Seguir o O MINHO

Canoagem

Darque Kayak Clube acusa condutores de “confundirem relva com estrada”

“Educação e civismo, precisam-se” diz a direção

em

Foto: Darque Kayak Clube

Há condutores que continuam a confundir a relva com a estrada, junto ao Centro de Canoagem, sede do DKC de Viana do Castelo. A denúncia parte da direcção do clube vianense: “educação e civismo, precisam-se”, dizem os responsáveis.

Se por um lado os técnicos e dirigentes do Darque Kayak Clube, de Viana, “esforçam-se por formar e apoiar os melhores comportamentos relativamente à preservação do ambiente, há outros que para evitar as lombas que protegem os canoístas de serem cilindrados por um carro a alta velocidade, preferem danificar a vegetação”, acusam .

E vão mais longe: “são muitas as marcas de rodados que ao longo dos tempos testemunham comportamentos que todos deveriam evitar de forma a preservar de forma digna o ambiente, a estética e a funcionalidade de obra tão importante para a cidade, para a freguesia e para o país”.

Visita

O Chefe do Estado-Maior da Armada, almirante António Mendes Calado, esteve de vista ao clube acompanhado por Vitor Lemos, vice presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo e pelo presidente da DKC de Viana, Américo Castro que fizeram as honras da casa.

Anúncio

Canoagem

Fernando Pimenta conquista a segunda medalha de bronze nos Mundiais, agora em K1 5000 metros

Na Hungria

em

Fernando Pimenta conquistou hoje a medalha de bronze em K1 5000 metros, no evento que encerra dos Mundiais de Szeged, a capital internacional da canoagem.

O atleta de Ponte de Lima já tinha conseguido o terceiro lugar na final de K1 1000, prova que lhe deu passaporte para os Jogos Olímpicos 2020.

O ouro ficou para Aleh Yurenia, da Bielorrússia, e a prata para Max Hoff, da Alemanha.

Pimenta, recorde-se, tinha conquistado o ouro nestas duas provas no anterior mundial, disputado em Montemor-o-Velho (na imagem).

Continuar a ler

Canoagem

Mundiais de Canoagem: Emanuel Silva e João Ribeiro apurados para os Jogos Olímpicos

A caminho de Tóquio

em

Foto: twitter / arquivo

Os canoístas Emanuel Silva, de Braga, e João Ribeiro, de Esposende, apuraram-se ao final da manhã deste domingo para os Jogos Olímpicos após se classificaram em sexto na final dos Mundiais de Canoagem em K4 500 metros.

Em conjunto com os atletas David Varela e Messias Baptista, os portugueses não tiveram uma prestação brilhante, mas foi o necessário para o apuramento que estava reservado para os primeiros sete classificados, entre nove concorrentes.

Apesar do apuramento, a prova não correu bem aos atletas, com Emanuel Silva a partir o remo no final da partida.

Com este resultado, quatro dos seis canoístas apurados para as Olímpiadas de Tóquio são minhotos, com Emanuel Silva e João Ribeiro a juntarem-se ao limiano Fernando Pimenta [K1 1000] e à esposendense Teresa Portela  [K1 200].

Continuar a ler

Canoagem

Mundiais de Canoagem: Teresa Portela apurada para os Jogos Olímpicos

Atleta de Esposende

em

Foto: FP Canoagem

Portugal garantiu este domingo a segunda vaga na canoagem para os Jogos Olímpicos, através do K1 200 de Teresa Portela, que beneficiou dos resultados da final de K1 500 para ser bem-sucedida.

“Uma vez que três das cinco primeiras nos 200 metros também repetiram o top cinco nos 500, a regra diz que libertam a vaga da distância mais curta. O desempenho da Nova Zelândia, Sérvia e Dinamarca permite alocar mais três lugares, beneficiando a Teresa que no sábado foi oitava”, explicou Vítor Félix, presidente da Federação Portuguesa de Canoagem.

Esta segunda vaga junta-se à de Fernando Pimenta em K1 1000, depois de o limiano ter sido medalha de bronze na distância na qual foi campeão em 2018 em Montemor-o-Velho.

Agora, o dirigente espera que o K4 500 de Emanuel Silva, João Ribeiro, Messias Baptista e David Varela possa confirmar hoje também o apuramento, o que elevaria para seis os apurados para Tóquio2020.

Em maio de 2020 há a derradeira fase de classificação para Tóquio2020, somente para caiaques e canoas de um e dois lugares.

Norberto Mourão também vai aos Jogos Paralímpicos, com a prata na classe adaptada de VL2 200.

Os mundiais de canoagem, que reúnem um recorde de 102 países e cerca de 1.300 atletas, terminam hoje em Szeged.

Continuar a ler

Populares