser tudo perfeito, ao milésimo. (risos) Ou aproximadamente”.

Daniel Gomes confessa que tocar com um pianista num concerto ou com uma orquestra é uma “sensação incrível”, que nunca tinha imaginado, e tem a certeza de querer sair do país para poder tocar profissionalmente em orquestras do mundo. Mas também a solo, apontou.

Percurso escolar e académico

Em comunicado enviado a O MINHO, Daniel Gomes explica que iniciou os seus estudos musicais em 2010, no Conservatório Bomfim, em Braga, na classe do professor Samuel Abreu e mais tarde ingressou na classe do professor Vitor Albuquerque.

Em 2015 ingressa na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (ARTAVE), no curso de Instrumentista de Cordas e Tecla, na classe do professor Rui Fontes. Em 2018 ingressa na UMinho, na classe do professor Nuno Arrais.

No ano letivo de 2020/2021 foi-lhe atribuída uma Bolsa de Excelência da UMinho. Anteriormente, venceu os primeiros prémios no V Concurso Nacional de Cordas Vasco Barbosa (2019) e nos V e VIII Concurso Maria Maia (2011 e 2014).

É, desde 2019, membro da Orquestra de Guimarães e trabalha regularmente com a Sinfonietta de Braga, e, desde novembro 2018, trabalha também com a Orquestra Filarmónica Portuguesa. Desde 2014 é membro da orquestra de câmara Com.Cordas Ensemble.

Primavera em Paris

Na primavera deste ano, atuou em dois importantes concertos realizados em Paris. Em abril participou no concerto comemorativo do Centenário da Morte de Camille Saint-Saens, no Théâtre des Champs Elysées , juntamente com músicos da Orchestre de Chambre de Paris.

Em maio participou no Concerto Comemorativo do Dia Internacional da Língua Portuguesa, na sede da UNESCO, também em Paris.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Hotel de Vila Verde distinguido a nível mundial como o melhor para casamentos

Próximo Artigo

Guimarães: Homem dado como caído num terreno estava afinal a dormir uma sesta

Artigos Relacionados
x