Seguir o O MINHO

Futebol

“Correu mal tudo, fomos muito passivos”

Pepa após o Gil Vicente-Vitória (3-2)

em

Declarações após o jogo da 17.ª jornada da I Liga de futebol entre Gil Vicente e Vitória SC, que decorreu hoje em Barcelos e que os gilistas venceram (3-2).

Pepa (treinador do Vitória SC): “Correu mal tudo, fomos muito passivos, perdemos muitas bolas na construção e os duelos, quisemos jogar curto quando sabíamos que tínhamos que procurar mais a profundidade, tínhamos que agredir mais. Entrámos bem, mas depois perdemos muitas bolas e quando assim é ficou mais confortável para o Gil Vicente, que fez um grande jogo. Temos que fazer uma reflexão muito grande e profunda porque não chega só 25 minutos, fica muito curto assim, não estamos a conseguir fazer o ‘transfer’ do treino para o jogo, isso está identificado e temos que ser nós a resolver isso.

A segunda volta tem que ser muito mais forte, fomos muito inconsistentes, no sobe e desce e não podemos estar nisso.

A expulsão do Marcus [Edwards] é sinónimo do que foi o jogo: de costas, sob pressão, metemo-nos a jeito.

A frustração dos adeptos é grande, compreendemos, mas ninguém está mais que nós. Temos que fazer muito mais.

[Nélson da Luz, estreia e golo] O Nélson entrou bem, entrou agressivo, muito intenso a procurar a profundidade, que foi o que nos faltou no jogo todo, independentemente dos nomes temos que melhorar.

Tivemos que trabalhar contra o relógio [por causa das baixas], fazem muita falta, mas mesmo sem essas opções temos capacidade para fazer mais e melhor.

[Mercado] Sinceramente, não estou preocupado com o mercado ou com reajustes no plantel, mas em fazer mais e melhor. Isto tem que dar uma volta muito grande, temos que fazer uma reflexão muito grande, não são os nomes que nos vão ajudar, mas é dentro de campo que temos que dar mais. Temos que ser mais proativos e não estar sempre a reagir às adversidades”.

Populares