Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Detido suspeito de ameaça com faca e fogo posto para cobrar dívida em Felgueiras

PJ de Braga

em

Foto: Arquivo

A Polícia Judiciária deteve em Felgueiras, no distrito do Porto, o suspeito de ameaçar com faca uma pessoa que lhe devia dinheiro e de atear fogo em materiais no interior da habitação da vítima, indicou hoje fonte policial.


Em comunicado, a Polícia Judiciária de Braga, que fez a detenção na madrugada de sábado, horas depois dos crimes, refere que o suspeito “irrompeu pelo interior da residência da vítima, ameaçando-a com uma faca de cozinha caso não procedesse de imediato à liquidação da dívida”.

Em causa estava um “valor diminuto”, segundo a polícia, sem detalhar o montante exato.

Face à ameaça, “o ofendido fugiu do local e o arguido terá colocado fogo, através de chama direta, a vários materiais ali existentes que resultou em avultados danos na habitação, não tendo atingido outras proporções devido à pronta intervenção da GNR e dos Bombeiros”, refere o comunicado.

O detido é um homem de 32 anos que vai aguardar o desenvolvimento do processo sujeito a permanência obrigatória na sua habitação, determinou um juiz de instrução criminal.

Anúncio

Aqui Perto

Embebedava-se no café e ameaçava a mulher de morte com uma faca na Trofa

Violência doméstica

em

Foto: Dr

Um homem de 50 anos, com problemas alcoólicos, foi detido pela GNR por violência doméstica, depois de ameaçar de morte a mulher com uma faca, situação que se repetiu por diversas vezes.

Em comunicado, o Comando Territorial do Porto, dá conta da detenção efetuada por militares do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas, na passada sexta-feira.

“No âmbito de uma denúncia relacionada com violência doméstica, no concelho da Trofa, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, de 50 anos, consumidor habitual de bebidas alcoólicas, e em consequência do seu consumo, injuriava e ameaçava a sua esposa, de 47 anos, recorrendo a uma arma branca, levando a que a vítima temesse pela própria vida, motivos que levaram à sua detenção”, refere a nota de imprensa.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Matosinhos onde lhe foi aplicada as medidas de coação de termo de identidade e residência, proibição de contactar a ofendida por qualquer meio, afastamento da residência, proibição de frequentar o local de trabalho e outros frequentados pela vítima, não se podendo aproximar num raio de 500 metros.

Continuar a ler

Aqui Perto

Dominado fogo que lavrava desde sexta-feira em Mondim de Basto

Incêndios

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

O incêndio que lavrava desde sexta-feira na Senhora da Graça, concelho de Mondim de Basto, foi dado como dominado às 06:18, disse à agência Lusa fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

No local mantêm-se 196 operacionais apoiados por 61 viaturas, segundo o ‘site’ da ANEPC.

O incêndio deflagrou às 16:11 de sexta-feira na localidade de Vila de Ferreiros, na freguesia da Senhora da Graça, e continuava com uma frente ativa pelas 23:50 de sábado.

Continuar a ler

Aqui Perto

Monte da Senhora da Graça, em Mondim de Basto, arde há 24 horas

Incêndio florestal

em

Foto: Eduardo Meireles

O incêndio que lavra na Senhora da Graça, concelho de Mondim de Basto, mantém esta tarde “uma frente ativa, com muita intensidade”, a ser combatida com meios aéreos, disse à Lusa fonte da Proteção Civil de Vila Real.

“Continuamos a ter uma frente ativa, com muita intensidade, e os meios aéreos em ataque. Aquilo tem muitos maus acessos. São zonas com demasiada inclinação para poder meter máquinas de arrasto”, descreveu à agência Lusa o segundo comandante distrital de operações de socorro de Vila Real, Manuel Borges Machado.

O comandante ressalvou que “não existem habitações em risco” e que o objetivo, por agora, é de diminuir a intensidade e a progressão das chamas, efetuando descargas de água, através dos meios aéreos.

“À noite, quando vier a humidade e o vento diminuir, tentaremos fazer outras ações de manobras de fogo, no sentido de debelar o incêndio”, perspetivou.

Pelas 16:50, este incêndio, que deflagrou na tarde de sexta-feira na localidade de Vila de Ferreiros, na freguesia da Senhora da Graça, mobilizava 226 operacionais, apoiados por 62 veículos e 10 meios aéreos.

Continuar a ler

Populares