Seguir o O MINHO

Braga

Deloitte cria até 2.000 novos empregos no país e estende rede de escritórios a Braga

Economia

em

Foto: DR

A Deloitte anunciou hoje a criação de dois novos centros tecnológicos e de transformação digital em Portugal, prevendo que sejam criados entre 1.500 a 2.000 postos de trabalho nos próximos quatro anos.

Esta aposta da consultora em Portugal vem ampliar a sua rede nacional de escritórios a novos distritos, diz a Deloitte em comunicado.

Além de Lisboa, Porto e Viseu, as equipas destes dois novos centros de excelência irão distribuir-se pelas cidades de Braga, Coimbra, Faro, Leiria e Setúbal, adianta.

Os dois novos centros globais – o Global Technology Solutions Centre of Excellence e o Global Telecom Networks Centre of Excellence – representam uma aposta da multinacional no país, escolhido entre um “grupo vasto de diferentes geografias”.

Trata-se de dois centros com atuação a nível mundial em diferentes áreas tecnológicas, em que os postos de trabalho criados se destinam ao desempenho de tarefas “altamente qualificadas e diferenciadas”, na medida em que os serviços a prestar a partir destes dois centros globais serão de “alto valor acrescentado e com forte componente de inovação”, lê-se na nota.

O presidente executivo e ‘managing partner’ da Deloitte em Portugal, António Lagartixo, durante a apresentação deste projeto em Lisboa, que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa, afirmou que “a captação destas operações para o país representa uma oportunidade de desenvolvimento da oferta de serviços altamente diferenciados da Deloitte a partir de Portugal, contribuindo naturalmente também para o crescimento económico de Portugal”.

E prosseguiu: “Estes centros de excelência estarão, maioritariamente, vocacionados para prestação de serviços a nível mundial, com particular foco nos mercados europeus e norte-americanos”.

O cresponsável realçou ainda um outro aspeto relevante, que é o facto de estes centros funcionarem de “maneira integrada” com outros centros da rede global da Deloitte, o que “proporcionará acesso permanente” a “conhecimento de ponta e à tecnologia mais avançada”.

Com a criação do Global Technology Solutions Centre of Excellence e do Global Telecom Networks Centre of Excellence, a Deloitte Portugal reforça o seu papel como um dos principais empregadores na área de serviços profissionais do país, prevendo ultrapassar os 6.000 profissionais num horizonte temporal de quatro anos, distribuídos por diversos escritórios de norte a sul do país.

Além disso, o perfil das pessoas a contratar é “altamente qualificado”, sendo que o objetivo é recrutar profissionais com competências diferenciadas maioritariamente nas áreas de tecnologias de informação e de telecomunicações, além de existir necessidade de a consultora recrutar profissionais de outras áreas de conhecimento que possam ajustar-se às necessidades específicas dos dois centros de excelência.

O Global Technology Solutions Centre of Excellence irá combinar a excelência dos profissionais portugueses com o ‘know-how’ (conhecimento) de outras geografias da Deloitte, entregando serviços de consultoria em inovação e implementação tecnológica e de transformação digital de operações complexas para todo o mundo.

“As alianças estratégicas de parceiros nas áreas tecnológicas serão determinantes. O centro terá essencialmente três grandes áreas de atuação: desenho e conceptualização de soluções tecnológicas e de transformação digital, apoio na entrega e implementação de projetos complexos de implementação tecnológica e transformação digital e apoio na operação e gestão de plataformas tecnológicas de clientes a nível global”, lê-se no comunicado.

O Global Telecom Networks Centre of Excellence vai focar-se no desenho, implementação e operação de redes empresariais que respondam “aos cada vez mais exigentes requisitos de negócio das empresas”, fazendo para tal uso das tecnologias mais recentes, caso do 5G (redes de quinta geração), WiFi 6, SD-WAN.

Este centro de excelência terá inclusivamente o primeiro laboratório a nível mundial da Deloitte destinado à prototipagem de soluções setoriais baseadas em 5G.

Além disso, terá associado também um centro de cibersegurança que prestará serviços de implementação e operação de plataformas de segurança cibernética para ajudar as organizações (inclusive as que operam à escala global) a mitigar e a combater riscos associados às suas operações. Este centro funcionará de maneira integrada com os outros centros de cibersegurança da Deloitte a nível mundial.

Este será um dos ‘hubs’ tecnológicos da Deloitte mais relevantes a nível internacional e reforça a posição de Portugal na rede global da consultora.

Populares