Seguir o O MINHO

Alto Minho

Detido suspeito de atear incêndios em Monção após ser rejeitado por uma mulher

Polícia Judiciária

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem de 56 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de ter ateado quatro incêndios florestais em Monção. “Terá atuado num quadro de vingança devido a rejeição de que foi objeto por parte de uma mulher”, refere comunicado daquela polícia.

O Departamento de Investigação Criminal de Braga adianta, em comunicado hoje enviado às redações, que três incêndios ocorreram no dia 30 de junho e um quarto, no mês anterior, todos no concelho de Monção.

“Os incêndios, ateados num terreno inserido numa mancha florestal de grandes dimensões, com continuidade horizontal de combustíveis herbáceos, arbustivos e arbóreos, só não atingiram proporções significativas devido à pronta intervenção de meios humanos ou, num dos casos, devido às condições atmosféricas pouco propícias à respetiva propagação”, especifica a PJ.

De acordo com aquela força policial, o homem, desempregado, reside na freguesia onde ateou os incêndios, tendo sido recolhidos “variados elementos de prova, que conduziram à sua detenção”.

O detido é hoje presente à autoridade judiciária competente, para sujeição a primeiro interrogatório de arguido e aplicação de medidas de coação.

Populares